Resenha do cap.5 do livro Sobre o pensamento antropológico de Roberto Cardoso de Oliveira

Páginas: 9 (2011 palavras) Publicado: 10 de setembro de 2014
Sobre o Pensamento Antropológico
Roberto Cardoso de Oliveira
Capítulo 5 – O que é isso que chamamos de Antropologia brasileira?


Resenha

O autor inicia o texto nos apresentando um questionamento, similar ao de Heidegger na filosofia, que constituirá todo o sentido da discussão porvir, relativa ao ser da Antropologia em âmbito cultura e social.
Em abril de 84 em uma conferenciaproferida na 14ª Reunião Brasileira de Antropologia, Roberto Cardoso de Oliveira apresenta uma discussão sobre a origem da disciplina de antropologia e o cenário das tensões vivenciadas nos espaços europeus e norte-americanos. O autor toca nas rupturas que foram se processando a partir dos entraves entre as diversas “modalidades cognitivas” próprias de sua formação e observadas no interior das “tradições centrais” do pensamento ocidental. O Cardoso de Oliveira retoma assim tal ocasião, no 1° capitulo de sua obra, intencionando abrir caminhos para se falar sobre a antropologia brasileira e sua formação, tomando a ideia de se pensar o universal em suas formas primeiras e suas matrizes tradicionais como indispensáveis, pois é dos modelos antropológicos tradicionais que a antropologia brasileira vaiperfazendo seu caminho próprio. Entre reconfigurações advindas do encontro dos pensamentos primordiais das tradições intelectuais da antropologia e as demandas próprias de sua realidade, com o passar dos anos, ganha corpo no cenário nacional e internacional.
O autor pensa essas matrizes tradicionais a partir da combinação de dois procedimentos, onde o primeiro se constitui na formação de umaestrutura matriarcal da disciplina por meio do cruzamento das tradições intelectualista e empirista, com tendências da disciplina que estivessem assinaladas uma pela neutralização do tempo, tempo histórico, (sincronia) e outras pela consideração do tempo histórico como uma dimensão fundamental de seu modo de apreensão (diacronia), buscando em cada uma delas seus respectivos paradigmas. Assim, nodomínio intelectualista/sincronia o autor aponta o paradigma racionalista evidenciando a historia da “Escola Francesa de Sociologia”. No domínio empirista/sincronia o paradigma culturalista evidenciando a história da” Escola histórico-cultural norte-americana” encabeçada por Franz Boas. Por fim, no domínio intelectualista/ diacronia reflete-se o paradigma da hermenêutica com o desenvolvimento“atrasado” de uma antropologia interpretativa em algumas universidades norte- americanas.
Nesse percurso, o autor apresenta, assim, a dimensão histórica de cada domínio e seus respectivos significados. Portanto o SER proeminentemente histórico da antropologia, que parece emergir, é o SER que interage entre a “subcultura de uma cultura global cientifica chamada antropologia”. Podendo ser entendido como umconjunto de paradigmas, que apesar da ideia de conjunto possuem relativa autonomia entre si, e as tensões estabelecidas entre cada uma delas em suas relações, elemento que o autor, tomando o perfil de um etnólogo tenaz, define como “uma forte aculturação entre subculturas cientificas” e onde ele denota como a característica maior de nossa matriz disciplinar nos dias atuais.
Desmembrado, então oSER da antropologia, em sua universalidade a partir da própria formação histórica da disciplina, Cardoso de Oliveira nos traz a reflexão de que a antropologia atual foi se costurando a partir de um longo processo histórico, ocorrido em diferentes realidades do mundo. O autor utiliza a mesma estratégia para começar então a refletir a Antropologia brasileira em sua particularidade, pensado a partirdas tradições que a disciplina utilizou em seu processo de identificação e inserção entre nós.
Segundo o autor, a disciplina, que entre os brasileiros em seus primórdios, comummente era conhecida como etnologia, sempre buscou “definir-se em função de seu objeto”, ou seja, o modo de conhecimento que marcava o saber antropológico estava subordinado a natureza de seus objetos reais,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Os (des) caminhos da identidade- Roberto Cardoso de Oliveira
  • ARTIGO OLIVEIRA Luis Roberto Cardoso De
  • Resenha sobre o livro: cultura, um conceito antropologico
  • Resenha Livro Wilson Cano Cap.5
  • Cap.5 Linguagem e Pensamento
  • Resenha Do Capitulo 5 De Oliveira
  • Fichamento Ohar, ouvir e escrever
  • Resenha Do Livro

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!