Resenha Científica sobre o Artigo “Dançando na Escola” de 1997, da Autora Isabel A. Marques.

Páginas: 6 (1372 palavras) Publicado: 7 de janeiro de 2014
No Brasil tem aumentado o crescimento do número de grupos de dança, festivais, programas regulares, Universidades no país que vêm promovendo cursos de especialização e/ou mestrado em ensino da dança. Mesmo a dança ocupando os espaços ainda existem alguns “desentendimentos” sobre o campo de conhecimento. Após alguns anos desde que os pesquisadores começaram a estudar e analisar a situação dasartes no país, percebe-se que a dança parece representar um risco muito grande para a educação formal, pois ela continua sendo uma desconhecida para a escola. Propostas com dança que trabalhem seus aspectos criativos imprevisíveis e indeterminados ainda “assustam” aqueles que aprenderam e são regidos pela didática tradicional. Os processos de criação em dança acabam não se encaixando nos modelostradicionais de educação que ainda são predominantes em nossas escolas que permanecem com um ensino “garantido”, “conhecido”, “pré-planejado” e “determinado”. Devido a diversas características da época que estamos vivendo talvez seja esse o momento para refletirmos criticamente sobre a função/papel da dança na escola e a dança não poderá continuar mais sendo sinônimo de “festinhas de fim de ano”.
Oque acontece muito também é o preconceito que as escolas tem com a dança, o que leva os próprios profissionais da área renomearem suas atividades como por exemplo “expressão corporal”, “educação pelo/do movimento”, “arte e criação”, etc. Na prática, professores de educação física, de educação infantil, entre outros vem trabalhando com dança nas escolas sem que tenham necessariamente tidoexperiência prático-teórico como intérpretes, coreógrafos e diretores de dança. Outro fator que não poderia deixar de mencionar é a escassez de bibliografia especializada na área, e até mesmo muitas editoras se recusam a publicar trabalhos que contribuiriam muito com o estudo critico da área por “falta de mercado”.
Ao contrario de uma visão histórica ingênua de que a dança não passa de “uns passinhos amais ou a menos na vida das pessoas”, hoje não podemos mais ignorar o papel social, cultural e politico do corpo em nossa sociedade e, portanto, da dança. Quebrando-se o tabu de que “conversar não é dançar”, poderíamos introduzir em nossas salas de aula momentos de reflexão, pesquisa, comparação, desconstrução das danças que apreciamos (ou não) e assim, podermos agir critica e corporalmente emfunção da compreensão, desconstrução e transformação de nossa sociedade.
Conteúdos específicos que a autora acha que devem ser abordados na área de dança é tratar a dança como arte e não somente como movimento ou seja aspectos e estruturas de aprendizado do movimento (coreologia, consciência corporal e condicionamento físico), contextos da dança que inclui elementos históricos, culturais e sociais comohistoria, estética, apreciação e critica, sociologia, antropologia, música, anatomia, fisiologia e cinesiologia. Incluir também textos, pois o trabalho com os textos possibilitam uma prática e compreensão da dança em si (repertórios, improvisação e composição coreográfica).
A autora afirma que é difícil concluir a sua proposta para o ensino da dança pois afirma que está em um processo/trabalhode vida não para encontrar as respostas certas, mas para propor algo que seja compatível com as maneiras do alunos, de pensar, agir e viver o tempo, o espaço, o corpo, a dança no mundo contemporâneo e que possa continuar trabalhando para o ensino da dança que possa ser significativo tanto para eles quanto para o mundo em que vivemos.
Acredito que muito dos argumentos da autora foram pertinentesa aquela época e contexto. Não que todos esses problemas tenham sido finalizados, mas acredito que já conquistamos muito mais alguns lugares e questões hoje em dia.


Sobre a Autora:
Formada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo, fez Mestrado em Dança no Laban Centre for Movement and Dance, Londres e doutorado na Faculdade de Educação da USP. Seu trabalho de Mestrado trata dos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • MARQUES, Isabel. Dançando na Escola. p. 34-61. 2003 (Resenha)
  • Resenha sobre artigo "produção científica em contabilidade no brasil"
  • Artigo sobre pesquisa cientifica
  • Isabel Marques
  • resenha sobre a revolução cientifica
  • artigo sobre informatica na escola
  • Resenha sobre a escola clássica
  • Resenha sobre a escola sistêmica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!