Sexologia

Páginas: 3 (693 palavras) Publicado: 9 de abril de 2013
Conceito de conjunção carnal
No sentido do Código Penal, conjunção carnal é a introdução do pênis na vagina (immissio penis in vaginam), haja ou não a ejaculação. Tem havido divergência quanto olimite da introdução: até o hímen ou além dele? A cópula vestibular ou vulvar não chega a configurar conjunção no sentido do código, a menos que dela resulte gravidez.
Em relação à perícia, quais ossinais duvidosos que devem ser estudados para se provar a conjunção carnal?
Os sinais duvidosos são: a) dor da vítima; b) hemorragia (podendo ou não ocorrer - quando tecido chamado hímen é rompido); c)presença de lesões no aparelho genital (equimoses, hematomas, contusões, escoriações etc.) - o fato de se encontrar estas lesões não caracteriza a conjunção carnal; d) contaminação: ao examinar avítima, encontra-se uma contaminação venérea (observa-se que tanto a contaminação pode ter outra origem como pode estar vinculada à prática libidinosa diversa da conjunção).
Em relação à perícia, quais ossinais considerados como certos de ter ocorrido a conjunção carnal?
Para a mulher já deflorada, não considerar a letra "a".
Os sinais de certeza são: a) ruptura do hímen: a ruptura ocorre atravésda conjunção carnal (há também casos de acidentes, de masturbações); b) presença de esperma na vagina; c) diante de uma gravidez a lei considera que ocorreu uma conjunção.
Em relação ao hímen, quaissão suas características principais e quais as diferenças que ocorrem entre o hímen roto e o hímen que apresenta entalhes?
O hímen é um diafragma presente no intróito (começo, entrada) do condutovaginal, sendo uma membrana perfurada para o escoamento do fluxo catamenial (menstrual) e usualmente se rompe ao primeiro contato sexual. Excepcionalmente pode faltar (ausência congênita) ou seapresentar inteiriço (imperfurado) e exigir intervenção cirúrgica. Usualmente se insere na parede vaginal a cerca de 1,5 cm de profundidade em relação à vulva e apresenta um bordo livre (óstio) de variada...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Sexologia
  • Sexologia
  • Sexologia
  • Sexologia
  • sexologia
  • Sexologia
  • SEXOLOGIA
  • Sexologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!