Resumo possibilidade de mediação entre a teoria marxista e o trabalho do assistente social

Páginas: 5 (1102 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2012
O presente trabalho é um resumo da tese de Jane Prates.


O processo de trabalho e alienação em Marx e a abordagem do Serviço Social como trabalho.


Géssica Andreola Samuel[1]


Segundo Marx, são três os elementos que compõe o processo de trabalho. Primeiro: o próprio trabalho, o segundo o objeto do trabalho e o terceiro os meios de trabalho. Ele ainda diz que toda matéria prima éobjeto de trabalho, mas nem todo objeto é matéria-prima.
O meio de trabalho é um conjunto de coisas que o trabalhador insere entre si mesmo e o objeto de trabalho, desde a pedra e a lança, nas comunidades primitivas, aos equipamentos de informática na sociedade contemporânea. O processo de trabalho tem por finalidade a criação de valores-de-uso para o atendimento das necessidades humanas.
Marxesclarece que quando o processo de trabalho ocorre como processo de consumo da força de trabalho pelo capitalista, apresenta aspectos de alienação do trabalhador, que já não se reconhece mais como fruto do seu trabalho, ou seja, o produto produzido, e passa a ser apenas um fardo.
Decorrente dessa alienação do trabalhador vem a coisificação das coisas ou do sujeito, que nada mais é que uma forma defetichismo (a aparência não a essência da coisa ou do sujeito) que significa tratar o homem ou suas objetivações como mercadoria.
Alienar-se em síntese, é não se reconhecer naquilo que se produz, é não mais se identificar com os produtos do seu trabalho então o trabalho reificado assume um poder e passa a dominar seu produtor.

A Abordagem do Serviço Social como processo de trabalho

A partir dadécada de 80 iniciou-se o processo de análise do Serviço Social, onde se falava em especializar o trabalho do Assistente Social para lidar com o processo de produção e reprodução das relações sociais. A abordagem do Serviço Social como trabalho foi reafirmada pela ABEPSS, a partir do processo de revisão curricular do ensino de graduação em Serviço Social no País, que rendeu na formulação de umaproposta de Diretrizes Gerais para o curso de Serviço Social, respondendo a uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, tal orientação fora apoiada na perspectiva teórico metodológica marxiana.Esse documento aponta a centralidade da categoria trabalho como fundamental ao debate contemporâneo do Serviço Social, pois o trabalho é constituinte do ser social, e ver o Serviço Socialcomo trabalho significa, não mais tratar os elementos que compõe o processo de trabalho dos Assistentes Sociais como uma relação de externalidade mas como partes indissociáveis. Considerando então que o Serviço Social é uma profissão, reconhecemos que o Assistente Social é um trabalhador.
Reiteramos que o trabalho do Assistente Social na sociedade capitalista produz um valor uso e um valor detroca, lembrando ainda que o valor de uso pode ser matéria prima por meio de trabalho ou produto.
A vida cotidiana compreende o dado sensível, o vivido, as emoções, os afetos, hábitos e comportamentos e o dado abstrato, isto é, as representações e imagens que fazem parte do real cotidiano sem, no entanto, perder o imaginário.
Conhecer o cotidiano dos sujeitos é fundamental ao processo de trabalhodo Assistente Social, é no cotidiano que se materializam as expressões da questão social. O Assistente Social também vive um cotidiano de trabalho, a ação profissional ou a pratica profissional é o próprio trabalho. No entanto, ela não pode ser pensada de forma desvinculada do processo de trabalho, ou seria fragmentada, pois o exercício profissional depende não exteriormente dos demais elementos,mas intrinsicamente. Pensar a ação do Assistente Social como processo de trabalho, conforme aponta o documento da ABEPSS, significa admitir que o trabalho do Assistente Social tem um valor de uso e um valor de troca , que o Assistente Social sofre as metamorfoses do mundo do trabalho e que essas determinações históricas condicionam o seu fazer profissional.
A análise do processo de trabalho dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Limites e possibilidades do trabalho do assistente social.
  • O trabalho do Assistente Social noâmbito do cras: desafios e possibilidades.
  • A possibilidade de intervenção do assistente social
  • Resumo : O trabalho do assistente social em contexto hospitalares
  • Importância da categoria de mediação para o assistente social
  • Teorias marxistas do trabalho
  • Sistema Prisional de Juiz de Fora: Limites e Possibilidades no trabalhos dos assistentes sociais
  • CLASSES SOCIAIS E TEORIA MARXISTA DA HISTÓRIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!