Resenha do texto da polarização das qualificações ao modelo de competência

Páginas: 5 (1004 palavras) Publicado: 20 de novembro de 2011
Da Polarização das qualificações ao modelo de competência (Helena Hirata)

1) Os novos paradigmas de produção e a evolução da divisão do trabalho e da qualificação

O desenvolvimento do modelo de produção fordista baseou-se na fabricação em massa de bens padronizados feito por trabalhadores semiqualificados. O objetivo principal era a redução máxima dos custos de produção e, assim, baratearo produto para que haja um maior número de consumidores. Nesse sistema de produção, que foi o que mais se desenvolveu no século XX, utilizava-se uma esteira rolante na qual se conduzia o produto, e cada funcionário realizava apenas uma pequena tarefa.
A partir dos anos oitenta, alternativas ao modelo fordista foram conceptualizadas, como modelo da especialização flexível (EUA, Piore e Sabel), ecomo novo conceito de produção (Alemanha, Kern e Schumann).
O modelo de especialização flexível teria no plano da organização da produção, a fábrica flexível; no plano da hierarquia das qualificações, o operário prudhoniano; e, no plano da mobilidade dos trabalhadores, o trabalhador temporário. Essa flexibiliddae permitiria a superação do modelo fordista e como consequência o retorno de umtrabalho artesanal, qualificado e relação de cooperação entre a gerência e os operários multifuncionais.
O novo conceito de produção representaria uma ruptura com o taylorismo e o fordismo, teria uma menor divisão do trabalho e uma maior integração de funções.
O surgimento de um novo modelo de produção industrial é muito bem representado pelo modelo empresarial japonês, o toyotismo. Este modelo tinhacomo características o trabalho cooperativo em equipe, funcionamento dos postos de trabalho fundados sobre polivalência e rotação de tarefas. O trabalhador japonês tem visão de conjunto do processo de trabalho no qual está inserido; sendo assim capaz de julgar, discernir, intervir, resolver problemas e propor soluções.
O trabalhador acaba sendo operário de produção e de manutenção, inspetor dequalidade e engenheiro. Essas características, porém, referem-se aos trabalhadores masculinos de grandes empresas; porém, trata-se de de uma caracterização válida, pois as pequenas e médias empresas (e no que se refere aos trabalhadores temporários e aos do sexo feminino) acompanham tendencialmente o movimento geral.

2) Da polarização das qualificações ao modelo da competência: a evolução dodebate no contexto dos novos paradigmas produtivos
Em 1974, Braverman abriu o debate a respeito da da desqualificação gradual e progressiva como consequência do aprofundamento da divisão de trabalho. Segundo sua tese, a modernização Tecnológica estaria criando de um lado trabalhadores desqualificados e outros superqualificados. Ou seja, as novas tecnologias reforçam a divisão do trabalho e adesqualificação da mão de obra.
Com a ruptura com esse paradigma nos anos 80, alguns autores (como Freyessenet, Coriat , Kern e Shumann) constaram uma requalificação/reprofissionalização dos operadores.
Essa requalifiação está relacionada aos novos modelos de organização que foram adotados pelas empresas, que exigem massa de conhecimentos e atitudes diferentes das requeridas pelo taylorismo. Aqualificação tácita é não apenas o saber/fazer, o domínio do conhecimento técnico, mas, principalmente, o saber/ser, a capacidade de mobilização dos conhecimentos (não apenas técnicos) para enfrentar as questões problemáticas postas pela produção.
A competência é uma noção ainda muito imprecisa, principalmente se comparada com a de qualificação. A qualificação apresenta multidimensionalidade:qualificação real (que é o conjunto de competências e habilidades, técnicas, profissionais, escolares, sociais) e qualificação operatória (potencialidades empregadas por um operador para enfrentar uma situação de trabalho).
A competência e a adoção desse modelo é difícil por que devem-se ser analisadas uma série de problemas, principalmente o de um desenvolvimento não remunerado das competências dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha Modelo de Competências e Gestão de Talentos
  • Resenha- Livro: As matilhas de Hobbes
  • resenha: AS MATILHAS DE HOBBES
  • Resenha Crítica do Texto: ‘Motivação do Pessoal: Um Novo Modelo’
  • Resenha do texto: O PSICOLOGO NO CONTEXTO DE SAÚDE: Modelos de Colaboração
  • Resenha do texto “Mapeamento dos modelos de análise de políticas públicas”
  • Modelo de competências
  • MODELO DE TEXTO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!