Resumo As expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teórico-prática. Ivete Simionatto

Páginas: 5 (1241 palavras) Publicado: 11 de novembro de 2014


Acadêmicos (as): Naiara Santana, Ilana Rocha, Suzane Silveira, Merciane Coelho, Valéria Carvalho, Giselle Alves e Maiane Castro.
Disciplina: Teoria do Serviço Social II
Professor: Joilson Santana
Curso: Serviço Social, 4° período.





Resumo
As expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teórico-prática.
Ivete SimionattoCaxias- MA
1-Surgimento e crise da razão pós-moderna
Dois dos principais marcos do pensamento moderno são as revoluções científicas dos séculos XVI e XVII. Com elas surge uma nova forma de interpretação social, chamada “nova ciência” ou “razão moderna”, que tem sua fundamentação na física e astronomia de Nicolau Copérnico e Galilei Galilei.
Durante esse período ocorre uma nova egrandiosa maneira de interpretar o mundo, que deixa de lado as explicações pautadas na fé e na religião, ressaltando uma maior importância de se observar e experimentar para o desenvolvimento científico. E essa derrubada de importantes concepções e preceitos religiosos terá uma grande repercussão no campo de ética, política e estética.
Essa nova forma de ver o mundo instaura o início da chamadamodernidade, que traz consigo um novo modelo explicativo do real, que exalta o sentido da razão, capacidade reflexiva e crítica.
Francis Bacon e Descartes inauguram um projeto epistemológico de tradição racional. Entretanto, será Immanuel Kant quem irá se destacar nesse novo contexto, por objetivar a “razão na organização e sistematização dos dados empíricos de forma mais científica”(Simionatto, p. 88).
O pensamento kantiano dá ênfase a dois elementos básicos: “a existência do objeto que desencadeia a ação do pensamento e a participação do sujeito ativo e de sua capacidade de conhecer” (Simionatto, p. 89). Kant afirma que o homem è incapaz de chegar ao fundo das coisas, ou seja, que a razão humana é incapaz de conhecer a “coisa em si”, absorver sua totalidade.
Para ele, ohomem só consegue compreender a superfície, a aparência, o que mostra uma postura fenomênica, ou seja, de não preocupação com a essência dos fatos, e sim com o que está explícito, que pode ser analisado empiricamente.
Contudo, essa teoria desenvolvida por Kant sofrerá vários questionamentos acerca de sua real comprovação. Dentre esses questionadores, destaca-se Hegel, que propõe umadivisão entre objetividade e subjetividade na absorção do conhecimento, postulando que a razão é a base da existência humana. Esse pensamento hegeliano facilita a criação de um novo modelo de compreensão da realidade, que se incorpora ao humanismo, ao historicismo concreto e à razão dialética.
Na transição entre os séculos XVIII e XIX, ocorre a constituição do Estado burguês, que provoca enormesmudanças nas esferas econômicas, política, social e cultural. O domínio burguês diante da sociedade favoreceu a implantação do modo de produção capitalista, que rompe de vez com o sistema feudal, gerando uma série de mudanças nos campos da ciência e tecnologia, na organização política, nas relações de trabalho, na propriedade privada, na concentração de poder e riqueza entre as classes.
Taistransformações são acompanhadas de várias contradições sociais e políticas, que são objetos principais de duas grandes matrizes teóricas da razão moderna: o positivismo de Auguste Comte e a teoria social de Marx. O positivismo aparece como apoio à classe burguesa, uma vez que esta necessitava de um aparato que garantisse a sua total permanência e hegemonia diante da sociedade, já que, a teoriapositivista postula que haja uma ordem natural que não pode ser quebrada e a qual os homens devem submeter-se.
A teoria social de Marx, contrária ao pensamento de Comte, traz uma teoria tendo como objeto a sociedade burguesa e como objetivo sua superação através de um processo revolucionário (comunismo).
2- O advento do pós-modernismo: dimensões teóricas, políticas e culturais.
A...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo:as expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teóricopolítica (ivete...
  • Resumo:as expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teóricopolítica (ivete...
  • Simionatto ivete
  • As expressões ideoculturais da crise capitalista na atualidade e sua influência teórico política
  • Fichamento Expressoes Socioculturais Da Crise Capitalista Na Atualidade
  • Simionatto ivete
  • Resumo: Crise contemporânea e as transformações na produção capitalista
  • Crise capitalista

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!