Resumo do livro de Emile durkheim

Páginas: 18 (4261 palavras) Publicado: 8 de abril de 2014
UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO (UNINOVE)
A Sociologia Positivista de Emile Durkheim (1858–1917)

1 - Introdução

A idéia de que a vida está disposta numa teia interminável e aparentemente caótica, parece perturbar o homem no seu caminhar durante muito tempo. Na trajetória de constituição da Ciência (em sentido mais amplo), as questões relativas à natureza de um fenômeno e sua maneira deocorrência, assumiram constantemente um caráter central no pensamento filosófico-científico.
Desde os filósofos pré-socráticos e sua pretensão de investigar a natureza das coisas até uma ciência contemporânea, percebe-se um movimento na direção de compreender o mundo a partir de uma articulação dos fenômenos, tal como acontecem com as explicações teóricas acerca do próprio acontecimento. De antemão, épreciso retomar o princípio da razão suficiente:

“Dado A, necessariamente se dará B” e também que “Dado B, necessariamente houve A”.

O princípio da razão suficiente afirma que tudo o que existe e tudo o que acontece tem uma razão para existir ou para acontecer, e que tal razão (causa ou motivo) pode ser conhecida pela nossa razão. O princípio da razão suficiente costuma ser chamado deprincípio de causalidade para indicar que a razão afirma a relação de existência de relações ou conexões internas entre as coisas, entre os fatos, ou entre ações e acontecimentos. Isso não significa que a razão não admita o acaso ou ações e fatos acidentais, mas que ela procura, mesmo para o acaso e para o acidente, uma causa.
A diferença entre causa (ou razão suficiente), e a causa casual (ouacidental) está em que a primeira se realiza sempre, é universal e necessária, enquanto a causa acidental ou casual só vale para aquele caso particular, para aquela situação específica, não podendo ser generalizada, ou seja, ser considerada válida para todos os casos ou situações iguais ou semelhantes, pois justamente, o acaso ou a situação são únicos.
Diante disso, poderíamos questionar: em quemedida, ou de que maneira, poderíamos estabelecer conexões entre determinação e causalidade nas relações entre indivíduos e sociedade?
Nas Ciências Sociais, a intenção de ordenar sistematicamente a vida em sociedade já aparece desde os renascentistas, passando pelos filósofos/cientistas ligados às Luzes, e fazendo-se presente em Comte, Marx, Durkheim e Weber. Centrando nossa análise nos clássicos daSociologia, a noção de ordem num caos perceptível no mundo social, vem quase sempre acompanhada dos conceitos de causa e efeito. Os fenômenos são gerados por causas. Os efeitos estão vinculados a causas específicas. Numa abordagem inicial, tal como num laboratório da Biologia ou da Física, a sociedade, em tese, poderia ser colocada à prova e, portanto, desvendada nas suas mais profundas relaçõesde causalidade, pelo menos no início da história das Ciências Sociais.

2 – O Positivismo de Auguste Comte (1789–1857)

A figura de Auguste Comte, e sua proposta de positivismo como forma de alcançar a cientificidade no ordenamento dos fenômenos sociais, surge sempre que se coloca esta temática, como um importante paradigma. Comte, ao elaborar uma espécie de filosofia científica tida comosuporte para as ciências da sociedade, pôde colaborar com toda uma história da Sociologia que encontrou terreno fértil, principalmente numa ciência desenvolvida no ambiente legado pelas conquistas racionais do Iluminismo (Revolução Industrial).
Propondo que a sociedade continha, em si mesma, leis que a conduziam de um estado primitivo a um estado final positivo, e alcançável independente daatuação dos indivíduos que a compõem, possibilitou que um estudo, até então, ensaístico e filosófico, começasse a ser pensado no plano propriamente científico. Se considerarmos que os grandes intelectuais da Renascença e das Luzes eram matemáticos, físicos e economistas, podemos entender a importância que a figura de Comte teve para a Sociologia.
Uma Ciência Social baseada nos modelos das Ciências...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo do livro
  • Resumo cap. iii do livro o suicídio, de émile durkheim
  • fichamento do livro de Durkheim, Émile
  • PRINCIPAIS LIVROS DE ÉMILE DURKHEIM
  • Resumo, émile durkheim
  • Resumo Émile Durkheim
  • Resumo Emile Durkheim
  • Resumo sobre emile durkheim

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!