Resumo do livro vigiar e punir

Páginas: 32 (7799 palavras) Publicado: 25 de agosto de 2014
Resumo do livro Vigiar e Punir – Michel Foucault

Primeira Parte: Suplicio – Vigiar – Punir- Foucault
Na primeira parte, relata-se exemplos de suplicio e utilização do tempo, relata o esquartejamento de Damíens, por ter sido condenado de ter cometido parricídio, fato que é narrado com riquezas de detalhes, relata também a dificuldade do carrasco em executar seu oficio, Foucault cita também arotina de uma prisão com um regulamento extremamente rígido por LíonFaucher, que implantado na Casa dos Jovens Detentos em Paris, que em regra não sancionam os mesmos crimes, não punem o mesmo gênero de delinqüentes , mas deixa definido um estilo um estilo penal para cada um deles.
No final dos séculos XVIII, e começo do século XIX, começa-se a ocorrer de forma gradativaa supressão do espetáculopunitivo. As punições acontecem de forma mais sutis e discretas, com menos ostentação, o corpo deixa de ser o principal alvo da punição penal. A pena passa a ter um novo procedimento, isto ocorre porque as punições e atrocidades eram tantas que o carrasco em alguns atos iguala-se, e/ou até mesmo sobreponha o criminoso, e o suplicio passava a ser objeto de admiração e piedade. A partir daí o “ocastigo passou de uma arte das sanções insuportáveis a uma economia dos direitos suspensos”p16. Ocorrendoassim, o deslocamento do objeto da ação punitiva deixando de ser o corpo e passando a ser a alma. “Ainda que não recorram a castigos violentos ou sangrentos, mesmo quando utilizam métodos suaves de trancar ou corrigir, é sempre do corpo que se trata- do corpo e de suas forças, da utilidade e dadocilidade de sua repartição e de sua submissão”p28.
O suplicio é uma arte quantitativa do sofrimento que ostenta, o tipo, a intensidade, duração a crueldade e a gravidade dos ferimentos em relação a vitima. O suplicio da verdade tem o interrogatório e a confissão como complementos de informações escritas e secretas, trata-se de uma pratica regulamentada que obedece a um procedimento funcional. Odiscurso dos condenados antecedendo a sua morte, eramde arrependimentos e confissões, discursos esses que eram publicados em folhetos para servirem de exemplos.
A explicação do emprego do suplicio como pena, seria que o suplicio trazia a verdade a tona, puniria quem comete o crime do mesmo jeito que ele foi cometido, dando a entender que isto anularia o próprio crime, e as marcas deixadas nocorpo do condenado como um exemplo e símbolo do poder soberano. No suplicio a população não era meramente expectadores, em alguns casos existia a possibilidade de participar, chegando ao ponto de punir os condenados com as próprias mãos. O corpo continuava sendo a parte principalna cerimonia de castigo publico. “O ciclo está fechado da tortura, a execução, o corpo produziu e reproduz a verdade docrime”p47. “O corpo varias vezes supliciado torce a realidade dos fatos e a verdade da informação, dos atos de processo e do discurso do criminoso, do crime e da punição”p47.
O povo atraídos pelo espetáculo feito para intimida-los, aterroriza-los, podem até mudar o rumo do momento punitivo, realizando tumultos e ate perseguindo os executores das punições. “O suplicio se inseriu tão fortemente suapratica judicial, porque é revelador da verdade e agente do poder”p54. O suplicio faz parte do procedimento que estabelece a realidade de quem é punido. “Mas não é só a atrocidade de um crime é também a violência do desafio lançado ao soberano”p55.
Foucault descreve diversos relatos publicados em jornais, pasquís, folhetos que narram essas “emoções de cadafalsos”, onde deixaexplicito que o crimeé glorificado, descreve com riqueza de detalhes a monstruosidade dos fortes e dos poderosos, passando-se pela confissão e entrando no lento processo de descoberta, do confronto físico e à luta intelectual. O homemdo povo agora é simples para ser protagonista das verdades sutis. “Os grandes assassinatos tornam-se o jogo silencioso dos sábios” p67.

Segunda Parte: Punição- Vigiar Punir- Foucault...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo do livro vigiar e punir
  • resumo do livro vigiar e punir
  • Resumo do livro vigiar e punir
  • Livro Vigiar e Punir resumo
  • resumo do livro vigiar e punir
  • Resumo do livro Vigiar e Punir
  • Resumo do livro vigiar e punir 2
  • Resumo do livro vigiar e punir

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!