SEXUALIDADE FEMININA VISÃO PSICANALISTA

Páginas: 7 (1555 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
 CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA
FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS
CURSO PSICOLOGIA
DANIEL MARCOS PEREIRA
/ 3º período noite, sala 203









TEORIA PSICANALITICA II: A Sexualidade Feminina.












BELO HORIZONTE
18/09/2013
Daniel Marcos Pereira




A Sexualidade Feminina (1931).



Trabalho sobre o tema “A Sexualidade Feminina” no curso dePsicologia, faculdade de ciências humanas no Centro Universitário Newton Paiva, tendo como objetivo apresentar a Sexualidade Feminina na visão de Freud e de outros escritores, apresentando um estudo dentro da visão psicanalítica sobre o complexo de Édipo na mulher e sexualidade feminina.
Prof. Lucas Loureiro









BELO HORIZONTE
18/09/2013


Este trabalho foi feito sobre a teoriapsicanalítica desenvolvida por Sigmund Freud, sobre a história do feminino e sua sexualidade. Com a leitura desta pesquisa compreendeu que o desenvolvimento da sexualidade feminina é mais complicado do que o do homem pelo fato de a menina ter a tarefa de abandonar o que originalmente constituiu sua principal zona genital, o Clitóris em favor de outra nova, a vagina. Agora, no entanto parece-nos queexiste uma segunda alteração da mesma espécie, que não é menos característica e importante para o desenvolvimento da mulher: A troca do seu objeto original a mãe pelo pai, a maneira pela qual essas duas tarefas estão mutuamente vinculadas.
Dois fatos impressionantes vêm marcar esta pesquisa, o primeiro foi o de que onde a ligação da mulher com o pai era particularmente intensa, a analise mostravaque essa ligação fora precedida por uma fase de ligação exclusiva a mãe, igualmente intensa e apaixonada. Com exceção da mudança de seu objeto amoroso, a segunda fase mal acrescentara algum aspecto novo à sua via erótica. Sua relação primaria com a mãe fora construída de maneira muita rica e multificada. O segundo fato ensinou-me que a duração dessa ligação também fora grandemente subestimada.
Deuma vez que essa fase comporta todas as fixações e repressões a que podemos fazer remontar a origem das neuroses, talvez pareça que deveríamos retratar-nos da universalidade da tese segundo a qual o complexo de Édipo é o núcleo das neuroses, por um lado podemos ampliar o conteúdo deste complexo de modo a incluir todas as relações da criança com ambos os genitores, e por outro, levar na devidaconta nossas novas descobertas, dizendo que a mulher só atinge a normal situação edipiana positiva depois de ter superado um período anterior que é governado pelo complexo negativo, a intensa dependência de uma mulher quanto ao pai assume a herança de uma ligação igualmente forte com a mãe, e que essa fase primitiva demora um período de tempo inesperadamente longo.
Antes de tudo, não pode haverdúvidas de que a bissexualidade, presente, conforme acreditamos na disposição inata dos seres humanos, vem para o primeiro plano muito mais claramente nas mulheres do que nos homens, o homem possui apenas uma zona sexual, já a mulher possui duas, são elas: a vagina e o clitóris, porem é interessante lembrar que por muitos anos a vagina é virtualmente inexistente e não vai proporcionar sensações deprazer para esta menina ate a puberdade mesmo sendo contraditório para observadores atuais que nos diz que a vagina já demonstra seus impulsos mesmo nesses primeiro anos da mulher.
Na mulher, portanto, suas primeiras ocorrências genitais da infância devem ocorrer em relação ao clitóris, sendo assim sua vida sexual é divida em dois momentos, no primeiro momento ela apresenta-se em um caráter masculinoao passo que somente no segundo momento é especificamente feminina.






Paralela a essa primeira grande diferença existe a outra, relacionada com o encontro do objeto. No caso do homem, a mãe se torna para ele seu primeiro objeto de amor como resultado de alimenta-lo e de tomar conta dele, permanecendo assim ate ser substituída por alguém que se assemelhe ou dela se derive, o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A Sexualidade Feminina
  • Sexualidade Feminina
  • Sexualidade feminina
  • sexualidade feminina
  • Sexualidade feminina para Freud
  • A sexualidade feminina nas cantigas trovadorescas
  • Sexualidade infantil feminina
  • Sexualidade feminina nas redes sociais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!