Serviços penais 2

Páginas: 7 (1508 palavras) Publicado: 7 de agosto de 2012
Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul
Campus Virtual


|[pic] |Atividade de Avaliação a Distância |

Disciplina: Serviços Penais II
Curso Superior de Tecnologia em Serviços Penais Professor: Aline
Nome do aluno: Maria Alice Camargo Albino
Data: 19/09/2011

Orientações:▪ Procure o professor sempre que tiver dúvidas.
▪ Entregue a atividade no prazo estipulado.
▪ Esta atividade é obrigatória e fará parte da sua média final.
▪ Encaminhe a atividade via Espaço UnisulVirtual de Aprendizagem (EVA).

1) Leia atentamente o texto abaixo:
Prisão para quem precisa[1]
“Nos últimos 20 anos, o número de pessoas encarceradas no Brasil passou decerca de 90 mil para mais de meio milhão. Um crescimento de 450%, enquanto a população aumentou 32%. No mesmo período, o número de presos nos EUA (o país que mais encarcera no mundo) subiu 77%. [...] Recentemente, em inspeção a três presídios na Paraíba (pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária), encontrei dezenas de pessoas respondendo por furto em prisão preventiva há mais dedois anos (!).
O senso comum imagina que, prendendo mais, estaremos mais seguros. Em alguns poucos casos, isso é verdadeiro. Quando prendemos pessoas especialmente perigosas, dispostas, por exemplo, a matar, a estuprar ou a vender um mandato para uma empreiteira, evitamos que mais pessoas sejam vitimadas. As evidências, entretanto, mostram que encarcerar em massa e não investir no tratamento penalé a combinação ideal para ampliar o crime e a violência. É exatamente isto o que temos feito no Brasil. A dinâmica é complexa, mas dois são os fenômenos básicos: se prendemos pessoas que agem isoladamente e cometem delitos sem violência real, é provável que, em contato com outros presos e diante da necessidade de proteção, elas se organizem em facções. Ao saírem da prisão, seus vínculos com ocrime terão se fortalecido e a reincidência tende a se agravar. Na outra ponta, temos os presos que resistem a esta lógica e que saem da cadeia à procura de emprego. Mas aí todas as portas se fecham e, pelo estigma, a sociedade os empurra de volta às alternativas ilegais de sobrevivência. Por isso, prender pessoas é, em regra, uma forma muito cara de tornar as coisas bem piores.
Nunca prendemostanto, mas a notícia é de que prendemos pouco e a pressão é por novos presídios e por leis “mais duras”. Vamos construir novos presídios, claro. Mas apenas para adiar o colapso total do sistema, cujo déficit já é de 200 mil vagas [...].”
A exemplo de outros países ocidentais, o Brasil é um dos que mais encarceram no mundo (desde o “ladrão de galinhas” ao “quadrilheiro”, sem distinções) acompanhadode um crescente sucateamento do sistema prisional e, conseqüentemente, de condições mínimas adequadas que atendam aos requisitos da tutela de presos ou de cumprimento de penas nos termos das exigências legais e institucionais estabelecidas em convenções internacionais.
Com base nas informações do texto anterior e do conhecimento adquirido nesta disciplina, elabore um resumo com no mínimo 20linhas, descrevendo se o aumento do número de unidades prisionais, o endurecimento das leis e das medidas de execução penal é suficiente para que tenhamos uma sociedade de paz. (3 pontos).


R: O aumento do numero de unidades prisionais, o endurecimento das leis e das medidas de execução penal são fatores que ajudariam e muito para que se obtenha uma sociedade próxima da paz, masisso não fará com que a criminalidade deixe de existir, muito pelo contrário, isso vai muito além de boas e muitas prisões. Uma educação publica de qualidade, apoio familiar, combate a pobreza e desigualdade social pode incluir também a reestruturação do seio familiar, ajudariam a prevenir a criminalidade ao invés de buscar meios de remediar uma situação que já se encontra a beira do caos....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Penal 2
  • Penal 2
  • penal 2
  • A o Penal 2
  • penal 2
  • Penal 2
  • Penal 2
  • Penal 2

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!