resumo : livro de Maria Lúcia de Arruda Aranha

Páginas: 14 (3387 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2013
O que é arte?
— Em museu só tem velharia.
— Ah, não adianta ir a museus, porque eu não entendo nada de arte.
— Arte moderna, nem pensar. Esses ca¬ras fazem uns rabiscos, uns borrões e dizem que é arte moderna.
— E as esculturas? Amarram uns ara¬mes e ganham prêmios.

Arte é interpretação do mundo
Arte antiga, arte contemporânea, ar¬tesanato, arte popular, arte figurativa, arte abstrata.Que confusão! Tudo é ar¬te? Ou só o que está no museu? Quem escolhe o que vai para o museu?
Vamos tentar começar do começo, estabelecendo algumas distinções e res¬pondendo a uma pergunta de cada vez. Em primeiro lugar, deixemos de la¬do essas divisões da arte e pensemos um pouco sobre arte como forma de o homem marcar sua presença, criando objetos (quadros, filmes, musicas, es¬culturas, vídeosetc.) que oferecem uma interpretação do mundo tanto quanto uma frase. Só que em vez de dizer as coisas são assim, ele mostra, através da sua criação, que as coisas podem ser assim. Esta, então, é uma das primeiras ca¬racterísticas da arte: o objeto artístico fa¬la à nossa imaginação, deixa ver/ouvir/sentir o que poderia ser. E, desse ponto de vista, não existe arte verda¬deira e arte falsa. Não existementira em arte. Porque a arte não existe para mos¬trar a realidade como ela é, mas como pode ser. E as faces do poder ser são muitas. Daí, muitos tipos de arte.
Aprofundando um pouco esta idéia, vemos que, no mundo atual, a função da arte e o seu valor não estão no co¬piar a realidade, mas sim na represen¬tação simbólica do mundo humano.
Assim, a arte também é um dos mo¬dos pelos quais o homematribui senti¬do à realidade que o cerca, e uma for¬ma de organização que transforma a ex¬periência, o vivido, em objeto de conhe¬cimento, sendo, portanto, simbólica. (Ver também Prólogo, Aprendendo a ler o mundo, e Cap. 3, O que é conhe¬cimento.)
Mas como se dá esse conhecimento?
Do lado do artista que cria a obra, ele parte da intuição, isto é, do conheci¬mento imediato da forma concreta ein¬dividual da experiência para a simbolização desse conhecimento em um ob¬jeto que também é concreto, sensível e individual.
Do nosso lado, de observadores, de público da obra de arte, fazemos o ca¬minho inverso: partimos da obra para chegar ao conhecimento de mundo que ela contém. Esse percurso não é fácil. Exige treino da sensibilidade, disponi¬bilidade para entendê-la e algum co¬nhecimento dehistória e história da arte.
E como se chega aí? A sensibilidade só pode ser treina¬da através da familiaridade com mui¬tas, com inúmeras obras de arte. Daí a importância dos museus, que reú¬nem e conservam várias obras, para que as pessoas possam ir adquirindo essa familiaridade com estilos, mate¬riais, meios e modos diferentes de fa¬zer arte.
A disponibilidade é o deixar os pre¬conceitos de lado("não entendo nada de arte"; "arte moderna é um monte de rabiscos"; "esses borrões até eu fa¬ço" etc.), é o despir-se de frases feitas e do medo de fazer papel de bobo. É assim mesmo. Sempre que estamos diante de alguma coisa que não conhe¬cemos ou não conseguimos entender, nossa reação é de negação e de afasta¬mento por termos medo de fazer papel de bobo!
A disponibilidade é isso: o quereren¬tender, o deixar que a obra revele os seus sentidos a nós, por mais diferen¬tes e inesperados que eles possam ser.
O conhecimento de história nos pos¬sibilita encaixar as obras de arte dentro do conjunto de atividades, aconteci¬mentos e valores da época em que foi criada e da nossa.
A história da arte faz com que reco¬nheçamos escolas, estilos e propostas e até técnicas que nos ajudam a enten¬dermelhor o que cada obra nos oferece.
Análise de uma obra de arte
Vamos, agora, fazer uma experiên¬cia e considerar a obra Victory Boogie-Woogie, de Piet Mondrian, pintor holan¬dês que desenvolveu um estilo muito pessoal dentro do geometrismo abstra¬to. Esta é sua última obra (obs.: aqui va¬mos reproduzir o quadro em preto-e-branco, mas você irá encontrá-lo em co¬res na contracapa).
O que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Maria de Lucia Arruda Aranha
  • resposta da pagina 140 do livro filosofando de maria lucia de arruda aranha
  • Resumo dos 3 primeiro capitulos da MARIA LUCIA ARRUDA ARANHA FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
  • Resenha crítica do livro o que é educação de maria lucia arruda aranha
  • Fichamento
  • Sintese
  • Maria lucia de arruda aranha
  • Capítulo 6 História da Educação e da Pedagogia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!