ricardoferreira

Páginas: 5 (1008 palavras) Publicado: 20 de outubro de 2014







(Anemonia sulcata – Anémona-do-Mar)

Trabalho realizado por: Ana Simões nº1
Carole Dias nº6
Inês Vaz nº12
Mariana Duarte nº19
Ricardo Ferreira nº25





Abstract....................................................................................................................pág.3
Praiarochosa...........................................................................................................pág.4
Zonação da Praia das Avencas..........................................................................pág.5 e 6
Importância da conservação e investigação da ZIBA..............................................pág.7
Conclusão................................................................................................................pág.8Bibliografia...............................................................................................................pág.9















Com este trabalho pretendemos analisar e relatar a nossa visita de estudo à praia das Avencas e obter mais informações acerca da mesma. Neste trabalho vamos abordar o conceito de praia rochosa, o porquê de ser rica em biodiversidade, a sua zonação, o porquêda sua conservação e investigação, e a importância da ZIBA.
With this work we pretend to report about our school trip to the beach of Avencas and get more information about her. In this work we are going to talk about of the concept of rocky beach, and the reason why she is rich in biodiversity, her place to be and why her conservation and investigation is so important. For last but not least,the important ZIBA.


(Paracentrotus lividus - Ouriço-do-Mar-Comum)








As praias rochosas são praias constituidas maioritariamente por rocha como a própria definição nos diz. Formam-se devido à forte erosão das ondas no litoral desgastando os materiais mais frágeis transportando-os para longe, deixando as rochas mais resistentes expostas, onde a maior parte deste estrato é estávelformando uma superfície segura onde se podem formar uma grande variedade de organismos que requerem um estrato para viver. Nas praias rochosas é possivel observar grandes formações rochosas compactas que podem apresentar uma grande variedade de micro-habitats – faces de rocha exposta, saliências abrigadas, fendas, poças profundas ou superficiais. A grande agitação das águas nesse habitat permitemanter o mesmo bem oxigenado o que vai permitir o desenvolvimento de uma grande variedade de seres vivos devido à contínua renovação de nutrientes. Devido a pertencer a uma zona entre-marés, onde os limites do mar e da terra se confundem ao ritmo das marés, nela vão habitar uma grande quantidade de seres vivos bastante produtivos e adaptados a condições ambientais extremas. Devido ao facto dessesseres vivos terem de suportar condições de inundação de água salgada e uma grande quantidade de radiação solar, eles desenvolveram mecanismos de adaptação: em marés baixas, alguns animais fecham-se para manter a humidade no seu interior, como as anémonas e as lapas, ou então mudam-se para lugares mais abrigados. Na maré cheia, alguns animais desenvolveram mecanismos de fixação bastante resistentes.Esta zonação interdital das Avencas vai-se dividir no espaço entre a areia e o mar de uma forma condicionada pelos factores físico-químicos e biologicos e devido à ocorrência de marés vai condicionar a existência de várias zonas no litoral rochoso. Estas zonas são:
Supralitoral – Zona superior do litoral. Raramente fica submersa e recebe água das ondas. É limitada por uma falésia,à qual se segue uma pequena faixa de areal e rochas.
Médiolitoral - Zona sujeita ao efeito das marés duas vezes por dia. Aqui podemos encontrar poças-de-maré, cientificamente designadas por Enclaves do Intertidal, que estão permanentemente repletas de água e onde as condições existentes são semelhantes às existentes no infralitoral.
Infralitoral - Zona cuja parte superior apenas fica a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!