resena da era dos imperios

Páginas: 5 (1094 palavras) Publicado: 24 de outubro de 2013
DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA
LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA


História Econômica Geral do Brasil






DISCIPLINA: HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL DO BRASIL
6° PERÍODO



Setembro, 2013
Síntese do capítulo II (Uma economia mudando de marcha) do Livro “A Era dos Impérios” de Eric J. Hobsbawm.

Eric J. Hobsbawm em seu texto, Uma Economia Mudando de Marcha, propõe-se a analisar astransformações das relações capitalistas de fins do XIX e início do XX, esmiuçando o poder de adaptação das economias centrais e o surgimento de novos eixos, sobretudo posteriormente a “Grande Depressão”.
O autor discute a depressão da economia mundial ocorrida no ano de 1889, contrapondo-se a essa ideia, demonstrando que neste período a produção de ferro duplicou, a de aço, tida como um indicador doconjunto de industrialização, multiplicou-se por 20 e houve um incremento considerável nas taxas de comercio internacional. 
Com relação à América Latina, coloca que foi justamente nesta fase que os investimentos estrangeiros atingiram níveis assombrosos, além do aumento do numero de imigrantes. No entanto, disserta a respeito d a opinião de historiadores que seguem a linha socialista que, de umamaneira geral, aguardavam uma invasão de imigrantes que ameaçariam a continuidade da civilização, apostando no colapso do capitalismo. Além da visão dos economistas e empresários que temiam a prolongada depressão de preços, juros e consequentes lucros. 
A agricultura foi o setor que mais sofreu nas décadas de depressão, uma vez que a produção, que havia aumentado nas décadas anteriores, acabou porinundar o mercado mundial de excedentes.  A forma encontrada para a defesa da economia foi a formação de cooperativas, que rapidamente se multiplicaram em diversos países, bem como a emigração, considerada uma válvula de escape para minorar as pressões sociais, que poderiam acabar em rebeliões.
Com relação ao setor empresarial, a inflação foi favorável, pois aumentou a taxa de lucros econsequentemente, o número de concorrentes. O mercado de massa começou a desenvolver-se, embora muito mais vagarosamente do que o crescimento do número de novos produtos industriais. 
Outra dificuldade encontrada foi a contraposição dos preços instáveis com as altas e baixas, ditadas pelo mercado e os custos de produção estáveis, entre eles os investimentos com os equipamentos e o pagamento de salários.
Amedida tomada em relação a depressão dos preços, lucros e taxas de juros, foi a prática do bimetalismo, ou seja, basear o sistema mundial de pagamentos tanto no ouro como na prata, abundante nas Américas, já que o ouro encontrava-se cada vez mais escasso. Tal prática, não era vista com bom olhos pelos grandes banqueiros, empresários e governos de países centrais do capitalismo.
Além disso, apolítica do protecionismo começou a ser praticada por governos que cederam aos apelos de grupos influentes, que buscavam proteger seus produtos nacionais, da concorrência dos estrangeiros. Também esta prática foi de encontro aos interesses óbvios da Grã-Bretanha, cuja economia era majoritariamente orientada para a exportação de produtos industrializados, além de serviços financeiros e de transporte. Durante seu processo de industrialização, a Inglaterra relegou ao segundo plano sua agricultura, tendo se tornado um dos principais mercados consumidores de produtos primários e agrícolas. Este foi o ponto crucial, em que o autor coloca que a base do poderio econômico britânico se fez através da simbiose com a parcela “subdesenvolvida” do mundo.
Assim, a industrialização e a Depressãotransformaram-se em grupos de interesse conflitantes, de tal forma que a concorrência deixou de existir apenas entre as empresas e estendeu-se às nações. No decorrer do século XIX, as mais remotas regiões do planeta foram se transformando, na medida em que as práticas do capitalismo não reconheciam fronteiras e a política do liberalismo econômico era prontamente apoiada pela Inglaterra. 
Com relação às...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resena
  • Reseña
  • resena
  • Resena Critica
  • resena o que é educação
  • Imperio
  • Imperio
  • Imperio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!