SIQUEIRA

Páginas: 6 (1389 palavras) Publicado: 16 de maio de 2014
SIQUEIRA, Lucília. O nascimento da América portuguesa no contexto imperial lusitano. Considerações teóricas a partir das diferenças entre a historiografia recente e o ensino de História. Professora Doutora, Departamento de História, PUC-SP, São Paulo-SP.Historia 2009.

“O artigo estrutura-se sobre a comparação entre o que é trazido pela produção historiográfica recente e o que os livrosdidáticos e o ensino de História do Brasil oferecem acerca do início de nosso período colonial”.

“Estão aqui apontadas muitas das obras historiográficasque compunham a bibliografia de Brasil I, mas os livrosdidáticos não estão discriminados, nem seus autores e nemseus títulos, embora estivessem disponíveis nos papersentregues pelos que cursaram a disciplina.”
Ainda que outros domínios ultramarinos jáestivessempresentes na visão de alguns historiadores das décadas de 1960e 1970 - como Amaral Lapa, Charles Boxer e MagalhãesGodinho, por exemplo -, um dos traços mais fortes na maneiraatual de escrever a história colonial do Brasil é a sua inserção no contexto imperial português. Se, de um lado, isso afasta osanacronismos, pois se entende que foi com o passar do tempoque os portugueses foramincorporando partes do territórioamericano e que o Brasil ainda não existia como unidadeterritorial, conjunto cultural ou político nos primeiros séculos dotempo moderno, de outro lado, deixa ver como a Américaportuguesa participava das relações mercantis, políticas eculturais que se criavam entre as gentes que viviam nosOceanos Índico e Atlântico; isto é, passamos a vislumbrar aporção oriental daAmérica do Sul como parte, até mesmo poucoimportante, do Império que incluía Ásia e África(ALENCASTRO, 2000).

“Para compreender a construção do Império ultramarino épreciso conhecer o processo de constituição da monarquiaportuguesa [...].”
“[...] os livros didáticos costumam apresentar para Portugal moderno umasituação modelar em que, como em outras regiões européias, aburguesia comercial derrotouo feudalismo em aliança com o reilusitano e,com o Estado moderno constituído, juntosempreenderam a expansão marítima [...].”
“[...] pelo menos desde o século XIII, ninguém põe em causa a autoridade absoluta domonarca (...). Em muitos aspectos o caráter absoluto damonarquia afigura-se mais propriamente teórico do que real.”(MORENO 2001 p. 47).

Os antecedentes e as causas da expansão marítima“É evidente que para nós o estudo da construção do Estado lusitano tem como fim primordial constituir-se numa introdução para a história do Brasil; e não é mau que seja assim. Investigando Portugal no alvorecer da modernidade, os estudiosos da história brasileira pretendem a compreensão do início da sociedade colonial, ainda que saibam da existência anterior de inúmeras populações nativas e dadiversidade que caracterizou o território da América portuguesa”.
“Investigando Portugal no alvorecer da modernidade, osestudiosos da história brasileira pretendem a compreensão doinício da sociedade colonial, ainda que saibam da existênciaanterior de inúmeras populações nativas e da diversidade quecaracterizou o território da América portuguesa”.
(...) A expansão veio alterar esta situação epermitiu que anobreza mantivesse o seu modelo social e mental quaseinalterado durante mais de século e meio; desfez-se, assim, obloqueio que parecia que iria asfixiar este grupo social, o que foipossível porque milhares de nobres, desde escudeiros recém-nobilitadosa fidalgos proeminentes e de velha cepa, aceitaram orisco de navegar e combater no exterior, passando muitas vezeslonguíssimas emproadasfora do Reino. (COSTA, 2001: 89)

“Os historiadores constroem um ambiente cultural para otempo das grandes navegações em que são colhidos oselementos medievais, fazendo com que os homens das grandesaventuras marítimas sejam vistos por nós, também, comocavaleiros, como cruzados (THOMAZ, 1994).”

O significado da viagem de 1500 de Pedro Álvares Cabral

“No raiar do século XVI, a Coroa...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Jose Siqueira
  • Siqueira 2004
  • Raissa Siqueira
  • fichamento siqueira 2002
  • Trabalho sobre texto do siqueira
  • RELATORIO SIQUEIRA 04 05
  • Moacir Siqueira e a Caravana da Vitória
  • Atividade Colaborativa Bruna Gasques Siqueira

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!