Serviço de atendimento móvel de urgência (samu), uma pesquisa bibliográfica

Páginas: 6 (1432 palavras) Publicado: 21 de janeiro de 2013
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
CAMPUS MINISTRO PETRÔNIO PORTELA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM
DISCIPLINA: ATENDIMENTO DE URGÊNCIA
PROFESSORA: FRANCINETE DE PAULA AVELINO





SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA (SAMU), UMAPESQUISA
BIBLIOGRÁFICA


Francisca Emanuelle R. Vieira
Isabela R. de Sá G. NolêtoNalma Alexandra R. de Carvalho
Natália Guerreiro
Pedro



TERESINA/2012Sumário

1. Introdução
2. Desenvolvimento
2.1 SAMU: Brasil, Piauí e Teresina
2.2 Como o SAMU funciona
3. Conclusão
Referências
Anexos
































1. Introdução

Em 2003 foi criada a Política Nacional de Urgências e Emergências contendo nela o SAMU/192, com o objetivo de atender a rede pública, prestandosocorro em emergências. A política possui cinco importantes ações: Organizar o atendimento de urgência nos pronto-atendimentos, unidades básicas de saúde e nas equipes do Programa de Saúde da Família (PSF); Estruturar o atendimento pré-hospitalar móvel (SAMU 192); Reorganizar as grandes urgências e os pronto-socorros em hospitais; Criar a retaguarda hospitalar para os atendidos nas urgências; eestruturar o atendimento pós-hospitalar.

O trabalho do SAMU 192 vem reduzindo o número de óbitos, o número de internações em hospitais e as sequelas da falta de socorro precoce, pois conta com um serviço que atende 24 horas por dia, sendo composto por equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas. Tais profissionais, juntamente com toda a estruturadisponibilizada pelo atendimento do SAMU, socorrem urgências de natureza traumática, pediátrica, clínica, ginecoobstétrica, cirúrgica e de saúde mental da população.
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=30273&janela=1























2. Desenvolvimento
2.1 SAMU: Brasil, Piauí e Teresina
Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, oSAMU 192 está presente em todos os estados brasileiros com 163 Centrais de Regulação Médica que abrangem 1.736 municípios. São 115.576.694 de habitantes com acesso ao Serviço, correspondendo a 60% de cobertura da população Brasileira. O Ministério da Saúde pretende ter 100% de cobertura do SAMU até o final de 2014.
O governo federal custeia 50% das despesas mensais necessárias para arealização dos serviços disponibilizados para estados e municípios com projetos aprovados de SAMU. Para municípios que não possuam porte suficiente para implantar uma Central de Regulação, são implantados projetos de regionalização em parceria com municípios que já possuam SAMU instalados.
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=36689&janela=1
Em 2005 foiinaugurada a primeira sede do SAMU no estado do Piauí, localizada em Teresina, capital, contando com 10 unidades móveis, sendo duas de suporte avançado e oito de suporte básico. Mais tarde, em 2006, foi inaugurada uma nova sede na capital e o SAMU da cidade de Picos, que passou a cobrir 40 municípios da região. http://www.piaui2008.pi.gov.br/materia.php?id=20468
Com as propostas de custeio...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A IMPORTÂNCIA DO SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA
  • O atendimento de urgência psiquiátrica realizado pelo enfermeiro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência
  • O papel do enfermeiro na redução do risco de contaminação dos profissionais de saúde que atuam no serviço de...
  • Atuação do serviço de atendimento móvel de urgência – samu, na percepção de usuarios atendidos na cidade de...
  • Atendimento no serviço de urgência e emergência
  • Serviço de atendimento movél
  • atendimento de urgencia
  • revisao bibliografica e pesquisa bibliografica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!