resumo das escolas literárias

Páginas: 17 (4102 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2013
RESUMO DAS ESCOLAS LITERÁRIAS

PORTUGAL

• Trovadorismo ( 1189 ou 1198 – 1434)

• Linguagem: Galego-Português
• Acompanhamento musical
• Transmitidas oralmente (mais tarde, compiladas em Cancioneiros)


Gênero Lírico – Cantigas de Amor
• Eu-lírico masculino;
• Mulher idealizada (“mia senhor”);
• Espera um benefício de sua amada (“ben”);
• Amor cortês(vassalagem amorosa);
• Coitaamorosa;
• Linguagem mais trabalhada.

Gênero Lírico: Cantiga de Amigo
• Eu-lírico feminino;
• A mulher (não idealizada) lamenta a ausência do amado (‘amigo’);
• Ambiente rural ou litorâneo;
• Simplicidade de linguagem e estrutura;
• Estrutura: paralelismo e refrão (fácil memorização)

• O paralelismo é um dos recursos estilísticos mais comuns na poesia lírico-amorosa trovadoresca.Consiste na ênfase de uma ideia central, às vezes repetindo expressões idênticas, palavra por palavra, em séries de estrofes paralelas

Cantigas Satíricas• Criticam ou zombam de alguém;
• Mostram diversos usos e costumes medievais;
• Linguagem mais popular;
• Reflete o falar das camadas inferiores;
• Às vezes os dois tipos (escárnio e maldizer) se misturam.

Cantiga Satírica de Escárnio
Sátiraindireta;
Sutileza;
Uso da ambiguidade;
Não permite o uso do nome da pessoa atacada.

Cantiga Satírica de Maldizer• Sátira direta;
• Agressiva;
• Linguagem objetiva;
• Uso de termos chulos;
• Grosseria e obscenidade.


Humanismo (1434-1527)
• Convívio entre Teocentrismo e Antropocentrismo (transição)
• Dualidade: Fé e Razão

Manifestações Literárias
• Poesia palaciana – compiladaem 1516, por Garcia de Resende – está registrada no Cancioneiro Geral -
• Prosa historiográfica (Crônicas), de Fernão Lopes;
• Teatro medieval e popular de Gil Vicente.

Poesia Palaciana•
Embora ainda mantenha muitas das características das primitivas CANTIGAS, a poesia elaborada a partir do surgimento da Imprensa é ESCRITA e IMPRESSA, deixando de ter acompanhamento musical.
• As cantigasdeixam de existir, já que a poesia deixa de ser oral e de ter música ao fundo.
• A produção e recepção poéticas restringem-se aos palácios: os poetas e leitores desses poemas são nobres e cultos.
• O galego-português também está dando lugar ao PORTUGUÊS ARCAICO , uma língua mais complexa.
• A produção poética palaciana pode ser encontrada no "CANCIONEIRO GERAL", organizado pelo poeta ehistoriador Garcia de Resende.

Gil Vicente
• Teatro: gênero dramático
• Expressa sua fé, mas não esquece a razão:
• Em nome da religiosidade, faz a crítica moral dos costumes e a sátira aos pecadores.

Fernão Lopes
• Em 1418 é nomeado guarda-mor e, em 1434 , cronista-mor da Torre do Tombo ( Arquivo Nacional de Portugal)
• “Fernão Lopes sai da regra geral (...) pela audácia com que arranca asmáscaras e os mantos enganadores para nos dar, em vez de reis, príncipes ou cavaleiros, homens de carne e osso. Várias classes sociais, múltiplos aspectos da vida atraíram a sua penetrante observação e, mais do que a observação, a compreensão.” Dessa forma, o cronista nos dá uma visão de conjunto da sociedade portuguesa da época, analisando os mais variados setores que a compunham, ressaltandoprincipalmente a importância dos fatores econômicos e a participação do povo, a quem tratava de “arraia-miúda” ou “barrigas-ao-sol”.
• Crônica de El-ReiD. Pedro I
• Crônica de El-ReiD. Fernando
• Crônica de El-ReiD. João I (1ª e 2ª partes)


Classicismo (1527 – 1580)
• Triunfo do Antropocentrismo e do Racionalismo
• Retomada da Arte Clássica (Antiguidade Greco-Romana)

Características doClassicismo
• Racionalismo = Predomínio da Razão sobre a emoção
• Sobriedade, simetria e simplicidade;
• Equilíbrio, harmonia e clareza;
• Universalismo;
• Resgate do culto à Antiguidade clássica;
• Fusão: paganismo e cristianismo;
• Imitação;
• Verossimilhança = valorização da natureza e sua imitação artística;
• Ideal ético-estético (O Belo é o Bem).

Obra de Camões:

• Camões...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo das Escolas Literarias
  • Resumo das Escolas Literarias
  • Resumo Escolas Literárias
  • Resumo as escolas literárias
  • Resumo Escolas Literarias
  • Resumo de escolas literárias Brasileiras
  • As escolas literárias
  • Escolas Literárias

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!