René Descartes

Páginas: 10 (2251 palavras) Publicado: 4 de março de 2015
RENÉ DESCARTES














NOME: Lilian Gomes da Silva
N°19 – 3º E
MATEMÁTICA - CLEIBER












RENÉ DESCARTES

INDICE

Introdução
René Descartes
Cronologia
Obras de René Descartes
Um método para compreender a realidade
Fonte

INTRODUÇÃO

Quem foi René Descartes? É oque iremos ver nesse trabalho. René Descartes foi um grandefilósofo, matemático. Entrou para a Universidade de Pointier, onde cursos direito, mas não exerceu a profissão. se alistou para combater os espanhóis ao lado das tropas holandesas de Maurício de Nassau. Nessa ocasião, conheceu e ficou amigo do médico Isaac Beckman, que o influenciou a estudar matemática e física.
Descartes tem três sonhos que ele próprio interpreta como uma premunição de seu destino:inventar uma "ciência admirável", na qual estariam unificados todos os conhecimentos humanos.
Por toda sua vida René Descartes buscou mais e mais conhecimento, tentando sempre aprimorar as suas noções nas mais diversas áreas do conhecimento, seja na matemática, seja na filosofia e em qualquer área que despertasse o seu interesse. Ele era um apaixonado pelo conhecimento e tentava a cada dianovos modos de entender o ser humano e defini-lo com as suas características mais complexas, buscava definir conceitos matemáticos que criassem regras para facilitar a vida.

RENÉ DESCARTES
René Descartes nasceu em La Haye, em 31 de março de 1596. Órfão com um ano de idade, de saúde frágil, passou a maior parte de sua infância em sua cidade natal. Com onze anos foi enviado para o colégio jesuítade La Flèche, de onde saiu em 1615, para conhecer o mundo. Este colégio, na época, era um dos melhores colégios da França. Contudo, o espírito inquieto do jovem estudante o impulsionou para fora da academia. No seu entender, esta não ensinava propriamente a verdade das coisas, mas se contentava com a repetição dos ensinamentos dos antigos, principalmente de sua recepção no transcurso da IdadeMédia. É curioso que um dos pensadores que mais marca o pensamento ocidental tenha feito uma carreira à margem da universidade.
Foi com esse tipo de preocupação que o jovem, ao terminar os estudos nessa escola jesuíta, decidiu viajar pelo mundo, com o intuito de explorar outras terras e costumes, fazendo do "mundo" um objeto de leitura, como se fosse um livro, que requereria um novo tipo de análise. Omundo que então se descortinava era ainda um mundo "mágico", imprevisível, cheio de incertezas, capaz de atiçar a imaginação de um jovem pensador.
O impulso para a viagem, para a aventura, nasce de uma profunda inquietação com o tipo de ensinamento, com as formas de filosofia e de ciência reinantes naquela época. Para ele, a filosofia e a ciência estavam esclerosadas, pois tinham como ponto dereferência indubitável e verdadeiro a filosofia escolástica, de cunho tomista-aristotélico. Se cada um de nós almeja ter uma idéia verdadeira, devemos preliminarmente afastar esse tipo de pré-conhecimento, de pré-conceito, sedimentado no senso comum, impeditivo de que se possa pensar diferentemente. O senso comum de uma época, qualquer que seja, não é nem pode ser critério de verdade. Engajou-se,seguindo um certo costume da época, nos exércitos de Maurício de Nassau. Descortinava-se, para ele, a possibilidade de lançar um outro olhar sobre o mundo, um olhar que procurava desprender-se daquela que tinha sido, até então, a sua experiência escolar.
Ele partiu para conhecer, no livro do mundo, o que os livros da escola não lhe tinham fornecido. Seu propósito central consistia em nadareconhecer como verdadeiro sem que, antes, tivesse passado previamente pela sua razão, pelo crivo de um procedimento metódico, baseado na dúvida e na hiperbolização dessa. Nas margens do Danúbio, em 1619, durante aqueles longos invernos em que não se combatia, Descartes recolheu-se à solidão de seu quarto, de sua estufa, preferindo manter-se à margem das algazarras de seus colegas de armas. Um traço...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Rene Descartes
  • René Descartes
  • Renê descartes
  • René Descartes
  • René descartes
  • Rene Descartes
  • René descartes
  • Rene Descartes

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!