Resumo: o príncipe

Páginas: 22 (5363 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2012
APRESENTAÇÃO

Em "O PRINCIPE " , Maquiavel fala sobre como um governante deve proceder para manter-se no poder e manter seu território (principado). Ele despreza o Pensamento da Idade Média e proclama que a origem do poder não é divina, mas se encontra na força. Diz que só poderia haver boas leis onde houvesse boas armas, então para que um príncipe fosse respeitado deveria ter um exercito muitobem formado. Maquiavel demonstra as maneiras de conquistar um principado, de perdê-lo e de conservá-lo. Ele revela sua preferência pela República, pois mostra que os homens livres sempre amarão a liberdade e a única maneira de vencê-los é liquidando-os.

DESENVOLVIMENTO

Ao Magnífico Lourenço, Filho de Pedro de Médici
Maquiavel oferece a obra ao Magnífico Lorenzo de Médice, ressaltando quemuitos, quando querem agradar a um Príncipe lhe oferecem presentes, enquanto ele dedica seu livro que é fruto de muito conhecimento adquirido da experiência das coisas modernas e contínuas lições das antigas. Pede que não seja mal interpretado, por discorrer sobre o governo dos príncipes e sobre a forma de regulá-lo, concluindo que para conhecer a natureza dos príncipes é preciso ser povo.Capítulo I
De quantas espécies são os principados e quantas são as maneiras em que se adquirem
Neste capítulo, Maquiavel declara que todos os domínios existentes foram e são repúblicas ou principados, declara, ainda, que os principados ou são hereditários cujo senhor é príncipe pelo sangue ou são adquiridos com tropas de outrem ou próprias, pela fortuna ou mérito.

Capítulo II
Dos PrincipadosHereditários
Dos principados hereditários tem-se o príncipe "de sangue" que possua antecessores. Nesta espécie de estados afeiçoados à família de seu príncipe, são pequenas as dificuldades de mantê-lo. Porque o príncipe do país tem menor necessidade de ofender. E então será mais querido.
Uma estratégia importante para se manter no poder seria o príncipe não se afastar dos costumes e práticaspolíticas de seus antepassados, assim ele sempre manterá seu Estado, a menos que uma força extraordinária o prive do poder, ainda assim, por pior que o príncipe seja, ele o readquire pois os súditos não se adaptam a repentinas mudanças, à contemporaneidade.

Capítulo III
Dos Principados Mistos
Trata-se da integração de um membro a um Estado já existente (Estados conquistados e anexados a um Estadoantigo que podem ser da mesma província ou não).
Daí surgem os primeiros espetáculos para o "novo" príncipe, pois este sempre ofenderá alguém por ter ocupado o lugar de chefe do Estado, os quais se tornarão seus inimigos; e os que lhe apoiaram na conquista do novo principado não se beneficiarão totalmente; logo poderão traí-lo, se revelando uma ameaça ao príncipe.
Se os estados conquistados são damesma província e da mesma língua, são facilmente sujeitos. O conquistador deve ter suas regras: 1º extinguir o sangue do antigo príncipe, 2º não alterar as leis e nem os impostos. Mas quando se conquista "uma província" de língua, costumes e leis diferentes é preciso muita habilidade para conservá-la. Um dos meios é ir o príncipe morar lá. Outro remédio é organizar colônias ou ter lá muita forçaarmada. Na opinião de Maquiavel a 1ª opção é mais eficaz, pois estando presente o príncipe vê eclodir as desordens, e pode prestamente remediá-las; no caso contrário, só se terá delas notícia quando nenhum remédio mais valer.

Capítulo IV
Razão por que o reino de Dario, ocupado por Alexandre, não se revoltou contra os sucessores deste
Maquiavel expõe situação onde Alexandre Magno, tendo setornado senhor da Ásia, logo após haver terminado sua ocupação veio a morrer e, a despeito de parecer razoável que todo aquele Estado recém conquistado devesse rebelar-se, seus sucessores o conservaram e para tanto não encontraram outra dificuldade senão aquela que por ambição pessoal nasceu entre eles mesmos.
Daí, conclui que os principados têm sido governados de duas formas diversas: ou por...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESUMO- O príncipe
  • resumo "O Príncipe"
  • O príncipe
  • resumo o principe
  • Resumo O Príncipe
  • Resumo o príncipe
  • RESUMO O PRÍNCIPE
  • Resumo de o principe

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!