Resumo leviatã - thomas hobbes

Páginas: 14 (3325 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2012
Capítulo XVII
Das causas, geração e definição de um Estado
O fim, causa final e desígnio dos homens, ao introduzir aquela restrição sobre si mesmos sob a qual os vemos viver nos Estados, é o cuidado com sua própria conservação e com uma vida mais satisfeita. Quer dizer, o desejo de sair daquela mísera condição de guerra, das paixões naturais dos homens, quando não há um poder visível capaz deos manter em respeito, forçando-os, por medo do castigo, ao cumprimento de seus pactos e ao respeito aquelas leis de natureza.
As leis de natureza por si mesmas, na ausência do temor de algum poder capaz de levá-las a ser respeitadas são contrárias a nossas paixões naturais, as quais nos fazem tender para a parcialidade, o orgulho, a vingança e coisas semelhantes. E os pactos sem a espada nãopassam de palavras, sem força para dar qualquer segurando a ninguém.
Em todos os lugares onde os homens viviam em pequenas famílias, roubar-se se espoliar-se uns aos outros sempre foi uma ocupação legítima, e tão longe de ser considerada contrária à lei de natureza que quanto maior era a espoliação conseguida maior era a honra adquirida.
Não é a união de um pequeno número de homens que é capaz deoferecer essa segurança, porque quando os números são pequenos basta um pequeno aumento de um ou outro lado para tornar a vantagem da força suficientemente grande para garantir a vitória. A multidão que pode ser considerada suficiente para garantir nossa segurança não pode ser definida por um número exato, mas apenas por comparação com o inimigo que tememos.
Mesmo que haja uma grande multidão, nãopoderá esperar-se que ela seja capaz de dar defesa e proteção a ninguém, seja contra o inimigo comum, seja contra as injúrias feitas uns aos outros. Se fosse lícito supor uma grande multidão capaz de consentir na observância da justiça e das outras leis de natureza, sem um poder comum que mantivesse a todos em respeito, igualmente o seria supor a humanidade inteira capaz do mesmo. Nesse caso nãohaveria, nem seria necessário, qualquer governo civil, ou qualquer Estado, pois haveria paz sem sujeição.
Também não é o bastante para garantir aquela segurança que os homens desejariam que durasse todo o tempo de suas vidas. Mesmo que seu esforço unânime lhes permita obter uma vitória contra um inimigo estrangeiro, depois disso, quando ou não terão mais um inimigo comum, é inevitável que asdiferenças entre seus interesses os levem a desunir- se, voltando a cair em guerra uns contra os outros.
É certo que há algumas criaturas vivas, como as abelhas e as formigas, que vivem em sociavelmente umas com as outras. Por que a humanidade não pode fazer o mesmo?
1 – Os homens estão constantemente envolvido numa competição, pela hora e pela dignidade. E é devido a isso que surgem entre os homensa inveja e o ódio, e finalmente a guerra, entre as criaturas é diferente, isso não acontece
2 – O homem só encontra felicidade na comparação com os outros homens, e só pode tirar prazer do que é eminente.
3 – Os homens são grande número os que se julgam mais sábios, e mais capacitados que os outros para o exercício do poder público. E esses esforçam-se por empreender reformas e inovações, uns deuma maneira e outros doutra, acabando assim por levar o país à desordem e à guerra civil.
4 – Alguns homens são capazes de apresentar aos outros o que é bom sob a aparência do mal, e o que é mau sob a aparência do bem, ou aumentando ou diminuindo a importância visível do bem ou do mal.
5 – O homem é tanto mais implicativo quanto mais satisfeito se sente, pois é neste caso que tende mais paraexibir sua sabedoria e para controlar as ações dos que governam o Estado.
6 – Homens surge apenas através de um pacto, isto é, artificialmente. Não é de admirar que seja necessária alguma coisa mais, além de um pacto, para tornar constante e duradouro seu acordo.
A única maneira de instituir um tal poder comum, é conferir toda sua força e poder a um homem, ou a uma assembléia de homens. O que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo do Leviatã de Thomas Hobbes
  • resumo sobre leviatã de thomas hobbes
  • Resumo completo livro o leviatã de thomas hobbes
  • Pequeno Resumo sobre Leviatã de Thomas Hobbes
  • RESUMO DOS CAPÍTULOS XIII E XVII DO LEVIATÃ DE THOMAS HOBBES
  • Resumo, leviatà thomas hobbes. 3 capitulo
  • Resumo cap 23 ao 30, o leviatã
  • Resumo completo livro o leviatã de thomas hobbes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!