romanização

Páginas: 12 (2834 palavras) Publicado: 9 de fevereiro de 2014
A ROMANIZAÇÃO NA
PENÍNSULA IBÉRICA
Em que consistiu a Romanização?
Consistiu no processo, lento e desigual, de
transmissão da cultura romana aos povos
conquistados.
Este processo terminou com o Edicto de
Caracala (212 d. C.) que concedeu a cidadania a
todos os homens livres do Império.



Que povos viviam na Península Ibérica antes
da chegada dos Romanos?

Conforme o mapa, viviamdiversos povos, com diferentes
graus de desenvolvimento.

Habitaram ainda, pontualmente
a península, estabelecendo
pequenas colónias-feitorias
comerciais costeiras semipermanentes de grande
importância estratégica, Gregos,
Fenícios e Cartagineses, cujas
influências, contudo terão sido
mínimas.



Estrabão ( c.64 a. C.- c.24 a. C.) historiador e geógrafo grego, que na sua
obraMemórias Históricas dedicou um capítulo à Lusitânia que descreve
assim:



“Ao norte do Tejo é a Lusitânia ocupada pelo povo mais poderoso entre
todos os iberos, aquele que manteve, por mais tempo, a guerra contra os
romanos. É limitada, a sul pelo Tagus (Tejo).



A sua parte oriental (Serra da Estrela) é montanhosa a e rude. A sua
continuação é uma planície que se estende até ao mar.

A Lusitânia é um país muito fértil, cortada por grandes e pequenos rios, a
maior parte navegáveis. Os mais conhecidos, além do Tagus, o Mundas
(Mondego) e o Vaccua (Vouga). O limite norte é o Durius (Douro).



A Lusitânia abrigava diferentes povos, que tinham nomes diferentes. Cada
um formava uma pequena república, que tinha as suas leis, seus usos e
costumes. É ocupada porcerca de 50 povos diferentes.” (…)

Vejamos como descreve Estrabão alguns aspectos
da vida dos Lusitanos, cujo modo de vida era
semelhante ao dos povos da restante Península
Ibérica:

Alimentação
“Todos os habitantes da montanha são sóbrios, não bebem senão
água, dormem no chão, usam cabelos compridos como as mulheres, e
apertam-nos com uma faixa. Comem principalmente carne de cabra.Durante três quartas partes do ano os moradores das montanhas não
se alimentam senão do bolota, que, depois de seca, é triturada e moída
para fazer o pão, que se pode guardar durante muito tempo. Bebem
zytos (bebida formentada) e o vinho, que é raro, é bebido depois dos
festins familiares; também não usam azeite mas manteiga. Comem
sentados em bacos contruídos ao redor da parede, dispostos porordem
de idades e de dignidades, e os alimentos circulam de mão em mão.”





Religião

“Os Lusitanos fazem sacrifícios e observam as vísceras
sem as separar do corpo; observam também as veias do
peito e fazem os seus vatícinios por apalpação. Também
auscultam as vísceras dos prisioneiros, cobrindo-os com
um manto de lã. A primeira adivinhação é feita sobre a
forma como a última caiquando é abatida pelo
adivinhador. Cortam as mãos direitas aos prisioneiros e
oferecem-nas aos deuses.
Sacrificam cabras, cavalos e prisioneiros a Ares
(divindade da guerra). Costumam fazer sacrifícios
maciços de cada uma destas espécies, à maneira grega;
como diria Píndaro, 'imolam uma centena‘.”




Guerra

Dizem que os Lusitanos são muito
hábeis nas emboscadas e
perseguições,rápidos, espertos e
dissimulados. Usam um escudo
pequeno, de dois pés de diâmetro,
côncavo na face anterior. Usam-no
suspenso de umas correias, e não
parece ter pegas nem braçadeiras.
Andam também armados com um
punhal ou adaga. A maior parte usa
couraças de linho, e alguns têm
cotas de malha e cascos de três
cimeiras; outros cobrem-se com
cascos tecidos de nervos. Os
infantes usamkrémides (protecção
para as pernas) e levam vários
dardos; outros usam lanças com
pontas de bronze.
Praticam lutas desportivas a pé e a
cavalo, treinando-se assim para a
luta corpo a corpo, a corrida, as
escaramuças e os combates.

Espada lusitana

Estátua de um guerreiro
lusitano

Habitação
 As casas de pedra tinham forma
redonda ou rectangular; eram
cobertas de palha, e ficavam...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A romanização
  • romanizaçao
  • Romanização
  • Romanização
  • Romanizacão
  • Romanização em Portugal
  • Da Romanização aos Árabes
  • A romanização da peninsula iberica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!