Resumo do capítulo 3 e 4 do livro politíca social de faleiros

Páginas: 5 (1209 palavras) Publicado: 17 de abril de 2013
ESBAM – Escola Superior Batista do Amazonas
Curso: Serviço Social
Disciplina: Política Social II
Aluna: Deilma Batista


Resumo: dos textos dos capítulos 3 e 4 do livro política Social do Estado Liberal do Autor Faleiros.

As políticas sociais se dão objetivamente pelo capitalismo é quando a classe dominante perde controle da situação então o Estado resolve emitir as políticassociais. Com a revolução industrial veio com as mazelas da sociedade Beneredise faz um apanhado para ver como se dava a assistência. Então chega a seguinte conclusão há necessidade de redistribuição de serviços para que a sociedade possa ter acesso à previdência social.
O Estado queria manter a ordem com seus mecanismos então o liberalismo entra em crise, pois o Estado não viabilizava políticasocial é ausente só a forca para manter a ordem social isso faz com que o liberalismo entre em crise o capitalismo para sair da crise o Estado adota uma estratégia para superar a crise é o Keynesianismo é que o Estado vai viabilizar as políticas sociais.
Com o Pacto Fordista (Keynesinismo) vem estabilizar o Estado de Bem Estar Social. Para a classe dominante o Keynesianismo foi bom porqueexistiam pensadores que o endossavam após a guerra essa fusões Fordismo vão ter a emergência do liberalismo. O Estado adota uma postura dando uma resposta a esse enfrentamento a estratégia keynesianismo só deu certo na Europa no Brasil não deu certo pois as culturas e tempo totalmente diferentes.
Na segunda metade do século XIX e no inicio do século XX, o liberalismo enfraquece suas basesmateriais resultando em alguns processos político econômicos; tais como o crescimento do movimento operário que acabou ocupando espaços políticos importantes, reconhecendo direitos de cidadania política e sociais mais amplos para esses segmentos: a vitoria do movimento socialista em 1917, na Rússia, numa atitude defensiva do capital frente ao movimento operário; mudanças no mundo da produção, com oadvento do fordismo, conferindo maior poder coletivo aos trabalhadores a concentração e monopolização do capital.
A política social ganha um novo estatuto teórico, destacando-se o padrão de bem estar social europeu, nas postulações liberais em que a educação era o único direito social incontestável, tendo sido esta categoricamente definida como uma igualdade humana básica. Sustentando que oconceito cidadania, em sua fase madura comporta as liberdades individuais expressas pelos direitos civis direito de ir e vir, de fé, os direitos políticos de votar e ser votado, de participar do poder político e os direitos sociais caracterizado como acesso a um mínimo de bem estar social econômico e de segurança com vistas à livar a vida de um civilizado.
Com o neoliberalismo o desempregoestrutural tende para o aumento de programas sociais, as demandas do capital em torno dos super lucros apontar para a diminuição dos gastos sociais. Tendo como resultado um processo conflituoso de negociação e luta de classes e seus segmentos que se colocam em condições desiguais nas arenas de negociação disponíveis no Estado democrático de direito, o que leva a conflitos também extra institucionais.As políticas sociais atenderam as necessidades do capital e do trabalho como questão de sobrevivência configurando-se nesse contexto da estagnação como um terreno importante da luta de classes.
A questão social deixou de ser caso de policia e passou a ser caso de política. A partir de então ela será reconhecida como fenômeno mundial. O governo trará a questão social como nível ideológicointerpretando em estádios diferentes do processo de produção, criando para isso instituições estatais. O Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio passarão a administrar a legislação trabalhista como obra exclusiva do governo, e não como processo de conquista que se iniciou com o operário. Surgiu para concretizar o projeto do novo regime de interferir sistematicamente no conflito entre...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • resumo capitulo 3 e 4
  • Capitulo 3 do livro: Ciência Política
  • Resumo republica capitulo 3 e 4
  • Resumo do livro o que é política social
  • Resumo capítulo 4-livro discipulado
  • Resumo dos capítulos 3 e 4 da Era dos Extremos
  • Resumo capitulo 4 livro do Caravantes
  • Resenha crítica do capítulo 4 do livro Política Social no Capitalismo: Tendências Contemporâneas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!