Sincronismo valvula e pitão

Páginas: 5 (1126 palavras) Publicado: 28 de março de 2012
*
*
* CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

LABORATÓRIO DE MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA




RELATÓRIO DA PRÁTICA DO SINCRONISMO DE VÁLVULAS E PISTÃO

.

Nomes: Wemerson Francisco de Souza.
Kácio Fernandes

Coronel Fabriciano, 26 de Agosto de 2011.

RELATÓRIO DA PRÁTICA DO SINCRONISMO DE VÁLVULA E DE PISTÃO DO MOTOR GM.

Relatório apresentadocomo atividade avaliativa Curso de Engenharia Mecânica.

Área de concentração: Motores de Combustão interna

Professor: Ronaldo R. Vieira


Turma: B2 – 2º Período

Coronel Fabriciano, 26 de Agosto de 2011.SUMÁRIO


1. OBJETIVOS 4
2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 4
INTRODUÇÃO 4
3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL: 6
Procedimento para remoção: 6
Procedimento de Instalação: 9
4. CONCLUSÃO 10
5. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS. 11

OBJETIVOS
Conhecer o mecanismo de sincronismo entre válvulas e pistões realizando a desmontagem e montagem dos motores no laborátorio .
*
REVISÃOBIBLIOGRÁFICA
INTRODUÇÃO
As válvulas são classificadas de duas maneiras a de admissão abre ou fecha a janela de admissão para a entrada de ar ((motores a diesel) ou mistura ar-combustível motores a gasolina) no cilindro. A válvula de exaustão abre ou fecha a janela de escape para a saída de mistura queimada do cilindro, uma de admissão e uma de exaustão. Também é comum motores modernos de potência elevadaapresentam quatro válvulas por cilindro. A válvula de admissão é feita em tamanho maior que a válvula de exaustão. O Motor GM apresentar a válvula do tipo “Poppet” utilizada em motores de quatro tempos.

Constituição e funcionamento das válvulas:
A válvula é constituída por uma cabeça em forma de disco fixa a uma haste cilíndrica. A haste desliza dentro de um guia constituída por metalque provoque reduzida fricção (ex: ferro fundido, bronze).
O topo da haste está em contacto mecânico com um impulsor que, accionado pelo came ou excêntrico da árvore de cames, provoca a sua abertura, possibilitando fluxo (entrada ou saída) de gases do motor.
Uma mola assegura que a válvula feche assim que cesse a pressão mecânica do came. Em alguns motores, esse regresso da válvula à sua posiçãode repouso sobre o assento (sede da válvula) é feito por comandos pneumáticos, e não mecânicos.


Os pistões transferem a potência gerada pela combustão para á biela e à ao eixo de manivelas. Os pistões são unidos às bielas através de pino, e o contato com parede do pistão é feito através dos anéis. O topo do pistão é a parte mais expostoao calor e à pressão da combustão. O formato do topo do pistão combina com a geometria do cabeçote para formar a câmara de combustão. Os pistões apresentam ranhuras laterais para abrigar os anéis. Um furo radial é feito para o pino que une o pistão a biela.
Constituição e funcionalidade do pistão:
O pistão ou êmbolo de um motor é uma peça cilíndrica normalmente feita de alumínio ou liga dealumínio, que se move longitudinalmente no interior do cilindro dos motores de explosão.
O pistão tem a forma de um copo cilíndrico invertido sendo a superfície direccionada para a câmara de combustão denominada fundo ou cabeça do pistão. A parte média, é normalmente chamada de corpo, onde existem dois orifícios circulares alojar o eixo do pistão que o une à biela. A parte mais afastada da cabeça édenominada a calça do pistão.

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL:

Foi utilizado para a prática de sincronismo da válvula e pistão um motor GM 1.6 OHC MPFI 8V do veículo Corsa
Ferramentas Utilizadas:
- Chaves Torques.
- Extensão com soquete.
- Chave Allen.
- Chave Fenda.
-Chave de vela.
- Chave estriada 17mm.
- Torquímetro.
Procedimento para remoção:
De posse das ferramentas e instruções...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Trabalho De Motores Sincronismo Das Valvulas
  • SINCRONISMO DE VÁLVULAS E PISTÕES
  • valvulas
  • Valvulas
  • valvulas
  • valvula
  • Válvulas
  • valvulas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!