resenha

Páginas: 14 (3352 palavras) Publicado: 1 de dezembro de 2014
Universidade Federal de Santa Catarina
Centro de Filosofia e Ciências Humanas
Programa de Pós-Graduação em História
Disciplina: Subjetividade, Estética e Modernidade
Professora: Maria Bernardete Ramos Flores
Aluna: Flávia Zambon Tronca
Resenha Crítica
Texto analisado: JIMENEZ, Marc. O que é estética?
São Leopoldo: UNISINOS, 1999.

O QUE É ESTÉTICA?
Marc Jimenez
Filósofo francês egermanista, Marc Jimenez é professor da Universidade de Paris I (PanthéonSorbone). Ensina estética na Unité de Formation et de Recherche d’Arts plastiques et Sciences de I’Art, participa
de conferências em diversos países e escreve regularmente para revistas de arte.
Jimenez procura respostas para “O Que é Estética?” título do livro publicado em Paris, em 1997,
pela editora Gallimard, e traduzidopara o português, em 1999, pela editora Unisinos. O desafio é o da compreensão
da ambiguidade da arte e seus paradoxos. Para isto sugere diversas conexões estabelecendo a estética como
disciplina autônoma. Mostra contradições e avanços, traçando um consistente mapa histórico de maneira didática,
permitindo o esclarecimento da questão proposta.
Na primeira parte do livro Jimenez trata deesclarecer o que é a autonomia estética e a sua
composição, indo do artista ao artesão, da razão à sensibilidade, dos antigos aos modernos, do criticismo ao
romantismo, fazendo pontes entre Kant, Hegel, Schiller e outros pensadores, avançando até o nascimento da
estética moderna. No segundo momento, trata da heteronomia da arte e suas ambiguidades, da nostalgia à
modernidade, trazendo as ideias deMarx, Nietzsche, Schopenhauer, Wagner e Freud, traçando paralelos entre as
teorias e a estética. No terceiro conjunto de capítulos Jimenez discute o declínio da tradição, modernidade e
vanguarda. Por fim, apresenta a guinada política e cultural da estética conduzindo à cena Georg Lukács e a questão
do realismo, Heidegger e o retorno às origens, Walter Benjamin e a experiência estética, e mais,Herbert Marcuse,
Adorno, Jauss, Habermas, Nelson Goodman e Arthur Danto e a crítica da modernidade: o pós-moderno e seus
desafios.
Jimenez inicia destacando a fundação da estética como disciplina autônoma, identificando-a como
acontecimento de alcance considerável, não apenas por ter-se inventado um novo vocabulário capaz de esclarecer
um saber até então nebuloso ou, talvez, pelo acréscimo a umnovo ramo da ciência, mas, principalmente, por
iluminar o olhar dos contemporâneos sobre a arte do passado, artistas e obras de sua época.
Apesar de ter inúmeras correlações, a autonomia da estética não coincide em significado com a
autonomia da arte. A palavra arte tem origem latina ars = atividade, habilidade, herdeira do século XI, designando
até o século XV, atividades ligadas à técnica ea tarefas essencialmente manuais. Já a estética, no sentido moderno,
aparece somente quando a arte passa a ser reconhecida pelo seu conceito, ou seja, como atividade intelectual,
separada das técnicas e dos ofícios. Jimenez afirma que a autonomia da fase moderna da estética, que aconteceu a

1

partir de 1750, não surgiu repentinamente graças ao filósofo Baumgarten. O estabelecimento daestética foi,
enquanto ciência, consequência de um longo processo de emancipação que, no Ocidente, diz respeito ao conjunto
de atividades intelectuais, filosóficas, artísticas e espirituais a partir da Renascença. A criação artística passou a
não ser mais vista como privilégio de Deus, mas dependente da ação humana. A complexidade passou a estar nas
conexões que a arte proporciona. Para que oprocesso criativo viesse a acontecer entrou em cena o reconhecimento
dos mecanismos psíquicos e mentais (abstração), resultando na materialização de algo concreto: a obra de arte. Este
debate passou a acontecer insistentemente entre teólogos e filósofos em todos os domínios do conhecimento:
Do artesão, ligado pelo mecenato, escravizado à boa vontade de um príncipe, passou-se ao artista...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha
  • Resenha

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!