Resenha Livro As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen

Páginas: 12 (2922 palavras) Publicado: 10 de agosto de 2013
 As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen
De que se trata o Livro
Trata-se de ideologia (ciência das ideias, ideólogo – deformadores da realidade, Marx –cons ciência falsa que gera a inversão da realidade para os interesses das classes dominantes), o maior problema com que se defrontam os autores que se dedicam às questões da sociologia do conhecimento.
O autor examina osesforços de autores (Condorcet, iluminista, socialista utópico Saint-Simon, o filósofo Augusto Comte e o sociólogo Émile Durkheim) no sentido de explicar as relações entre a busca do conhecimento e a defesa de interesses particulares, entre os seres humanos. Analisa também algumas características das diversas linhas de pensamento adotadas em relação à ideologia por Karl Popper, por Max Weber, por KarlManheim e pelos representantes do Stalinismo.
Para Michael Löwy, todos estes teóricos são fundamentalmente positivistas: tentam fundar a sociologia do conhecimento sobre fatos e dados, pretendem lidar com realidades humanas com a mesma isenção e a mesma objetividade com que observariam coisas, ou então se dispõe a exorcizar os juízos de valor no exame de questões em face das quais nunca podemosser neutros. Michael compara os artifícios usados pelos positivistas para saírem dos impasses teóricos em que se vêem com o expediente a que recorreu o protagonista de uma velha estória: atolado num pântano, com seu cavalo, e vendo que não contava com a ajuda de ninguém para salvá-lo, o Barão de Münchhausen agarrou seus próprios cabelos e, por meio deles, puxou-se para cima, saiu da lama, trazendotambém seu cavalo, entre as pernas, tirando-o do atoleiro.
Rejeitando as ilusões dos positivistas, os Marxistas não conseguiram adotar e desenvolver, juntos, uma mesma concepção de ideologia. Esta obra reconstitui as alternativas desse conceito nas versões diferentes que lhe dão Marx e Lenin, bem como nos esforços que marcam as reflexões de Lukács, Gramsci, Marcuse, Adorno e Horkheimer, entreoutros. Profundamente familiarizado com o pensamento desses intelectuais, Michael Löwy promove um confronto das posições diversas que eles assumem em face dos fenômenos ideológicos. Reconhecendo a necessidade histórica de diversidade de pontos de vista, ele ressalva, contudo, que alguns são mais abrangentes do que outros e portanto são mais favoráveis à conquista de um conhecimento mais completo, maisverdadeiro. Do ângulo do proletariado, é possível enxergar mais longe do que do ângulo da burguesia. Mas - adverte sabiamente - o ponto de vista do proletariado não é o monopólio exclusivo de um único grupo ou corrente; ele depende de uma busca que explora as riquezas de diversos caminhos e representa, em cada momento histórico, o horizonte comum a um conjunto de forças políticas e intelectuais,sociais e culturais, que reivindicam a visão proletária e assumem o projeto revolucionário socialista. O Positivismo em sua figuração ideal está fundamentado nas seguintes premissas básicas:
1- A sociedade é regida por leis naturais e invariáveis, ou seja, independentes da vontade e da ação humanas; na vida social, reina uma harmonia natural.
2- A sociedade pode, portanto, serepistemologicamente assimilada pela natureza, e ser estudada pelos mesmos métodos, démarches e processos empregados pelas ciências da natureza.
3- As ciências da sociedade, assim como as da natureza, devem limitar-se à observação e à explicação causal dos fenômenos, de forma objetiva, neutra, livre de julgamentos de valor ou ideologias, descartando previamente todas as pré-noções e preconceitos. O autor insistena questão classes, onde cada indivíduo está inserido num grupo no qual age manifestando-se e no qual se identifica. O axioma da neutralidade valorativa das ciências sociais conduz, logicamente, o positivismo, a negar o condicionamento histórico-social do conhecimento. A própria questão da relação entre conhecimento científico e classes sociais geralmente não é colocada: é uma problemática que...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Munchhausen
  • Resenha de "As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen"
  • Resumo do texto: As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Munchhausen
  • Resenha: lowy, michael. “introdução” in aventuras de karl marx contra o barão de münchhausen: marxismo e positivismo na...
  • Fichamento livro As aventuras de Marx e o Barão de Münchhausen
  • Resenha Crítica da obra de Michael Lowy; As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Munchhausen: marxismo e...
  • Resenha "as aventuras de Karl Marx e o barão de Munchausen"
  • Resumo As Aventuras De Karl Marx Contra O Bar O

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!