Resenha sobre as principais concepções de infância e suas mudanças ao longo da história brasileira

Páginas: 10 (2403 palavras) Publicado: 25 de maio de 2014
resenha sobre as principais concepções de infância e suas mudanças ao longo da história brasileira, destacando os motivos que provocaram tais mudanças.

1.2.1 A concepção de criança e infância no RCNEI
Estatuto da Criança e do Adolescente - o ECA de 1990 - e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Infantil, Lei 9.394/ (art. 29-31) promulgada em dezembro de 1996.
Segundo seu discurso, asociedade está mais consciente da importância das experiências na primeira infância, em decorrência das mudanças nas últimas décadas, devido à intensificação da urbanização, à participação da mulher no trabalho e às mudanças na organização e estrutura da família. Portanto, para atender as crianças de zero a seis anos, o texto propõe que a educação infantil seja considerada a primeira etapa daeducação básica, tendo como finalidade o desenvolvimento integral da criança até os seis anos de idade. De acordo com a LDB/96 e considerando seu papel e a responsabilidade na indução, proposição e avaliação das políticas relativas à educação nacional, o Ministério da Educação e do Desporto propõe um documento que possa ser um Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil.
Constituindo-se emum conjunto de referências e orientações psicopedagógicas, o objetivo anunciado pelo documento é ''contribuir com a implantação ou implementação de práticas educativas de qualidade que possam promover e ampliar as condições necessárias para o exercício da cidadania das crianças brasileiras'' (BRASIL, 1998, vol.1, p.13). Sua função proposta é contribuir com as políticas e programas de educaçãoinfantil, socializando informações, discussões e pesquisas, subsidiando o trabalho educativo de técnicos, professores e demais profissionais da educação infantil, e apoiando os sistemas de ensino estaduais e municipais. Os princípios que norteiam o documento consideram as especificidades afetivo-emocionais, sociais e cognitivas das crianças de zero a seis anos, e a qualidade das experiênciasoferecidas que podem contribuir para o exercício da cidadania. São eles:

* o respeito à dignidade e aos direitos das crianças, consideradas nas suas diferenças individuais, sociais, econômicas, culturais, étnicas, religiosas etc.;
* o direito a brincar, como forma particular de expressão, pensamento, interação e comunicação infantil;
* o acesso das crianças aos bens socioculturais disponíveis,ampliando o desenvolvimento das capacidades relativas à expressão, à comunicação, à interação social, ao pensamento, à ética e à estética;
* a socialização das crianças por meio de sua participação e inserção nas mais diversificadas práticas sociais, sem discriminação de espécie alguma;
* o atendimento aos cuidados essenciais associados à sobrevivência e ao desenvolvimento de sua identidade(BRASIL, 1998, vol., p.13). No texto está destacado, ainda, que as crianças têm, antes de tudo, direito de viver experiências prazerosas nas instituições. O Referencial se propõe a modificar a concepção assistencialista que norteou o trabalho nas creches e sobretudo rever as concepções sobre a infância, as relações entre classes sociais, as responsabilidades e o papel do Estado diante das criançaspequenas (BRASIL, 1998,vol.1).
Segundo o documento, embora haja um consenso sobre a necessidade de que a educação para as crianças deva promover a integração entre seus aspectos físicos, emocionais, afetivos, cognitivos e sociais, considerando ser ela um ser completo e indivisível, há divergências na forma como os trabalhos são conduzidos nas práticas encontradas, priorizando, muitas vezes, umaspecto em detrimento do outro. Observa que há práticas que privilegiam os cuidados físicos, outras, que privilegiam as necessidades emocionais e algumas que se baseiam exclusivamente nos aspectos relacionais, com forte presença de relações pessoais intensas entre adultos e crianças.
Quanto ao desenvolvimento cognitivo da criança, o Referencial o admite como um assunto polêmico. A polêmica se...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • História e cultura sobre mudanças da infância
  • Os principais momentos da Educação Brasileira ao longo da História do nosso País
  • Resenha: as concepções pedagógicas na história da educação brasileira
  • AS CONCEPCOES DA VERDADE AO LONGO DA HISTORIA
  • Conceito de infancia ao longo da história
  • Sociologia brasileira ao longo da história
  • resenha sobre infancia adolescencia
  • As concepções pedagógicas na história da educação brasileira

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!