RESENHA DO LIVRO DITADURA MILITAR, ESQUERDAS E SOCIEDADE. AUTOR: DANIEL AARÃO REIS

Páginas: 7 (1583 palavras) Publicado: 20 de setembro de 2014
UFF – UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA









RESENHA DO LIVRO DITADURA MILITAR, ESQUERDAS E SOCIEDADE. AUTOR: DANIEL AARÃO REIS








NITERÓI
2013
O objetivo do livro é o de convidar o leitor a refletir sobre o verdadeiro papel da esquerda política e da sociedade brasileira durante o período do regimemilitar do Brasil. Ele expõe alguns fatos que culminaram com o Golpe de 64, passa pela lenta metamorfose do período e termina mostrando como seu fim chegou de modo "simples", sem grandes atos de heroísmos, como é de praxe na história brasileira.
Após fazer um apanhado tanto da conjuntura mundial, quando da conjuntura interna no final dos anos 1950, o autor mostra que havia uma questão a serrespondida: Qual seria o rumo do país após o Golpe executado? As diferentes ramificações dos conservadores tinham ideias distintas, como simplesmente tirar Jango do poder, outros queriam uma "limpeza" mais profunda, outros ainda queriam a instauração de uma alternativa "internacionalista-liberal". A "corrente" que prevaleceu é a da Junta Militar que se autodenominava Comando Supremo da Revolução.Logo que assumiu, a Junta instaura o Ato Institucional Número Um, que colocou o país em Estado de exceção. Com ele era possível caçar mandatos eletivos e suspender direitos políticos, por exemplo. Tem início prisões, censura e intimidações.
Quando Castelo Branco assume, ele faz uma aproximação com os EUA, com o "internacionalismo", e rompe com o autonomismo "nacional-estatista", abre o país para ocapital internacional. Contudo suas medidas não foram o bastante para trazer um fluxo suficiente desse capital. Assim, a inflação baixava mas não era controlada, o crédito escasso causou quebras no comércio e indústria que pressionavam o governo. Os trabalhadores também eram afetados devido ao baixo reajuste comparado à inflação, mas seus movimentos eram contidos pela força da repressão.
Essaforte repressão também destruía os valores democráticos com os quais o governo se dizia comprometido, além dos Inquéritos Policiais-Militares que não conseguiam eliminar as raízes do governo anterior. Chegou ao ponto de alguns setores antes favoráveis ao regime começarem a se descontentar. A hostilidade do governo fez com que surgisse movimentos estudantis de repulsa, mas esses eram limitados pornão haver apoio da grande massa de trabalhadores, preocupados com sua sobrevivência, e pela desmoralização causada pela queda de seus partidos políticos.
Segundo o autor, muitos acreditavam que o regime não duraria devido as enormes contradições e impasses do governo. Essas limitações tornaram o Brasil em um barril de pólvora e caso explodisse abriria caminho para as reformas de base. Surge aí a"utopia do impasse" que era a ideia de que o governo não tinha condições de oferecer alternativas políticas ao país, o que acabaria resultando nas reformas de base. Apoiada nisso eclode a autodenominada "esquerda revolucionária" que apesar de ver a ditadura como uma tragédia, acredita que ela seria capaz de remover do cenário político as tradições do PTB e do PCB de Prestes, dando espaço para uma"autêntica revolução".
Nas eleições de 1966 estreia os dois partidos brasileiros: a Aliança Renovadora Nacional (ARENA), a favor dos militares, e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), o partido de oposição. Após ameaças e intimidações vence o general Costa e Silva.
A partir de 1967 o Brasil começa gradativamente a crescer, mas não foi o suficiente para acalmar a população. A insatisfaçãoacumulada no governo Castelo Branco começa resultar em protestos e movimentos públicos. A maior foi a Frente Ampla que uniu Carlos Lacerda, João Goulart e Juscelino Kubitscheck.
A área intelectual também participava com músicas de protesto, como Chico Buarque, com oposições mais ortodoxas, como Caetano Veloso e até mesmo sem se importar com as lutas políticas, como a Jovem Guarda de Roberto...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Análise do livro de elio gaspari a ditadura envergonhada e de daniel aarão o golpe militar 40 anos depois.
  • Resenha do livro "O que é Adolescência" do autor Daniel Becker.
  • Resenha do livro "O que é Adolescência" do autor Daniel Becker.
  • Ditadura militar- Censura de livros
  • Resenha crítica ditadura militar
  • Resenha Ditadura Militar
  • Resenha a ditadura militar, militantes
  • Ditadura Militar

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!