Resenha crítica

Páginas: 5 (1187 palavras) Publicado: 18 de maio de 2012
RESENHA CRÍTICA
PEDAGOGIA DA AUTONOMIA
Aline Aparecida Barbosa
Jackeline Gomes Barbosa Soares
FREIRE, PAULO. Pedagogia da autonomia – Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
Paulo Reglus Neves Freire (Recife, 19 de setembro de 1921 — São Paulo, 2 de maio de 1997) foi um educador e filósofo brasileiro. Destacou-se por seu trabalho na área da educação popular,voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica.
Paulo Freire divide o seu livro Pedagogia da Autonomia em três capítulos, capítulos esses que se subdividem em nove itens onde ele trata de forma simples, porém veemente sobre a questão daprática educativa tanto em sala de aula quanto fora dela. Ele fala no capítulo primeiro sobre a necessidade do indivíduo apreender de forma de se torne capaz de recriar ou refazer algo para que tenha competência para ensinar criticamente e não somente transferir conhecimentos, não deixa de ressaltar o dever do educador na sua prática docente de despertar o senso-crítico no educando de forma que elese torne critico, pesquisador, curioso, instigador, sem, sobretudo perder a humildade e a persistência para que assim tenham a capacidade de pensar certo, o que implica tanto o respeito ao senso comum quanto o respeito e o estimulo à capacidade criadora do educando. Por essa razão pensar certo leva não só ao professor, mas a toda escola o dever de respeitar os saberes dos educandos, a sua realidadeque muitas das vezes diverge de tudo que ele presencia na escola e quem sabe está fazendo uma correlação dessa realidade com os saberes curriculares. Deixa claro que a prática docente tem que está ombreada com a ética e a estética, pois como agente de transformação o educador não deve deixar-se levar pelas tentações de estar numa sala de aula simplesmente para cumprir o seu dever suprimindo assimo direito do educando de ter uma formação moral, o “verdadeiro” educador vive o que ensina, não trata com os seus alunos com ar de superioridade como se fosse detentor do saber, mas está pronto a retirar algum aprendizado dos saberes que seus alunos trazem na ‘bagagem’. Uma reflexão crítica sobre a prática pedagógica e/ou educativa torna-se de fato, uma exigência da relação teoria/prática para odocente, o autor deixa clara a necessidade de oportunizar para o formando desde o começo da sua vida acadêmica, o direito de assumir-se como sujeito da produção do saber. E, enfatiza de que ensinar, não é transferir conhecimento, mas criar possibilidades para sua produção ou a sua construção, ressalta ainda que a construção da capacidade crítica no educando,assim como conduzi-lo a pensar certoconstitui-se uma atividade docente;não deixando jamais para isso de levar em consideração o conhecimento prévio do educando.
Paulo Freire começa o capítulo dois lembrando que numa perspectiva progressista ensinar não é transferir conhecimentos, mas sim criar as possibilidades para a sua própria produção ou construção, chama a atenção para o fato de que isso não precisa apenas ser apreendido peloeducador e pelos educandos, mas que precisa ser testemunhado e vivido todos os dias, educador e educandos não podem apenas discursar sobre praticas corretas da pratica educativa eles precisam vive-las. Seguindo essa linha de pensamento Paulo Freire trata da questão da consciência do inacabado, do reconhecimento de ser condicionado, respeito à autonomia do ser do educando lembrando nesse momento queesse respeito à autonomia e à dignidade de cada um faz parte da ética do educador e não um favor que o mesmo pode ou não conceder aos educandos, trata da questão do bom-senso como um “aliado” do professor para que este tenha a virtude de compreender que o comportamento do Pedrinho, quieto, calado tenta mostrar algo, um descontentamento, uma necessidade talvez que próprio Pedrinho não é capaz de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resenha Crítica
  • Resenha critica
  • RESENHA CRÍTICA
  • resenha critica
  • Resenha Critica
  • Resenha crítica
  • resenha critica
  • Resenha critica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!