Smith como institucionalista

Páginas: 5 (1058 palavras) Publicado: 21 de outubro de 2014
Economia Política I
Smith como institucionalista
O renascimento contemporâneo do pensamento institucionalista permitiu que o terceiro componente do pensamento smithiano fosse redescoberto e revalorizado após aproximadamente duzentos anos sendo negligenciado. Tais fundamentos institucionalista estão presentes em duas obras deSmith que precedem a “Riqueza das Nações”. Essas obras são “Teoria dos Sentimentos Morais” e “Lições sobre Jurisprudência”. O institucionalismo aparece como uma abordagem filosófica de Smith que veio a ser obscurecida com a teoria da “Mão Invisível”.
As teorias atribuídas a Smith pelas ortodoxias são reconsideradas através de uma análise e interpretação institucionalista. Como exemplo os autorescitam a tese de que o mecanismo de mercado é necessário e suficiente para garantir a coesão social e diz que ela empobrece o pensamento smithano visto que Smith concebe o mercado como sendo um conjunto de instituições. Smith também considera duas esferas da ação humana que desempenham um papel muito importante na construção da harmonia social: as regras morais e as leis.
Os autores julgam comodistorcida a interpretação que entende Smith como um teórico do “homo economicus” e que define o agente social como autônomo, racional e autointeressado. Smith teria um conceito de homem dotado de selves e sentimentos diversos e contraditórios. Os sentimentos do homem são divididos no texto entre egoísmo e altruísmo.
Os sentimentos considerados egoístas seriam: o desejo de melhorar a própriacondição de vida; o desejo de consideração social; o desejo de admiração alheia; o desejo de acumular propriedades e riquezas; o desejo de poder e capacidade de dominação; o desejo de poupar esforços. Entretanto todos os sentimentos geram suas respectivas externalidades e assim acabam contribuindo para obstruir o funcionamento do mecanismo de mercado. Como um rápido exemplo podemos citar o desejo deacumular riquezas que tem como externalidade a exploração de outra pessoa. Em síntese temos que esse comportamento baseado em autointeresse não seria suficiente para gerar a harmonia social em um quadro de perfeita liberdade. Se faz necessária alguma forma de restrição moral e institucional.
Por outro lado existem os sentimentos altruístas, como por exemplo a benevolência dos indivíduos que vai motivalos a agradas seus semelhantes e gerar ações cooperativas. Existem também sentimentos que são ditos como ambíguos por conterem simultaneamente implicações egoístas e altruístas como por exemplo a empatia. Os indivíduos agem com empatia para obter aprovação um do outro e evitar a desaprovação. Também se esforçam para se auto avaliar criticamente e também avaliam o comportamento dos outros. Dessaforma surgem as regras do agir moral que gera a coesão social. Essas regras fortalecem na mente de cada indivíduo a consciência social ou então o “espectador imparcial “de Smith. Esse espectador opera o controle social do comportamento dos indivíduos.
Essa visão apresentada no texto traz uma forma diferente de se ver a “mão invisível”. Os agentes individuais trocam mais do que mercadorias, trocamtambém mensagens de aprovação e desaprovação. Os indivíduos tendem a agir em conformidade com as expectativas dos outros e respeitando as regrais morais. Mesmo que os indivíduos estejam agindo de forma autointeressada ocorre um controle do oportunismo e o comportamento cooperativo é estimulado. Ou seja, a mão invisível que contribui para a construção do bem comum esta mais no espectador imparcialdo que na ganancia utilitaria e por esses motivos o mercado funciona.
Segundo os autores Smith não trata a natureza humana como um “fato natural”, ele tenta identificar o processo em que o contexto social colabora na formação do indivíduo e acaba chegando a uma conclusão. No mecanismo de construção de personalidade dos indivíduos ocorre uma inclinação em que os mesmos se espelham nas pessoas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Smith
  • Smith
  • Smith
  • A escola institucionalista
  • Movimento Institucionalista
  • Smith
  • Smith
  • Montesquieu e Smith

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!