saude da mulher

Páginas: 35 (8543 palavras) Publicado: 1 de abril de 2014
Breve diagnóstico da Situação da Saúde da Mulher no Brasil:

em relação ao acesso às ações e serviços de saúde, compreende-se que o perfil epidemiológico da população feminina apresente diferenças importantes de uma região a outra do País. porém salienta-se que, no processo de implantação e implementação da Política Nacional para Atenção Integral à Saúde da Mulher, elas devem serconsideradas, possibilitando uma atuação mais próxima da realidade local e portanto com melhores resultados.
Enquanto a mortalidade por violência afeta os homens em grandes proporções, a morbidade, especialmente provocada pela violência doméstica e sexual, atinge prioritariamente a população feminina. Também no caso dos problemas de saúde associados ao exercício da sexualidade, as mulheres estãoparticularmente afetadas e, pela particularidade biológica, têm como complicação a transmissão vertical de doenças como a sífilis e o vírus HIV, a mortalidade materna e os problemas de morbidade ainda pouco estudados.
No Brasil, as principais causas de morte da população feminina são as doenças cardiovasculares, destacando-se o infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral; as neoplasias,principalmente o câncer de mama, de pulmão e o de colo do útero; as doenças do aparelho respiratório, marcadamente as pneumonias (que podem estar encobrindo casos de aids não diagnosticados); doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas, com destaque para o diabetes; e as causas externas (BRASIL, 2000).

Mortalidade Materna
Razões de Mortalidade Materna (RMM) elevadas são indicativas deprecárias condições socioeconômicas, baixo grau de informação e escolaridade, dinâmicas familiares em que a violência está presente e, sobretudo, dificuldades de acesso a serviços de saúde de boa qualidade.
Nas capitais brasileiras, para o ano de 2001, a RMM corrigida foi de 74,5 óbitos maternos por 100 mil nascidos vivos. As principais causas da mortalidade materna são a hipertensão arterial, ashemorragias, a infecção puerperal e o aborto, todas evitáveis (BRASIL, 2003).
Considerando que 70% das mulheres são usuárias do SUS e que cerca de 65% dos óbitos maternos ocorrem no momento do parto, é provável que, apesar do sub-registro e da subinformação, a queda na razão de mortalidade materna calculada com base nos dados do Sistema de Informação em Mortalidade (SIM) e do Sistema de InformaçãoSobre Nascidos Vivos (SINASC), observada a partir de 1999, seja real. Ainda assim, os números atestam que a situação atual está aquém do aceitável, pois, em países desenvolvidos, a RMM filhos por mulher oscila de 6 a 20 óbitos por 100 mil nascidos vivos (BRASIL, 2003).

Precariedade da Atenção Obstétrica

Desde a implantação do Sistema de Informação Ambulatorial (AIH), registra-se uma tendênciade aumento do número de consultas de pré-natal, especialmente a partir de 1997. Em 1995, foram registra- das 1,2 consultas de pré-natal para cada parto realizado no SUS. Em dezembro de 2002, essa razão era de 4,4 consultas de pré-natal para cada parto
(Tabnet SIA-Datasus e TabwinAIH-Datasus, 2003).
Os dados também evidenciam que a atenção no puerpério não está consolidada nos serviços desaúde. A grande maioria das mulheres retorna ao serviço de saúde no primeiro mês após o parto. Entretanto, sua principal preocupação, assim como a dos profissionais de saúde, é com a avaliação e vacinação do recém-nascido. Isso pode indicar que as mulheres não recebem informações suficientes para compreende- rem a importância da consulta puerperal.
A assistência ao parto no Brasil não é homogênea. Amaioria dos partos é realizada em ambiente hospitalar, mas, em muitas regiões do País, especialmente nas zonas rurais, ribeirinhas e lugares mais distantes, a única opção que existe para a mulher é o parto domiciliar assisti- do por parteiras tradicionais. Deve-se ressaltar que o parto domiciliar, em alguns casos, é uma opção da mulher.
Como consequência desse isolamento, a maioria dos partos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • saude da mulher
  • saude da mulher
  • Saúde da mulher.
  • saude da mulher
  • Saúde da mulher
  • Saúde da mulher
  • saude da mulher
  • Saude Da Mulher

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!