Responsabilidade social da empresa: a área de gestão de pessoas como mediadora entre a organização e a comunidade

Páginas: 5 (1161 palavras) Publicado: 12 de maio de 2011
UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU
USJT

MILTON JOSÉ DE SOUZA

RESENHA DA MONOGRAFIA RESPONSABILIDADE SOCIAL DA EMPRESA: A ÁREA DE GESTÃO DE PESSOAS COMO MEDIADORA ENTRE A ORGANIZAÇÃO E A COMUNIDADE

São Paulo
2008
O contexto da Gestão Empresarial é formada pelo “LOCUS”, ou seja o ponto de encontro entre uma determinada empresa e seu mercado. E este por sua vez recebe influencias e influenciaas empresas. Mas existem outros fatores externos nos quais as empresas estão inseridas.

O primeiro fator que podemos definir segundo o autor, é o princípio e modelo de gestão e este determina o relacionamento externo, também pode-se indicar este elemento como o “management” da organização.

Desta forma assumimos que ele se manifesta através da sua visão e missão estratégica da empresa,buscando alcançar os seus objetivos de curto, médio e longo prazo. Cada entidade assume com isso o seu papel na sociedade, suas formas de agir e fazer escolhas.

E ainda existe o fator “manager”, ou seja o gestor. Ele irá inevitavelmente influenciar o modo de pensar da empresa, pois carrega junto de si seus próprios valores e experiências.

A RSE surge nas mudanças dos últimos tempos, da altavelocidade de informação, da globalização de mercados, a revolução demográfica e a Revolução de Valores. Todas essas mudanças fazem parte da nossa rotina e que direta ou indiretamente afetam as nossas vidas e muitas vezes não é percebida pelos “tomadores de decisão”. Essa falta de “feeling” é tratada por Roberto Galassi como “...problemas emergentes de gestão, nos quais os tomadores de decisão não foramcapacitados, mas estão tendo a necessidade de decidir.”

Roberto Galassi, ainda afirma: “...o contexto global vive um processo de mudança sem precedentes e isto tem impactado as organizações querem em seu lócus de atuação, quer o seu management e seu modelo de gestão, bem como o próprio manager.”

Ladislau Dowbor e, sua obra Inovação Social e Sustentabilidade, questiona a realidade do consumoque é imposta por uma parcela mínima, porém abastada de recursos, não é o ideal para o resto da população. Entramos neste ponto na questão da ética, na questão dos valores. Ocorreram tantas mudanças que perdemos em muitos casos a noção do que é um valor.

As mudanças se fazem de maneira tão rápida, que nossos “tomadores de decisão”, pressionados pela busca incessante de resultados, buscamlivros de “auto ajuda da administração”. Tal fato já recebeu o nome de “Pop-Management”. Os executivos brasileiros buscam soluções rápidas, nesses livros que vendem a “ilusão de soluções de problemas”. Não existe uma solução “enlatada”! Cada empresa tem seu “locus”, está inserida em uma realidade, tem seu management e seu manager a influenciando constantemente, portanto é inviável acreditar na soluçãode problemas sem a utilização da ferramenta de gestão mais tradicional que existe que é o PODC – Planejar, Organizar, Dirigir e Controlar. Uma estratégia implementada sem a devida análise pode vir a prejudicar ainda mais a gestão da empresa.

Neste contexto surge a idéia do managerialismo, que vem a ser a busca da racionalização de todas as esferas da vida social. Chanlat (2000) explicita que o“managerialismo” foi criado para o controle e até pode trazer efeitos positivos em organizações que buscam a liberdade e autonomia. Mas esse sistema é caótico, pois não faz distinção entre os atores do mundo empresarial. O fundador da empresa tem uma expectativa diferente do investidor e este, espera algo diferente do gestor, ou seja cada um espera uma realização diferente dentro de uma mesmaentidade.
Chanlat coloca a relação entre as práticas e princípios que valorizam o curto prazo, o imediatismo sempre vai determinar as práticas de gestão da entidade. Outro problema levantado pelo mesmo autor é o objetivo econômico na busca de eficácia. Então, como uma organização humana pode ser orientada para as questões não humanas, eis a maior reflexão.

A organização só existe através das...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • responsabilidade social e gestao de empresas
  • Gestão de Pessoas com ética e responsabilidade social
  • Eficiência da área de gestão de pessoas dentro de uma organização
  • Resenha do texto: "Responsabilidade Social de Empresas" de Gerisval Pessoa
  • Relações de trabalho, gestão de pessoas e responsabilidade social empresarial
  • I, Gestão de Pessoas II e Responsabilidade Social e Ambiental.
  • Gestão de Pessoas I e II e Responsabilidade Social e Ambiental
  • portifolio individual de gestao de pessoas e responsabilidades social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!