RESENHA CRÍTICA DO LIVRO LENDO OBJETOS: A RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO DO MUSEU DO CEARÁ ,AUTOR: MARCOS PASSOS UCHÔA DA SILVA

Páginas: 8 (1847 palavras) Publicado: 19 de março de 2014
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ
CURSO: LICENCIATURA EM HISTÓRIA
DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO AÇÃO EDUCATIVA EM MUSEUS
PROFESSORA: LUIZA RIOS
TURMA: 78








RESENHA CRÍTICA DO LIVRO LENDO OBJETOS: A RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HISTÓRICO NO MUSEU DO CEARÁ




MAIK ANDERSON GOMES DE OLIVEIRA












FORTALEZA – CEARÁ
2014
O livro Lendo Objetos:A Reconstrução do Conhecimento Histórico no Museu do Ceará, Autor: UCHÔA, Marcos Uchôa da Silva Passos – Fortaleza: Museu do Ceará; Secretaria da Cultura do Estado, 2011. 200p.
Marcos Uchôa da Silva passos iniciou seu contato com o meio museológico durante a graduação em história (licenciatura) na Universidade Estadual do Ceará, ao ingressar como educador do Memorial da Cultura Cearense doCentro Dragão do Mar de Arte e Cultura, com passagens rápidas pelo Centro Cultural dos Correios (2008), pela equipe de Coordenação do Núcleo Educativo do Sobrado Dr. José Lourenço e pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP).
Desde 2009, é professor do Estado da Bahia e cursa a especialização em História, Cultura e Linguagens (UNIJOR-GE), dandocontinuidade a sua pesquisa sobre a educação museal.
No livro Lendo Objetos: A Reconstrução do Conhecimento Histórico no Museu do Ceará o autor nos leva à pensar sobre a identidade museológica, analisando essas entidades dentro de uma contextualização, numa organização cronológica de acordo com as transformações ocorridas nos museus históricos, considerando as influências sociais, principalmente no campodas ciências históricas e museológicas, verificando as diversas formas de preservação e manipulação pelas gestões dos museus, em especial o Museu do Ceará desde sua fundação, aquisições do acervos até a formação das exposições. O autor do destaque ao Memorial Frei Tito que valoriza a luta contra a ditadura militar, a favor dos direitos humanos sendo que o principal objetivo não é torná-lo umherói ou mártir, e sim refletir sobre este período da história do país.
O autor da continuidade iniciando um estudo do público, recorrendo a Cury e traçando um perfil de algumas características dos visitantes do Museu do Ceará, elaborando critérios e metodologias para pesquisa. No outro tópico por meio das contribuições de Bourdieu o autor analisa o campo pedagógico e as práticas culturais do setoreducativo do Museu do Ceará, através de entrevistas com os jovens estudantes.
Para finalizar, Marcos Uchôa da Silva Passos avalia o papel de educadores e professores nas aulas de campo, aborda o imaginário dos alunos sobre o Museu do ceará e a visão histórica aprendida por eles, em torno do Memorial Frei Tito estabelece pensamentos dos jovens sobre a ditadura militar, utiliza o Bode Ioiô comoobjeto e qual a sua influência no imaginário dos mesmos.
O livro está divido em três capítulos.
O autor inicia falando sobre a historicidade dos museus históricos, descrevendo as características e analisando as instituições museológicas. Marcos Passos afirma que as instituições museológicas nem sempre apresentam as atuais características, que são as atividades que permitam a reflexão, analisee a democratização dos seus acervos, o museu é um espaço em constante transformação e modificador de paradigmas.
O autor da continuidade falando das primeiras coleções no século XIV, sendo que a formação se deu a partir das classes economicamente favorecidas que eram a realeza e a nobreza a elite da época.
Os museus tinham uma linha que valorizava as datas, fatos e personagens da elitebrasileira com o objetivo de exaltar uma memória elitista, Marcos Passos cita o Museu Histórico Nacional (MHN) como exemplo, no período de Barroso que apresenta peças ligadas a uma ideologia elitista, militar, política e religiosa sem a proposta de reflexão e sim com o objetivo de sustentar um passado “glorioso” tornando-se um “Museu-Memória”.
Em 1970 o Museu Histórico Nacional (MHN) passa por...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO JUNTAR, SEPARAR, MOSTRAR MEMÓRIA E ESCRITA DA HISTÓRIA DO MUSEU DO CEARÁ (1932
  • RESENHA CRÍTICA “Gestão do conhecimento: uma revisão crítica
  • Resenha critica
  • Resenha crítica de marcos bagno
  • Resenha crítica do livro: Elegia para uma Re(li)gião, autor Francisco de Oliveira
  • Resenha Critica sobre o livro pesquisa na escola de Marcos Bagno
  • RESENHA CRÍTICA DO LIVRO O QUE É CULTURA DO AUTOR JOSÉ LUIZ DOS SANTOS
  • Resenha do livro gestalt do objeto

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!