Resenha A ARTE DE AMAR De Ovidio

Páginas: 5 (1006 palavras) Publicado: 16 de junho de 2015
A Arte de Amar foi publicada no início do Século I a.c pelo grande poeta romano Públio Ovídio Nasão. O livro todo é constituído por versos escrupulosamente trabalhados em dísticos elegíacos. O dístico elegíaco pode ser considerado como uma estrofe, composta por um verso que se constitui de seis pés, o hexâmetro, e um verso de cinco pés, o pentâmetro
A obra apresenta ser uma espécie de manual emque o eu poético, masculino, dirige-se a outros “eus,” possivelmente masculinos, essa ideia se justifica pela marca da pluralidade encontrada desde o início do poema.
Nos textos elegíacos amorosos, o discurso é construído e organizado plenamente sobre uma ideologia igualmente amorosa. A arte de amar é caracterizada por uma obra elegíaca erótica porque além de ser organizada em dísticos elegíacos,podemos observar em vários trechos da obra características eróticas que ressaltam.
Então, no livro I identificamos o erotismo pelo uso da descrição detalhada da parte do corpo da mulher, do olhar, da pele e do toque. A descrição das ações são minuciosas, assim, faz com que o leitor imagine toda a ‘cena’, esse fato de proporcionar a imaginação ao leitor desperta toda sensualidade e floresce oerotismo proposto pelo texto externo e internamente. Podemos observar isso nos seguintes trechos:

“Cada um olha para trás, localiza com os olhos a mulher que ele deseja e roda silenciosamente mil pensamentos em seu coração.” (p.22)
“aproxime seu corpo o mais possível perto dela; felizmente, o tamanho dos lugares obriga as pessoas, queiram ou não, a se apertarem, e as disposições do lugar obrigam abela a se deixar tocar.” (p.23)
“Se, como é comum, a poeira vier a cair sobre o peito da bela, que seus dedos a removam; se não houver poeira, remova do mesmo modo a que não existe.” (p.23)
“Seus olhos verão pernas que valem a pena.” (p.24)
“que sua pele seja bronzeada pelos exercícios no Campo de Marte; que sua toga caia bem e não tenha manchas.” (p.37)
“Então você poderá, com palavras ocultas,dizer mil coisas que sua vizinha sentirá ditas para ela, traçar ternos sinais com um pouco de vinho, para que ela leia sobre a mesa que é a dona de seu coração, e fixá-la nos olhos com olhos que confessem sua chama.” (p.39)
“Tente apoderar-se primeiro da taça que foi tocada pelos lábios encantadores dela, e do lado em que ela bebeu, beba também. Todas as iguarias que os dedos dela tocarem, pegue-as,e, pegando-as, toque em sua mão”. (p.39)
“Introduza-se na multidão, deslize para perto dela quando ela se vai, aperte-lhe a cintura com seus dedos e toque o pé dela com o seu.” (p.41)
No livro II o erotismo ressalta mantendo as mesmas caraterísticas do livro I, as descrições são cada vez mais minuciosas, expondo mais toda a cena de conquista e de sedução. Detalha-se o local, se é noite ou dia, omovimento do corpo, ações da amada tais como; o arranhar das unhas, olhos agonizantes, o envolver do pescoço com os braços, e o movimento dos braços. Observa-se essas caraterísticas nos trechos a seguir:
“Admire seus braços quando ela dança, sua voz, quando ela canta, e, quando ela parar, lamente que ela tenha acabado. Seus braços e tudo que lhe traz felicidade, você poderá festejá-los, e que asvolúpias secretas sejam saboreadas à noite.” (p.61)
“aquele que a amante geme ao se ver traída, e que, quando seu ouvido a informa de uma falta que ela gostaria de duvidar, desmaia; desgraçada! [...] Quem me dera ser aquele pelos qual seu furor arranca os cabelos! Quem me dera ser aquele pelo qual suas unhas arranham duas faces delicadas, a quem ela não possa ver sem chorar, a quem ela olha com umolhar selvagem, sem o qual ela não pode viver, mas queria poder viver!” (p.67)
“Apresse-se em envolver seu pescoço branco com seus braços, apoie seu rosto banhado em lágrimas sobre seu peito.” (p.68)
“Até Vênus, quando tira suas vestes, se inclina para frente e cobre com a mão seus encantos secretos.” (p.74)
“Quero ouvir palavras que traduzam a alegria que ela sente, me pedindo para ir mais...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A arte de amar
  • Resumo "arte de amar" de Ovidio
  • Resenha ARTE DE AMAR
  • a arte de amar
  • a arte de amar
  • arte de amar
  • A arte de amar
  • A arte de amar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!