SOBRE LINGUAGEM E PERSUASÃO - Resenha

Páginas: 11 (2683 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013
SOBRE LINGUAGEM E PERSUASÃO
Bruna de Matos Sousa

Adilson Odair Citelli, possui graduação em Letras pela Universidade de São Paulo (1973), onde realizou também seu mestrado e doutorado. Foi aprovado no concurso público de professor Titular junto ao Departamento de Comunicações e Artes, da ECA/USP no ano de 2007, onde ministra cursos e orienta dissertações e teses. Pesquisador 1C do CNPq, étambém autor de inúmeros artigos e livros, entre os quais se destacam: Linguagem e persuasão (Ática, 1994); Comunicação e educação: a linguagem em movimento (SENAC, 2000); Palavras, meios de comunicação e educação (Cortez, 2006); Educomunicação. Construindo uma nova área de conhecimento (Org.com Cristina Costa). São Paulo, Paulinas, 2011; Educomunicação. Imagens do professor na mídia (Org.). SãoPaulo, Paulinas, 2012.
O primeiro assunto trazido é nomeado pelo título do capítulo, como Informação sem persuasão. Neste, é trazido um slogan da revista americana Newsweek onde por meio de um ato persuasivo, insiste em convencer à seus leitores e, futuros leitores, que esta é “aquela que não persuade”. O faz falando, como descreveu Citelli, quase impessoalmente e assim sob uma forma de negação,faz uma afirmação com o propósito de persuadir. Revelando assim que a persuasão pode vir a existir em diferentes graus, mais ou menos explícitos. Desta forma, apesar de ser comum ao discurso uma forma persuasiva, talvez alguma arte ou manifestação com função lúdica escape à persuasão, como cita o próprio autor.
O primeiro capítulo continua transcorrendo como se fosse um prólogo, mencionando apretensão de Adilson Citelli ao ter elaborado o livro. “Estaremos satisfeitos se este livro ajudar a especular até onde o reconhecimento das formas persuasivas permite aventar a possibilidade de encontrar discursos de outra ordem. Se existirem, evidentemente” (p.6).
Em A tradição retórica é demonstrada a relação dos gregos com o discurso, uma vez que essa preocupação como domínio da expressãoverbal nasceu entre eles. A retorica surgiu em meio a Democracia, no século V a.c., diante da necessidade de expor publicamente ideias. “Daí toda larga tradição dos tribunos, dos sofistas, que iam às praças públicas, aos tribunais, aos foros, intentando inflamar multidões, alterar pontos de vista, mudar conceitos pré-formados” (pg.7). Bem coloca Citelli.
As escolas gregas criaram disciplinas comointuito de ensinar as artes do domínio da palavra, a fazê-lo de uma forma mais elegante e ao mesmo tempo convincente. Disciplina essa, que se preocupava com tal harmonia, era denominada retórica. Mas, segundo Oswald Ducrot e Tzvetan Todorov: “O aparecimento da retórica como disciplina específica é o primeiro testemunho, na tradição ocidental, duma reflexão sobre a linguagem. Começa-se a estudar alinguagem não enquanto ‘língua’, mas enquanto ‘discurso’” . Entende-se assim que o papel da retórica era ensinar a forma de utilizar as palavras para convencer o auditório acerca da suposta verdade.
Devido a visões, como as desenvolvidas nos séculos XVIII e XIX, a retórica foi “transformando-se em mero sinônimo de recursos embelezadores do discurso, ganhando até um certo tom pejorativo” (p. 8).Seguindo, como coloca o autor, “à moda do ideário estético dos parnasianos” (pg.8).
No terceiro capítulo do livro, A retórica clássica, é mencionado um livro de Aristóteles como um dos manuais clássicos para estudos dos processos compositivos dos textos, Arte Retórica. O estagirita foi responsável pela dissecação do discurso em sua estrutura e funcionamento.
Sobre os livros – são 3 volumes –Adilson Citelli diz que, “estamos diante de um corpo de normas e regras que visa a saber o que é, como se faz e qual o significado dos procedimentos persuasivos” (p.9). Ressaltando ainda que “Aristóteles não deseja confundir, como faziam muitos de seus contemporâneos, retórica e persuasão” (p.9).
Aristóteles considerou que na retórica há algo de ciência, onde o seu objetivo, contrario a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha do Livro Linguagem e Persuasão
  • Resenha linguagem e persuasão
  • RESENHA LINGUAGEM E PERSUASAO
  • Resenha Linguagem e Persuasão
  • Resenha do livro Linguagem e Persuasão
  • Resenha Linguagem e persuasão
  • Resenha do livro
  • Trabalho sobre linguagem e persuasão

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!