Resistência dos materiais - metais

Páginas: 7 (1612 palavras) Publicado: 8 de novembro de 2012
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA – PRODETEC – DISCIPLINA DE TECNOLOGIA DE MATERIAIS - METAIS. 12/08/2012 Nome da aluna: Marcia Maria Sartori Lista de exercícios para avaliação 1) Discorra sobre a ligação metálica (considerando a teoria de bandas e mencionar as propriedades dos metais). R: em http://200.156.70.12/sme/cursos/EQU/EQ20/modulo1/aula0/aula08/01.html temos: Osmetais exibem uma série de propriedades em comum: todos são sólidos nas condições ambientes (exceto Hg), têm brilho metálico, maleabilidade (possibilidade de se moldar em chapas), ductilidade (capacidade de formar fios), boa condutividade térmica e elétrica. Para haver condutividade elétrica, é necessário o movimento de elétrons através do meio. A boa condutividade dos metais sugere que existamelétrons semilivres, fracamente ligados, nas estruturas metálicas, que possam ser forçados a se mover ao longo de todo retículo. Para compreender qualitativamente as diversas propriedades dos metais, é utilizado o modelo conhecido como “gás de elétrons”. Se imaginarmos o que acontece quando dois átomos de sódio se aproximam, cada um dos átomos tem um elétron mais externo que é fracamente atraído pelorespectivo núcleo (elétron 3s). Se a distância entre os átomos for diminuindo, os elétrons 3s serão atraídos simultaneamente pelos dois núcleos. Se, ao invés de dois, milhares de átomos de sódio se aproximassem para formar uma substância metálica, teríamos uma situação na qual cada elétron 3s seria atraído por um grande número de núcleos e, assim, poderia se movimentar livremente nas regiõespróximas a todos os núcleos. Em consequência disso, não seria mais possível atribuir um determinado elétron a um certo núcleo. No modelo do “gás de elétrons”, todos os átomos são considerados íons positivos que compartilham entre si um igual número de elétrons que podem se movimentar livremente ao longo de toda a estrutura metálica. Na repulsão entre os íons positivos, como na estrutura metálica,segundo o modelo do “gás de elétrons”, todos os íons compartilham elétrons, a repulsão entre os cátions é compensada pela atração eletrostática entre os elétrons livres e os íons positivos. Os elétrons livres funcionam como uma “cola” eletrostática, ligando os cátions metálicos. No caso dos metais maleáveis (facilmente deformáveis), como sódio, chumbo, mercúrio e outros, os elétrons livres podem seajustar rapidamente às mudanças na estrutura metálica provocadas por perturbações externas. Pode bater numa lata para tirar um som e mesmo assim não destruirá a ligação metálica, pois, sob a influência de uma ação mecânica, um plano de átomos pode se deslizar sobre outro, mantendo as ligações entre os planos.

Isso explica as propriedades de maleabilidade e ductilidade (formação de fios) dosmetais. Os átomos de um metal no estado sólido estão arranjados de modo a formar figuras geométricas bem definidas – os retículos cristalinos. Observe o arranjo estrutural dos metais sódio, lítio e bário. Cada átomo tem ao seu redor oito átomos vizinhos, formando uma estrutura cúbica de corpo centrado (ccc). O ponto de fusão e de ebulição dos metais varia de acordo com a estrutura cristalina eintensidade das ligações metálicas. Por exemplo, o sódio funde a 97,8oC; o magnésio funde a 6.500oC; e o tungstênio funde a 3.410oC. Para justificar o comportamento diferenciado dos metais, existe um modelo mais elaborado para descrever as ligações químicas em metais. O desenvolvimento da teoria dos orbitais moleculares (TOM) permite descrever as propriedades dos metais. Considerando quatro átomos delítio (Li4). Se cada átomo do metal contribuir com um orbital atômico do tipo 2s e um do tipo 2p para a formação de OMs, oito orbitais moleculares (4 ligantes e 4 antiligantes) serão formados. Se forem 400 átomos de lítio contribuindo com orbitais 2s e 2p, formam-se 1.600 OMs. À medida que o número de átomos aumenta, o número de orbitais moleculares também aumenta. Num cristal de lítio com 1g de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resistencia dos materiais
  • Resistência dos materiais
  • Resistência dos materiais
  • Resistência dos Materiais
  • resistencia de materiais
  • Resistencia dos materiais
  • Resistencia dos materiais
  • Resistencias dos Materiais

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!