Resumo do Livro: Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação e política/ Demerval Saviane

Páginas: 12 (2864 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014
RESUMO

Saviane, Demerval,
Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação e política/ Demerval Saviane – 39ª. Ed.- Campinas, SP: Autores associados, 2007 (Coleção Polêmicas do Nosso tempo; vol. 5).


Por: Máximo Miranda


Em seu livro Escola e Democracia, Saviane aborda questões referentes à Política educacional, fazendo um levantamento dasteorias educacionais em contrapartida com o problema da marginalização. O autor também faz uma abordagem político-pedagógica do que ele denomina “atividades-fim” do ensino, Demerval toma como base três teses políticas para examinar mais propriamente como se desenvolve o ensino, que finalidades ele busca atingir, que procedimentos ele adota para atingir suas finalidades, em que medida existecoerência entre finalidades e procedimentos. Por fim, Saviane fala das relações entre política e educação, delimitando as distinções entre ambas.
Levando em consideração a questão da marginalidade, o autor classifica as teorias da educação em dois grupos: as teorias não-críticas (encaram a educação como autônoma e buscam compreendê-la a partir dela mesma) e as teorias Crítico-Reprodutivistas (entendem quea função básica da educação é a reprodução da sociedade). O que podemos perceber com a leitura do texto, é que apesar de terem suas diferenças, essas teorias, visam à formação da escola sobre uma perspectiva elitista, onde os interesses da classe dominante estão sempre presentes, o que dificulta ainda mais o combate ao processo da marginalização.
O primeiro grupo (Pedagogia Tradicional,Pedagogia Nova e a Pedagogia Tecnicista) acha que a educação é o antídoto milagroso capaz de acabar com a marginalidade de nossa sociedade. No segundo grupo (Teoria de sistema enquanto violência simbólica, Teoria da Escola Enquanto Aparelho Ideológico do Estado (AIE) e Teoria da Escola Dualista), a educação se constitui como um elemento reforçador da marginalidade, pois sua função passa a ser a dereprodução das desigualdades sociais. Assim sendo faz-se necessário propor o que Saviane determina de uma Teoria Crítica da Educação onde a escola seja articulada sem os interesses da classe dominante.
O autor frisa que os dois primeiros grupos explicam a marginalização na forma em que se dá a relação entre educação e sociedade. Ele analisa algumas características específicas das teorias educacionais,afirmando que a teoria tradicional surge historicamente com o interesse de superar o Antigo Regime, baseado nas conquistas da Revolução Francesa, esta propõe a universalização do ensino para retirar os indivíduos da condição inferior de súditos e transformá-los em cidadãos esclarecidos. Nesse contexto, a marginalidade é entendida enquanto um fenômeno derivado da pouca capacidade intelectualocasionada pela ausência de instrução. A escola seria então o remédio para este problema, na medida em que se constrói um ensino centrado e organizado em torno da figura do professor. As lições dos alunos são seguidas com disciplina e atenção, direcionadas pelo professor. Ao aluno competia aprender.
A escola tradicional surge como um antídoto à ignorância, e esta ignorância – o não domínio deconhecimentos - era identificada como a causa da marginalidade. Logo, era preciso difundir a instrução, transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade e sistematizados logicamente, para assim vencer a barreira da ignorância. Como não conseguiu atingir seus objetivos, a escola tradicional se revela inadequada, surge então um movimento de reforma, a “escola nova”, esta por sua vez tira do ignoranteo papel de marginalizado, onde agora quem assume este papel é o “rejeitado” pelo sistema e pela sociedade. Nessa concepção a escola deveria agrupar os alunos segundo áreas de interesses decorrentes de sua atividade livre. O professor agiria como estimulador e orientador da aprendizagem, cuja iniciativa principal caberia aos próprios alunos. Em síntese, cabe a escola a função de reintegrar o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Saviani: Escola e democracia: as teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação política
  • SAVIANI, Dermeval. Karl Marx. In: Escola e Democracia Teorias da Educação Curvatura da Vara Onze Teses sobre Educação...
  • onze teses sobre educação e política
  • ESCOLA E DEMOCRACIA A TEORIA DA CURVATURA DA VARA
  • ESCOLA E DEMOCRACIA A TEORIA DA CURVATURA DA VARA
  • “Escola e democracia II, para além da teoria da curvatura da vara”.
  • Escola e democracia i
  • 11 Teses sobre educação e política

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!