Resumo de "a era das revoluções"

Páginas: 10 (2356 palavras) Publicado: 20 de fevereiro de 2013
A Era das Revoluções (resumo do primeiro capítulo).
O livro fala das transformações do mundo durante o período devido ao impacto da chamada dupla Revolução
Francesa e Industrial. Onde as repercussões foram menores, o autor não comenta (ex: Japão).
“Se sua perspectiva é europeia é porque nesse período o mundo ou parte dele transformou-se a partir de uma base
europeia – ou melhor, franco-britânica”p. 15.
“O livro não pretende ser uma narração, mas sim uma interpretação” p. 15.
“As palavras são testemunhas que muitas vezes falam mais alto que os documentos” p. 17.
- Durante o período de 60 anos estudado pelo autor, várias palavras foram inventadas ou ganharam significado:
industrial, fábrica, classe média, classe trabalhadora, capitalismo, nacionalidade, socialismo, sociologia,estatística,
etc.
- O livro não pretende ser de história da Europa. Trata das duas Revoluções e na medida em que tais afetam o
mundo, o autor vai fazendo as análises dele. “É por que nesse período o mundo ou parte dele – transformou-se a
partir de uma base europeia, ou melhor, franco-britânica” p. 15
“As palavras são testemunhas que muitas vezes falam mais alto que os documentos”. P.17.
- Algumas palavrasforam inventadas nesse período ou ganharam significados nele: proletariado, greve, classe
média, fábrica, industrial, capitalismo, socialismo, aristocracia, nacionalidade, etc. “Imaginar o mundo moderno
sem estas palavras é medir a profundidade da revolução que eclodiu entre 1789 e 1848, e que constitui a maior
transformação da história humana desde os tempos remotos quando o homem inventou aagricultura e a metalurgia,
a escrita, a cidade e o Estado” p. 17.
- A Grande Revolução (1789-1848) foi o triunfo não da indústria como tal, mas da indústria capitalista. Não da
liberdade e igualdade em geral, mas da classe média ou da sociedade burguesa liberal. Não da Economia Moderna
ou do Estado Moderno, mas das economias e Estados em uma determinada região geográfica do mundo.
- A dupla revolução nãovai ser encarada como pertencente à história desses dois países apenas, “Mas sim como a
CRATERA GÊMEA de um VULCÃO REGIONAL bem maior” p. 18.
- A erupção ocorreu na França e Inglaterra, no entanto, “são inconcebíveis sob qualquer outra forma que não a do
triunfo do capitalismo liberal burguês” p. 18.
- Tais acontecimentos refletem a CRISE do Antigo Regime instalado no Noroeste Europeu, que seriamdemolidos
por essa dupla revolução.
- A Revolução Americana (1776) pode ser considerada uma erupção igual a da Europa ou como a precursora
desta, no entanto, “ela pode no máximo evidenciar a oportunidade e o ajustamento cronológico da GRANDE
RUPTURA e não explicar as causas fundamentais dela” p. 18.
- O interessante é saber que as forças econômicas, políticas, intelectuais e sociais de parte daEuropa já estavam
preparados para revolucionar o resto dela.
- A questão não é explicar os elementos dessa nova sociedade, mas por que eles triunfaram. Não interessa aqui
traçar a trajetória das forças que o solaparam a velha ordem, mas a da conquista da nova.
“A história de que trata este livro é, sobretudo, regional”.
- Foi ante tais acontecimentos e suas conseqüências que os impérios ruíram.“Por volta de 1848, nada impedia o avanço da conquista ocidental sobre qualquer território que os governos ou os
homens de negócios ocidentais achassem vantajoso ocupar, como nada a não ser o tempo se colocava ante o
progresso da iniciativa capitalista ocidental” p. 19.
“E ainda assim a história da dupla revolução não é meramente a história do triunfo da nova sociedade burgues a. É
também a história doaparecimento das forças que, um século depois de 1848, viriam transformar a expansão em
contração” p. 19.
- O socialismo foi uma reação a dupla revolução.
- O livro inicia com a construção do primeiro sistema fabril no Mundo Moderno e com a Revolução Francesa em
1789 e termina com a construção de sua primeira rede de ferrovias e a publicação do Manifesto Comunista. CAP. 1
– O Mundo na Década...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo
  • a estrutura das revoluções científicas resumo
  • RESUMO REVOLUÇÕES TECNOLÓGICAS
  • Estrutura das revoluções cientificas (resumo)
  • Resumos
  • Resumo características das revoluções Industrial e Francesa
  • Resumo
  • Resumo do livro: A estrutura das revoluções científicas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!