Resumo Livro Leviatã

Páginas: 46 (11487 palavras) Publicado: 10 de agosto de 2013
HOBBES, Thomas. Leviatã – ou matéria, forma de poder de Estado eclesiástico e civil. 2ª ed. São Paulo: Martin Claret, 2012.

Comparando o homem a uma máquina, as engrenagens são semelhantes. Seus atos são responsáveis pelas consequências que sofre. A sabedoria é fruto do conhecimento acerca do homem, de si mesmo e do temor de Deus acima de tudo.
Segundo Thomas Hobbes, os estímulos externossão objetos que proporcionam ao indivíduo separadamente e ao conjunto uma mútua dependência. Para o autor, as sensações são meras fantasias originais, independentemente de qual parte do corpo se manifeste causadas pelos movimentos das coisas externas. Porém, ensinamentos feitos com base na doutrina aristotélica, em todas as universidades da cristandade, diz que a visão capta informações vindas devárias direções, a audição, o estímulo captado é que engendra a audição e ainda, sobre o entendimento esta é alcançada a partir do movimento em que chega a compreensão, compreendemos. Ele faz esta analogia com o intuito de censurar o que é o estudado nas universidades, mas preocupando-se com nossa missão no Estado, como reagiremos aos estímulos que nos são frequentemente reportados.
Aimaginação nada mais é que a sensação debilitada, tanto em sono quanto em vigília, os latinos chamam de imaginação, os gregos, fantasia, consiste em quando algum objeto é retirado do nosso campo de visão, assim mesmo mantemos sua imagem, embora com menos nitidez. Quanto mais tempo passa desde a visão ou sensação de um objeto, mais fraca é a imaginação. A imaginação e a memória são a mesma coisa, recebemnomes diferentes dependendo das considerações atribuídas por nós. Experiência é a memória copiosa, ou seja, com muito conteúdo.
Existem as imaginações simples e composta e a ficção mental. Os sonhos constituem a imaginação dos que dormem. Procedem da movimentação dos órgãos internos do corpo humano, é difícil e em alguns casos impossível distinguir a sensação do sonho. Resumindo, nossos sonhos sãoo inverso de nossas imagens quando em vigília, quando estamos despertos, o movimento se inicia num extremo, e, quando dormimos, em outro.
Dessa ignorância a respeito da maneira de distinguir sonhos e fantasias das visões e sensações, surgiram em sua maior parte, as crenças religiosas dos gentios. Apesar disso não há dúvidas de que Deus possa fazer aparições sobrenaturais. É inerente à condiçãodo homem sábio não acreditar senão em coisas que tiveram sido confirmadas. Se a superstição e o temor ao espírito fossem eliminados, os homens estariam mais aptos à obediência civil.
A imaginação produzida no homem é o que chamamos geralmente de entendimento, que é comum tanto em homens quanto em animais. O entendimento peculiar ao homem não é apenas compreensão da vontade, mas de suasconcepções e pensamentos, pela sucessão e agrupamento dos nomes das coisas em afirmações, negações e outras formas de expressão.
Distinguimos discursos em palavras chamando-o de discurso mental. Todas as fantasias são ações verificadas dentro de nós, relíquias das que operam em nossa sensação. Há apenas uma certeza, o mesmo deve ter acontecido antes, num tempo ou em outro.
Divide-se em duas partes essasérie de pensamentos, a primeira é desorientada, assim os pensamentos estão flutuando e parece incoerentes ente si, como num sonho. Tais pensamentos são comuns em pessoas privadas de companhia e preocupações, mesmo assim o homem percebe o elo de dependência entre os pensamentos; a segunda é mais constante, regulada por algum desejo ou desígnio, aquilo que desejamos ou tememos nos impressiona demaneira intensa e permanente ou de retorno rápido, isso às vezes nos impede de dormir. A série de pensamento regulado divide-se em dois tipos: um em que procuramos um efeito imaginado, esse tipo de pensamento tanto o homem possui, quanto o animal, outro quando imaginamos e buscamos na memória algo parecido para determinar a causa, ou seja, imaginar. Em resumo, o discurso mental, quando...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo Livro O leviatã
  • resumo livro leviatã cap xxvii
  • Resumo dos capitulo 20 e 21 do livro Leviatã
  • Resumo completo livro o leviatã de thomas hobbes
  • Resumo completo livro o leviatã de thomas hobbes
  • Resumo do Livro Leviatã Parte 1 e 2
  • resumo leviatã
  • Resumo leviatã

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!