Resumo de Fisiologia - Sistema respiratório

Páginas: 6 (1479 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2014
Fisiologia II – Primeira Prova
Sistema Respiratório

Funções: Aporte de O2 e remoção de CO2, tampão (controle de pH).
Mecânica: 760 mmHg pressão atmosfera a nível do mar. 760 mmHg equivale a 0 cmH2O.
O ar entra quando inspiramos pois diminui a pressão atmosférica ao nível do mar (760mmHg é equivalente a 0 cmH2O.
O ar entra quando inspiramos pois diminui a pressão alveolar (expande acaixa torácica e os alvéolos).
Na expiração a pressão aumenta, pressiona os alvéolos o ar sai.
O diafragma e os músculos intercostais externo participam da inspiração.
O diafragma relaxando e os músculos intercostais internos participam da expiração.
O movimento da caixa torácica acompanha o pulmão devido a pressão. A pressão pleural fica mais negativa na inspiração, o efeito de secçãoaumenta, fazendo com que os pulmões o acompanhe (expansão da caixa torácica – inspiração). A divisão entre ambos é dada pela pleura é o liquido pleural.
Se a pressão pleural ficar igual as dos alvéolos, ocorrerá colabamento dos alvéolos. Se ocorrer colabamento o ar não chega nos pulmões, não ocorrendo a hematose.
1° mecanismo de proteção contra colabamento – Pressão Pleural negativa.

1.Pressão Pleural: Pressão da liquido no espaço pleural e parede torácica
2. Pressão alveolar: Pressão do ar no interior do alvéolo.
3. Pressão Transpulmonar: Diferença entre pleural e alveolar.
Na inspiração a pressão transpulmonar aumenta
Na expiração a pressão transpulmonar diminui

Pressão alveolar:

Durante a inspiração: -3 mmHg
Durante a expiração: +3 mmHg
Média : 0 mmHg
PressãoPleural:

Durante a inspiração: -8 mmHg
Durante a expiração: -2 mmHg
Média : -5 mmHg


A superfície de contato tende a levar o colabamento alveolar (tensão Superficial) além da própria estrutura dos alvéolos que são colágeno e elastina.
Também é uma vantagem pois ela se opõe a expansão do alvéolo (pois se não houvesse um pouquinho de ar que entrasse o alvéolo se expandir muito rápido, nãohavendo muitas trocas gasosas), permitindo uma maior pressão de oxigênio nos alvéolos.
A tensão superficial é controlada devido a produção de surfactantes ou tenso ativos ( tipo detergente).
Os surfactantes são o 2° mecanismo de defesa contra colabamento.
Prematuros de baixo peso não tem surfactantes suficientes para evitar o colabamento além de terem a pressão superficial alta por issoele ficam em incubadores.
Pressão diretamente proporcional a tensão superficial
Pressão inversamente proporcional ao raio.
Complacência: relação entre capacidade elástica com o volume.
Fibrosa pulmonar intersticial difusa: Aumenta a distância entre alvéolo e capilar ( Compromete a troca).
Asma: É constrição entre o bronquíolo (dificuldade de entrada do ar e piora no espirar, pois obronquíolo fecha muito, o ar fica preso nos alvéolos chamado de alçaponamento do ar (aprisionamento) expiração, mais um ar rico em CO2 e pobre em O2.
Exames realizados: Espirometria – Avalia a mecânica da respiração.
O paciente respira pela boca e se mede a quantidade de ar que entra e sai na respiração normal. Em pessoas sem problemas respiratórios o volume é de 500ml.
Gasometria – Mede aspressões de ar no sangue (as trocas).
São exames complementares.
Volume Corrente – É o volume de ar que entra e sai em uma respiração normal.
Capacidade Inspiratória – quantidade de ar que pode ser inspirado.
Volume de reserva inspiratório - volume máximo adicional que pode ser inspirado.
Volume de reserva expiratória – Volume expiratório forçando, em um pessoa normal é de aproximadamente1100ml .
Volume residual – Volume de ar que permanece nos pulmões após a expiração, em pessoas normais é de aproximadamente 1200ml.
Capacidade funcional residual – É a soma do volume expiratório de reserva + volume residual . Exprime a quantidade de ar que permanece no sistema respiratório ao termino de uma respiração normal.
Capacidade vital – quantidade máxima de ar que pode ser expirada...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo fisiologia sistema respiratório
  • Fisiologia sistema respiratório
  • Fisiologia do Sistema Respiratorio
  • Sistema respiratório; fisiologia
  • Fisiologia sistema Respiratório
  • Sistema respiratório-fisiologia
  • Fisiologia do sistema respiratório
  • Fisiologia do sistema respiratório e renal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!