Seguro, econômico e ecologicamente sustentável.

Páginas: 13 (3184 palavras) Publicado: 21 de maio de 2012
Elton de Queiroz Moreira

Transporte ferroviário: seguro, econômico e ecologicamente sustentável.

Uberlândia/2012
Elton de Queiroz Moreira

Transporte ferroviário: seguro econômico e ecologicamente sustentável.
Trabalho de avaliação do curso “Técnico em Logística”,
Apresentado á Faculdade do trabalho, como requisito
parcial á obtenção de nota na disciplina “Matemática”.
Orientador:Prof/Facilitador Cid Silva Guimarães.



Uberlândia/2012

Sumário

Transporte ferroviário: seguro, econômico e
Ecologicamente sustentável
Situação do transporte ferroviário no Brasil
A importância do modal ferroviário no
Transporte de cargas no Brasil
Modal ferroviário, a saída
Sobra dinheiro, falta gestão
Investimentos previstos em rodovias
Desenvolvimento
ConclusãoAnexos
Bibliografia

Introdução
Basta analisar como o transporte de cargas pelo meio de ferrovias cresceu bastante devido muito trabalho e investimentos. Em 1997, as concessionárias já investiram mais de R$ 24 bilhões na recuperação das malha na adoção de novas tecnologias, para que houvesse a redução dos níveis de acidentes, capacitação profissional e na aquisição locomotiva dos vagões.Entretanto a importância da infraestrutura de transportes trabalha no desenvolvimento econômico e social de um país a ser considerado diferentes modais de transporte na forma da integração regional quanto ao desenvolvimento.
E dentre todos os modais de transporte, a ferrovia tem se mostrado uma alternativa em potencial para melhorar o sistema de transporte de cargas no Brasil aumentando acompetitividade das empresas do setor e melhorando a matriz de transporte brasileiro em todo o mundo.

Transporte ferroviário: seguro, econômico e ecologicamente sustentável.

Transporte ferroviário de cargas: uma alternativa segura, econômica e ecologicamente sustentável.
O transporte de cargas por ferrovias no Brasil vive um momento de retomada, de renascimento. Como a malha ferroviária possuiapenas cerca de 29 mil km de extensão e a maior parte das suas linhas está distante de centros urbanos, muita gente desconhece sua existência. Há até quem imagine que no País só existam trens de passageiros. Mas, mesmo com poucos trilhos cortando o Brasil, o transporte não só existe, como já é responsável pela movimentação de 25% de toda a carga transportada no Brasil.
A projeção do governo é aumentaresta participação para 32% até 2020, graças aos investimentos previstos no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) para a ampliação da malha ferroviária. Mas, a grande verdade é que o desempenho das ferrovias é fruto de muito trabalho e investimentos. Desde que assumiram o controle das ferrovias, em 1997, as concessionárias já investiram mais de R$ 24 bilhões na recuperação da malha, na adoçãode novas tecnologias, na redução dos níveis de acidentes, em capacitação profissional e na aquisição e reforma de locomotivas e vagões.
Os números do setor nestes 14 anos de concessão deixam evidente que a gestão conduzida pela iniciativa privada tem sido um sucesso. Basta analisar os resultados. A movimentação de cargas aumentou 86%, passando de 253,3 milhões de toneladas para 471,1 milhões detoneladas por ano. Crescimento alavancado pelo transporte de produtos siderúrgicos e de commodities agrícolas como soja, milho e arroz. Hoje as ferrovias também têm sido muito procuradas para a movimentação de açúcar, de combustíveis, de produtos petroquímicos e de materiais da construção civil.
Além disso, a produção das ferrovias cresceu 104,1%, de 1997 a 2010, aumentando de 110,2 para 280,1bilhões de TKU (tonelada por quilômetro útil). Neste mesmo período, o aumento do PIB brasileiro foi de 47,8%, o que demonstra que a produção do modal ferroviário foi superior em mais de 100%. A União também tem sido beneficiada com os resultados positivos. Desde que a iniciativa privada assumiu a prestação de serviços de transporte ferroviário, a União já arrecadou aos cofres públicos mais de R$ 5...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Desenvolvimento econômico sustentável
  • desenvolvimento econômico sustentável em Angola
  • Desenvolvimento economico sustentavel nas organizaçoes
  • Decrescimento economico socialmente sustentável
  • Crescimento economico e sustentável
  • Desenvolvimento Sustentável: Uma perspectiva econômico-ecológica
  • Sistemas economicos e sustentaveis na construção civil
  • Tecnologia, Ambiente social, econômico e sustentavel

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!