Resumo de familia, emoção e ideologia

Páginas: 6 (1408 palavras) Publicado: 12 de novembro de 2014
Família, emoção e ideologia


A família tem um papel importante no nível das relações sociais e ao nível da vida emocional de seus membros.
É a formadora da nossa primeira identidade social. Ela é o primeiro “nós” a quem aprendemos a nos referir.
Atualmente a classe média urbana apresenta uma grande riqueza na variação de padrões familiares. Ao mesmo tempo que abarca a família com umextremo conservadorismo e uma rígida hierarquia interna, e abrange também formas mais liberais de vivência familiar.
A família é, pois, a formadora do cidadão. Podemos considerar que as duas importantes funções da família são:
1)Econômica, no que se refere à reprodução de mão-de-obra. Alguns tipos de famílias tem um a função econômica imediatamente visível ( colonos, proprietários de terras)2)Ideológica, no que se refere à reprodução da ideologia dominante. A ideologia começa a operar principalmente pelos pais, os principais agentes da educação, ensina a ver a família como algo natural e universal e por isso, imutável. Depois passa a apresentar da mesma forma o mundo extra familiar e todas as relações sociais
A eficiência dos agentes sociais só é possível porque apóia-se sobre as basesideológicas estabelecidas pela família.
( ex. escolas).
Mark Poster ( Teoria crítica da família- 1979) apresenta quatro modelos de família: a família aristocrática e a camponesa ( do séc XVI e XVII), a família proletária e a família burguesa ( séc XIX).

Família aristocrata, tinha sua riqueza assentada em favores do monarca e no controle da terra, que era patrimônio a ser conservado e nãoinvestido. Sua unidade de habitação era o castelo, que abrigava, além da família, parentes, dependentes, criados e clientes.
A linhagem era determinante das relações de parentesco e sua preservação revestia-se de capital importância; por isso, o casamento era antes de tudo um ato político, do qual dependia a manutenção das propriedades familiares.
As condições sanitárias eram precárias e asrelações entre os membros eram hierarquizadas. O trabalho masculino restringia-se á guerra, e as funções da mulher eram relativas à organização social do castelo. A criação dos filhos não era atribuição das mães.
Com conseqüência a identificação das crianças não privilegiava as figuras parentais como seus objetos, mas valorizava a linha da família. O seu aprendizado era dirigido para obediência e áhierarquia social e nesse sentido o castigo físico era o instrumento comumente utilizado.
A família aristocrata não atribuía valor algum à privacidade, domesticidade, cuidados maternos ou relações intimas entre pais e filhos.

A família camponesa, apesar da família nuclear ser a unidade mais comum, este não era o grupo social mais significativo para seus membros. Era a aldeia que todos estavamintegrados por sólidos laços de dependência da tradição: os casamentos, assim como os enterros, davam origem a rituais que envolviam a aldeia toda.
A família não era um espaço privado ou privilegiado e os laços emocionais se estendiam para fora dela.
As crianças aprendiam a depender da comunidade e não dos pais, já na infância aprendiam a obedecer as normas sociais, inclusive com punições físicas.A mãe competia a criação dos filhos, de forma integrada às relações comunitárias. As crianças não ocupavam o centro da vida conjugal, as mulheres tinham que trabalhar no campo, não amamentavam de forma emocional, havia pouca preocupação com os hábitos de higiene e atividades sexuais e o enfaixamento era comum; não valorizava a domesticidade e a privacidade.

A família proletária suaconstituição deu-se no início da industrialização ( séc XIX) sob condição de extrema penúria social e econômica. Em geral todos os membros trabalhavam em jornadas de 14 a 17 horas.
Os filhos eram criados de maneira informal, o treinamento dos hábitos de higiene não causava preocupação, e não havia repressão à masturbação infantil.
Por volta da segunda metade do séc XIX que ocorrem a melhoria das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo Família emoção e ideologia
  • familia emoção e ideologia
  • Resenha
  • Familia, emoção e ideologia
  • Família, Emoção e Ideologia
  • psicologia social familia emoção e ideologia
  • Resumo Ideologia
  • O que é ideologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!