Resumo de Biofisica_Med_UFRN

Páginas: 10 (2500 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
Resumos das aulas do professor Antônio Carlos Spinelli
Biofísica Cardiovascular

AULA 1: POTENCIAIS BIOELÉTRICOS

Distribuição assimétrica dos íons Na+ e K+  geração de um potencial de repouso 
polarização celular
Apenas as células excitáveis têm a capacidade de gerar alteração nesse potencial de
repouso/polaridade e, normalmente, em todas as células do organismo, há gasto
energéticopara se mantar a polaridade de repouso.
No caso das células do coração, essa polaridade celular atinge valores de – 85 mV.


Despolarização: canais controlados por comportas: fechados durante o período
de repouso e abertos para permitir que ocorra uma despolarização (inversão da
polaridade), com entrada de íons Na+ na célula e consequente mudança da
polaridade para cerca de +10 ou +20 mV.O eletrocardiograma, nesse contexto, surge como uma medida dos potenciais
bioelétricos do meio extracelular, pois o ECG mede a passagem das células do potencial
de repouso para o potencial invertido (processo de despolarização celular).


Repolarização: saída de íons K+ da célula passivamente (o K+ tem maior
permeabilidade transmembrana, pois seu raio hidratado é menor do que o raiohidratado do íon Na+)  retorno à polaridade de repouso da célula

Depois do restabelecimento do potencial de repouso da célula, há a ação da bomba de
Na+/K+ para restaurar a condição fisiológica original das células.


Diferenças entre células de resposta rápida e células de resposta lenta:

As células do tecido nodal (nodo sino-atrial e nodo átrio-ventricular) são células
naturalmente maispróximas do limiar de despolarização (seu potencial de repouso se
situa, então, em torno de -70 a -65 mV), e dependem da entrada de Ca2+ (ao invés da
entrada de Na+) para a ocorrência da despolarização. O íon cálcio, por sua vez, tem um
influxo mais lento e menor do que o íon sódio, e isso explica a curvatura menos
inclinada da despolarização nesse tipo de célula cardíaca. Além disso, essascélulas
também têm uma menor amplitude do potencial de ação (pois estão naturalmente mais
próximas do potencial limiar, ou seja, possuem um potencial de repouso com valor mais
elevado). Essas células também não possuem fase de platô, e sua fase de repouso é mais
instável (aproxima-se gradativamente do valor limiar, o que é chamado de
despolarização diastólica, processo responsável peloautomatismo dessas células, o que

as torna aptas a gerar os impulsos elétricos que contraem toda a musculatura cardíaca).
Por todos esses fatores, essas células são denominadas células de resposta lenta.
As células do miocárdio atrial e ventricular e as células do sistema His-Purkinje
são, por sua vez, dependentes de Na+ para a ocorrência da despolarização, apresentam
fase de platô e sua fase dedespolarização apresenta uma curva mais inclinada (pois o
influxo de sódio é mais rápido e maior do que o influxo do íon cálcio). Por todos esses
fatores, essas células são denominadas células de resposta rápida.


Fases do potencial de ação:

Fase 0: despolarização (entrada de íons Na+ na célula)
Fase 1: repolarização precoce (queda da polaridade devido à saída de íons K+ da célula)
Fase2: fase de platô (entrada de íons Ca2+)
Fase 3: retorno ao potencial de repouso; fase de repolarização rápida (efluxo de K+
capaz de retornar a célula ao seu potencial de repouso)
Fase 4: ocorre depois de restabelecido o potencial de repouso; com ação da bomba de
Na+/K+ permutando o Na+ que entrou na célula durante a despolarização pelo K+ que
saiu durante a repolarização


Inibição porsupra-estímulo: o nodo sino-atrial (NSA) não permite que o nodo
átrio-ventricular (NAV) complete sua despolarização diastólica, impondo ao
NAV seu ritmo/frequência de potenciais de ação. Ou seja, a despolarização do
NSA inibe a progressão da despolarização diastólica do NAV).



Frequência própria/intrínseca: tempo de cada célula automática para atingir
seu potencial limiar e gerar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESUMO DO RESUMO
  • Resumo
  • Resumo
  • Resumo
  • Resumos
  • Resumo
  • Resumo
  • resumo

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!