Resenha do livro Parábola do cágado velho

Páginas: 11 (2592 palavras) Publicado: 3 de dezembro de 2014
Parábola do cágado velho
O livro, que começou a ser escrito em 1990 e só foi publicado originalmente em 1997, se estrutura como uma anti-epopeia de Angola, na qual os feitos heroicos e o ufanismo, naturais do gênero, deixam a cena em favor dos sofrimentos e da resistência dos homens do campo.
A história se passa em Angola, África, época atual. Ulume (o homem) vive em um kimbo (aldeia) com suaprimeira mulher (Muari) e seus dois filhos: Luzolo, o mais velho, e Kanda. Apegado às tradições e costumes de sua raça, Ulume acredita que um cágado velho que habita as proximidades de sua aldeia possui uma sabedoria especial e superior. Freqüentemente, ele observa o animal quando este caminha em direção ao riacho para beber água. Nestas ocasiões, Ulume faz perguntas ao cágado, sempre na esperançade que aquele ser experiente e sábio lhe responda. Uma guerra assola o país e tudo que Ulume sabe é que ela se divide entre "os nossos" e "os inimigos". Porém ele não compreende direito quem é quem. Apesar da miséria em que vive a aldeia, soldados chegam de tempos em tempos para pedir comida. Com o tempo, os pedidos se tornam imposição. A aldeia começa a ser saqueada, habitantes são mortos,mulheres são estupradas. Grande parte dos moradores abandona a tribo para viver num local mais afastado, que recebe o nome "Vale da Paz". Os filhos de Ulume deixam o lar para se engajar na guerra. Cada irmão entra em um exército diferente e sua velha amizade se transforma em hostilidade declarada. Passam a se odiar. Ulume e Muari são convidados a partir para o Vale da Paz, mas ela não quer deixar aaldeia com medo de que os filhos não mais os encontrem. Ulume se interessa por uma moça, bem mais nova do que ele, de outra aldeia. Chama-se Munazaki. Um dia, uma granada cai bem perto de Ulume. Ele se prepara para a morte certa e, neste momento de desespero, vê nitidamente a imagem do rosto de Munazaki. Segundo uma antiga tradição, se um homem vê a imagem de uma mulher no momento da morte, masescapa, ela tem que ser sua esposa. Com a concordância de Muari, Ulume pede a mão de Munazaki para o pai dela, oferecendo um alembamento (pagamento feito aos pais da noiva, normalmente animais ou utensílios). A poligamia é aceita de acordo com as tradições angolanas, mas os jovens filhos de Ulume acham que o mundo mudou, que as mulheres e os homens têm os mesmos direitos e que a poligamia é coisa dopassado. Ficam contra o casamento. Munazaki também acredita que um mundo novo está se abrindo para todos os angolanos e que as tradições devem ser descartadas. Ela nega o pedido de Ulume. Ele insiste, mas ela reluta. Em parte porque gosta de Kanda, filho caçula do "velho" que a quer como esposa. Assim como Kanda, Munazaki tem o sonho de ir viver em Calpe, a "cidade do sonho", uma cidade fictícia quesimboliza o país moderno e renovado que os angolanos almejam.

Ulume fica deprimido e Munazaki percebe que ele realmente a ama. Termina por aceitar o casamento. A violência dos exércitos vai se tornando insuportável e a família se vê obrigada a mudar para o Vale da Paz. Vivem ali tranqüilos por algum tempo até que Luzolo retorna, sem armas, dizendo que a guerra acabou. Ulume vai procurar Kanda,na esperança de reunir a família como no passado. Kanda agora tem um posto elevado em seu exército. Diferente de Luzolo, ele não acredita que a guerra acabou. Acha que é só um artifício dos "inimigos" para tentar pegar seu exército de surpresa. A paz dura pouco. Em breve, o Vale da Paz passa a ser invadido e saqueado com a mesma violência que reinava na antiga aldeia. Para completar o sofrimentode Ulume, Munazaki desaparece sem dar notícias. Vários anos passam e Munazaki retorna com uma aparência deplorável: magra e envelhecida como uma mendiga. Ela confessa que fugiu na esperança de encontrar Kanda e Calpe, "a cidade do sonho". Seus planos, porém, não deram certo. Foi violentada, espancada, usada como escrava, perdeu toda a sua saúde, juventude e esperança. Sem rumo ou alternativa,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha: a parabola do cagado velho
  • livro cagado velho
  • Resenha livro
  • Resenha do livro Os Lusiadas : o velho do restelo
  • PARABOLA DO VELHO SÁBIO
  • Parabola o velho o menino e o burro
  • Resenha do livro Relações Internacionais da América Latina
  • Contextualização do livro "o velho e o mar"

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!