Ricardo Eletro História

Páginas: 10 (2330 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Era uma vez um ambulante
Ex-vendedor de mexericas na rua, Ricardo Nunes é hoje o presidente da segunda maior rede de eletroeletrônicos do Brasil, que planeja faturar 9 bilhões de reais neste ano
por Paola Carvalho | 27 de Junho de 2012


No escritório: o único capricho de Nunes é poder conferir a perda dos cabelos em seu próprio banheiro

No intervalo da novela das 9, enquanto assiste aocomercial da rede varejista Ricardo Eletro, a advogada Maria da Conceição Lopes Pereira, de 71 anos, lembra-se do menino franzino e falante que, trinta anos atrás, lhe vendia mexericas na porta da faculdade de direito em Divinópolis, a 124 quilômetros da capital. "Eu não queria entrar na sala de aula com aquele cheiro característico nas mãos", conta. "Para não perder a venda, ele mesmodescascava as frutas." Ainda que comercializasse toda a produção anual de tangerinas do Brasil, aquele garoto, hoje um homem de 42 anos, não conseguiria juntar nem 6% dos 9 bilhões de reais que sua empresa espera faturar neste ano com a venda de eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, móveis e outros produtos. A rede presidida por Ricardo Nunes, a Máquina de Vendas, que reúne cinco bandeiras (RicardoEletro, Insinuante, Eletro Shopping, City Lar e Salfer) e tem 1 100 lojas, tornou-se em abril a segunda maior do setor no país, atrás apenas do gigante Viavarejo, do grupo Pão de Açúcar, que tem as marcas Casas Bahia e Ponto Frio. 

O mineiro soube surfar nas ondas do consumo movido a crédito e da tão propalada ascensão da classe C. Escreveu seu nome na lista de empresários poderosos como SamuelKlein, o fundador das Casas Bahia, e Luiza Trajano, a presidente da rede Magazine Luiza, que acaba de perder para Ricardo, como ele é chamado por todo mundo, a vice-liderança no ranking dos maiores do setor. "Eu mesmo me assusto com o tamanho que atingimos", afirma. A carreira de vendedor começou prematuramente, aos 12 anos, depois que o pai morreu de infarto e ele resolveu fazer dinheiro com asmexericas que cresciam no quintal de casa. Ainda adolescente, pegou a estrada rumo a São Paulo para comprar bijuterias e revender na loja da mãe, a Marina Joias. Aos 18 anos, decidiu que já era tempo de apostar no próprio negócio. Abriu uma portinha para vender bichos de pelúcia e, apenas um ano depois, inaugurou a Ricardo Eletro, que de eletro não tinha quase nada. "Era uma batedeira aqui e umliquidificador ali só para justificar o nome", recorda o irmão Rodrigo Nunes, de 39 anos, que hoje é vice-presidente da Máquina de Vendas e braço direito do fundador da empresa. "Ele vendia os eletrodomésticos por um preço abaixo do custo para conquistar a clientela e recuperava o prejuízo com os ursinhos." 

A disposição para correr riscos, uma marca registrada do moço de Divinópolis, acabou porlevá-lo do interior à capital. Para entrar no mercado de Belo Horizonte, onde hoje reina soberano, comprou redes tradicionais que, naqueles idos anos 90, enfrentavam dificuldades financeiras: Casa do Rádio, Mig e Kit Eletro. "O Ricardo sempre enxergou atrás da montanha", diz Rodrigo. "E nunca tirou os pés dos pontos de venda." Nem a frenética rotina de presidente de um grupo com tentáculos emtodas as regiões do país fez Ricardo Elétrico, como costumam brincar seus amigos, abrir mão do compromisso que ele se impõe nas manhãs de sábado: visitar lojas. Acompanhá-lo nessas excursões é uma experiência enriquecedora. Ricardo não vai observar, e sim mostrar aos funcionários como se faz. Em apenas uma hora, é capaz de laçar oito pessoas na rua para irem até o balcão. Em um sábado de maio,pegou pela mão a vendedora Alessandra Santos, uma cliente em potencial que estava prestes a entrar no concorrente Ponto Frio. "O telefone custava menos na outra loja, mas ele acabou me dando desconto, como promete na propaganda", relatou ela, surpresa. Repetindo o mais conhecido de seus bordões, Ricardo explica: "É proibido perder venda". 

Apesar dos números bilionários que cercam seu negócio, o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Ricardo eletro
  • Ricardo Eletro
  • Ricardo eletro
  • Ricardo Eletro
  • RICARDO ELETRO
  • O varejo da ricardo eletro e suas condições
  • Analise de swot ricardo eletro
  • Analise de swot ricardo eletro

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!