Resenha crítica dos livros ensino de lingua e vivência de linguage`m: temas em confronto e tijolo por tijolo

Páginas: 16 (3761 palavras) Publicado: 9 de agosto de 2012
Com o avanço das ciências relacionadas à linguagem, muito tem se pesquisado e discutido sobre o ensino de gramática. O ensino da gramática de Língua Portuguesa, vem gerando polêmica na atualidade. Muitas vezes nos questionamos: Estudar ou não estudar a gramática no ensino de Língua Portuguesa? Ė claro que sim, devemos ensinar a gramática.
A gramática deve ser trabalhada na escola, mas o que sequestiona aqui é a maneira de como fazê-lo.
Tomando como base de estudos o livro “Ensino de língua e vivência de linguagem: temas em confronto” da professora Maria Helena de Moura Neves, o livro “Tijolo por tijolo” da educadora Ana Tereza Naspolini e o filme “ Cidade das Sombras” de Gil Kenan é possível chegarmos a algumas conclusões, mas antes falaremos um pouco sobre o que cada meio depesquisa relata.
No livro Ensino de Língua e vivência de linguagem: temas em confronto, a professora Maria Helena de Moura Neves mostra a língua como a responsável pela produção de sentido na linguagem.
Ao longo de treze capítulos e de uma segunda parte de cunho prático a autora mostra a linguagem confrontada com a realidade da língua e o posicionamento da gramática na escola. Maria Helena mostraque é possível haver um equilíbrio entre teoria e prática.
A proposta do livro é fazer com que as pessoas vejam a gramática da língua como responsável pela produção de sentido na linguagem e banir a ideia de que a gramática é apenas um conjunto de regras as quais temos que apenas seguir.
Maria Helena mostra que é possível ensinar a língua, a gramática, através da vivencia da linguagem de modoreflexivo, diferente do que tem acontecido atualmente onde ainda existe a visão de que a gramática é apenas um conjunto de regras isolado e autônomo.
No capitulo inicial Maria Helena aponta a existência natural, nas comunidades, de uma busca espontânea de padronização, de constituição de uma norma que dê certa unicidade a heterogeneidade e a multiplicidade sempre existentes em uma língua.
Para aautora as gramáticas, segundo sua base teórica, sua natureza prática e o discurso que as instaura reconstroem o percurso do imaginário da língua com relação a aspectos de unidade e homogeneidade. As gramáticas são um verdadeiro testemunho das orientações de análise linguísticas vigentes num estado de sociedade e num estado teórico-metodológico de visão da língua e linguagem.
O dicionário e agramática, são afinal, tanto a referência do uso linguístico como a referência do padrão social de desempenho linguístico.
Maria Helena volta ao passado, mostra a gramática e o ensino da língua do ponto de vista dos grandes escritores da língua portuguesa, que desde seu tempo já tinham preocupações com a forma de nossa língua.
Maria cita Lobato, Lima Barreto, Alencar, Machado e Graciliano, mas osdois a quem dá mais destaque são Lobato e Mário de Andrade.
Lobato por seu extremo cuidado com a língua e Mário de Andrade por seu reconhecimento de várias normas e sua posição equilibrada de quem sempre “brincou” de sociolinguista.
Através destes dois escritores pode-se chegar a questão linguística de língua falada e língua escrita.
Maria Helena afirma que nos últimos tempos a linguagem faladatem sido objeto de investigação de pesquisadores que reconhecem a necessidade de que as análises da língua não se restrinjam a modalidade escrita, tradicionalmente valorizada para estudo, especialmente para o estudo da gramática da língua.
O que se defende aqui é a existência de um sistema único, da língua falada sob um aparato da gramática.
No que diz respeito ao ensino de gramática nasescolas, o que deve ser enfatizado é a forma de como trabalha-la. O ensino de gramática deveria ser transformado de um trabalho mecânico, repetitivo e teórico, em um processo de reflexão, que levasse a o aluno a formação de seu conhecimento, a melhor compreensão de fatos.
Para confirmar este levantamento sobre gramática, Marcos Bagno afirma:
A gramática deve conter uma boa quantidade de atividades...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Costrução m tijolo de adobe
  • Resenha crítica do livro a língua de eulália
  • Tijolo por tijolo
  • Tijolo por Tijolo
  • Tijolos
  • tijolos
  • Tijolo
  • Resenha critica tema o ensino da matematica no brasil

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!