Sífilis

Páginas: 7 (1653 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014



Centro Universitário Anhanguera Educacional / UNIAM.
Curso:Técnico em Farmácia.
Temática:Sífilis.
Período:1° Período.
Disciplina:Microbiologia, Parasitologia e Imunologia.
Docente: Priscila Miranda.
Discentes/ RA: Alexandre Silva Castilho/Turma D/ RA: ----
André Luiz da Conceição/Turma D/ RA: ----
Edyla Amilly da SilvaRibeiro/Turma D/RA: 1401000353
Fabiana de Araújo Tomáz/ Turma D/ RA: ----
Geraldo Lisboa Filho/Turma D/RA: 1401006077
Jackeline da Silva Soterio/ Turma D/ RA: 1401006107
Leandro Tenório de Souza/ Turma D/ RA: ----
Thiago Ferreira de Oliveira/ Turma C/RA: 1401005214Valsea Crisóstomo López/Turma D/RA: ----






Niterói, 15 de Setembro de 2014.
INTRODUÇÃO

Nos últimos anos do século XVI, a Europa foi assolada por uma grave epidemia de sífilis, doença até então desconhecida, que em pouco tempo se espalhou por todo o continente e tornou-se uma das mais graves doenças humanas e em uma das mais sérias ameaças a saúdepública. A princípio, a doença recebeu várias denominações, como Mal de Nápoles, Mal Francês e outras, cada povo culpando os inimigos. O termo sífilis foi introduzido por Girolamo Fracastoro em 1530, mas seu uso tornou-se corrente apenas no século XVIII. De lá pra cá, várias teorias foram apresentadas para explicar sua origem. A população se segregava com medo de serem contagiados. A seguir, veremosquais sintomas são apresentados por uma pessoa que contrai a sífilis, como é possível contrair a doença, tipos de tratamentos e maneiras de prevenção.
O AGENTE ETIOLÓGICO

A sífilis é causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum, gênero Treponema, da família dos Treponemataceae, que inclui ainda dois outros gêneros: Leptospira e Borrelia. O gênero possui quatro espécies patogênicase pelo menos seis não patogênicas. As patogênicas são o Treponema pallidum subsp pallidum, causador da sífilis, o Treponema carateum, responsável pela pinta, e o Treponema pertenue, agente da bouba ou framboesia. O bejel ou sífilis endêmica é atribuído à variante T. pallidum subsp endemicum. O Treponema pallidum tem forma de espiral (10 a 20 voltas), com cerca de 5-20mm de comprimento e apenas0,1 a 0,2mm de espessura. Não possui membrana celular e é protegido por um envelope externo com três camadas ricas em moléculas de ácido N-acetil murâmico e N-acetil glucosamina. Apresenta flagelos que se iniciam na extremidade distal da bactéria e encontram-se junto à camada externa ao longo do eixo longitudinal. Move-se por rotação do corpo em volta desses filamentos
SINTOMASAs primeiras manifestações da doença ocorrem após um período de incubação (da contaminação até apresentar o primeiro sintoma) de duração média de 21 dias, podendo variar de 3 até 90 dias. A doença apresenta três fases distintas, com manifestações características em cada uma e um período de latência (sem sintomas) entre a segunda e a terceira fase. Os sintomas variam de acordo com cada estágio dadoença (primário, secundário, latente e terciário).
-Primário: surge uma lesão ou cancro indolor no local da infecção, frequentemente no pênis, na vulva ou na vagina. Mas também pode ocorrer no ânus, no reto, nos lábios, na língua, na garganta, no colo uterino, nos dedos das mãos ou, raramente, em outras partes do corpo, dependendo de qual foi o local em que ocorreu o contato com a bactéria. Ocancro começa como uma pequena área elevada e vermelha, que rapidamente se transforma em uma ferida aberta, porém permanece indolor. Como os sintomas são escassos, o cancro é frequentemente ignorado. Aproximadamente 50% das mulheres infectadas e um terço dos homens infectados não tomam conhecimento dela. Normalmente, o cancro cicatriza em 3 a 12 semanas e o indivíduo parece totalmente sadio....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Sifilis
  • Sifilis
  • Sífilis
  • A Sífilis
  • Sifilis
  • Sífilis
  • Sífilis
  • Sífilis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!