ROTEIRO SIMPLIFICADO DE AUDITORIA PARA MICRO EMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE OPTANTES PELO SIMPLES NACIONAL

Páginas: 19 (4731 palavras) Publicado: 14 de janeiro de 2014
INTRODUÇÃO

Existem inúmeras dúvidas relacionadas às dificuldades em nosso país relacionadas aos pequenos e médios empresários. Não é segredo que nosso país sofre imensa carga tributária, dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), mostra que a arrecadação de tributos no país correspondeu no período de 2010, a 34,5% do Produto Interno Bruto (PIB), percentual decrescimento mais elevado do que os míseros 4% da própria economia. Reformulação tributária é necessária para destinação organizada dos recursos, para o subdesenvolvimento do país, exige realmente a carga tributária, porém de maneira organizada onde exista tributação eficiente sobre grandes fortunas, isenções para os pequenos empresários e não para agricultores de grandes propriedades rurais.
Aajuda condicional das agências de apoio ao empreendedor e pequeno empresário é uma abertura de portas comerciais para garantir o bom pagamento das obrigações.
Os treinamentos levam a impressão da busca por melhores resultados, porém o acompanhamento é limitado. O pequeno empresário não possui um conjunto com experiência comercial, conhecimento básico contábil, percepção de mercado em geral, ésomente um bom vendedor com intuito de aumentar os negócios visando se inscrever no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica - CNPJ, não sabendo das dificuldades que encontrará.
A tributação é apenas uma das muitas dificuldades encontradas pelas pequenas empresas. O conhecimento do pequeno empresário ou a falta deste é um dos grandes causadores por empresas não conseguirem completar sequer um ano deexistência.
O objetivo deste trabalho é de identificar as principais dificuldades encontradas pelas pequenas empresas e propor um sistema de fácil controle ao pequeno empresário.

1. Capítulo I – Controle Interno

1.1 Conceituação e antecedentes históricos

A utilização dos controles internos nas empresas teve início com a necessidade de maior controle das operações realizadas, pois com aexpansão dos mercados, crescimento das empresas e o desenvolvimento das atividades, o relativo controle dos seus diversos setores se tornou mais complexo.
Mediante a complexidade do controle destes setores é que o sistema de controles internos foi criado, a fim de evitar erros e fraudes dentro das empresas, seguindo métodos e procedimentos os quais irão auxiliar no controle das atividades daempresa.
O controle interno representa em uma organização o conjunto de procedimentos, métodos ou rotinas com os objetivos de proteger os ativos, produzir dados contábeis e ajudar a administração na condução ordenada dos negócios da empresa (ALMEIDA, 2009, p.63).
Por controles internos entendemos todos os instrumentos da organização destinados à vigilância, fiscalização e verificação administrativa,que permitam prever, observar, dirigir ou governar os acontecimentos que se verificam dentro da empresa e que produzam reflexos em seu patrimônio (FRANCO e MARRA, 2009, p.267).
A partir de determinado porte, as empresas são gerenciadas de forma segmentada, quase sempre existindo um executivo responsável em cada uma das diversas divisões, departamentos ou setores. Tais responsáveis devem,evidentemente, prestar contas periódicas do desempenho de sua área, dentro da alçada de gerenciamento (OLIVEIRA, PEREZ JR. e SILVA, 2009, p.72).
Portanto, concluímos que quanto maior se tornar a empresa, mais complexa será a estrutura organizacional necessária para controlar as operações de forma eficiente, se fazendo relevante a criação de relatórios, indicadores e análises consistentes, os quais darãoao administrador uma visão geral dos processos da empresa, facilitando, assim, a tomada de decisão por parte dos mesmos.

1.2 Aspectos relevantes do controle interno

As normas de auditoria geralmente aceitas, referentes ao trabalho no campo, estabelecem que o auditor deve avaliar o sistema de controle interno da empresa auditada, a fim de determinar a natureza, época e extensão dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • SIMPLES NACIONAL MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE
  • As vantagens do simples nacional nas microempresas e empresas de pequeno porte
  • OS BENEFÍCIOS DO SIMPLES NACIONAL PARA AS MICROEMPRESAS E ÀS EMPRESAS DE PEQUENO PORTE
  • Micro empresa e empresa de pequeno porte
  • Micro empresa e empresa de pequeno porte
  • micro empresa e empresa de pequeno porte
  • Micro empresa e empresa de pequeno porte
  • Micro empresas e empresas de pequeno porte

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!