Rememorando o espaço familiar

Páginas: 6 (1275 palavras) Publicado: 28 de abril de 2013
UNIVERSIDADE SALVADOR – UNIFACS
HISTÓRIA E TEORIA DA ARQUITETURA DA CIDADE I
ARQUITETURA

OLGA PÊPE BEDESCHI




REMEMORANDO O ESPAÇO FAMILIAR

Salvador
2012


OLGA PÊPE BEDESCHI

Trabalho apresentado ao curso de Arquitetura, referente à disciplina Históriae Teoria da Arquitetura da Cidade I, para os estudantes da disciplinada em estudo do 3° semestre, turno Vespertino.

Professor: Jan Maurício Van Holthe
REMEMORANDO O ESPAÇO FAMILIAR



Salvador
2012

SUMÁRIO

1. MEMORIAL DESCRITIVO

2. DADOS BÁSICOS DO ENTREVISTADO

3. INFORMAÇÕES PRELIMINARES DO IMÓVEL DESCRITO

4. A CASA

5. O COTIDIANO

6. ÁREAS EXTERNAS– QUINTAL

7. ÁREAS EXTERNAS – VARANDA

8. INFORMAÇÕES ADICIONAIS

9. ANEXOS

1. MEMORIAL DESCRITIVO
“Resgate dos aspectos físicos, dos usos e vivências de uma unidade residencial urbana em meados de século XX”.

2. DADOS BASICOS DO ENTREVISTADO
Sra. Carmem Pêpe Machado Costa - Casada, Quatro filhos, 90 anos, Natural da Cidade de Ilhéus, Salvador – Bahia.
Foientrevistada no dia 07/08/2012.

3. INFORMAÇÕES PRELIMINARES DO IMÓVEL DESCRITO
Em meados do século XX o estilo Neoclassicismo já se tornara uma influência importante e mesclada ao antigo colonial deu origem a uma variedade de soluções ecléticas, tendência que iria dominar o panorama até a década de 1930.
Situada na Avenida Joana Angélica, n° 192, Bairro de Nazaré, a casa foi construída por MaurícioCabral (engenheiro que construiu o prédio do Jornal “A TARDE”), para o Coronel José Alves Costa, um fazendeiro de Ilhéus que viria morar com a sua família: sua mulher Sra. Olga Machado Costa e seus seis filhos, dentre eles Sra. Carmen que nos concedeu esta entrevista.
Sra. Carmen morou durante 20 anos nesta casa, inclusive casando-se nela (como era costume naquela época), logo depois a casa foivendida para Sr. Salvador Badaró, outro fazendeiro de Ilhéus.
A casa ainda existe e se transformou na Academia de Letras da Bahia, em bom estado de conservação.

4. A CASA
Situada em um terreno em aclive com aproximadamente 1.500m2, tendo no entorno a Faculdade de Engenharia Eletro-Mecânica da Bahia e o Colégio Sagrado Coração de Jesus.
A casa de cor amarela e marrom tinha piso de tacos,com duas cores em madeira sucupira com desenho em xadrez, forro em madeira com estuque e esquadria em madeira. Na entrada da casa havia uma escada que dava para área social, no jardim uma fonte e um poste com seis lampiões que iluminava o jardim florido de graxas e bromélias.
A mesma possuía quatro andares, sendo dois superiores que davam para a sala e os quartos e dois inferiores que davam paraas áreas da cozinha, quintal e porão. No quarto pavimento havia quatro quartos com pisos de diferentes mosaicos e o quarto do casal bem amplo e com uma grande varanda. Só existia um banheiro para atender a todos os cômodos. As paredes eram em concreto lisas pintadas.
No terceiro pavimento era a sala de jantar, bastante espaçosa, a sala de visitas e a sala de música.
Na entrada da casa havia umhall com duas cadeiras, mesinhas e sofá, estilo Luis XV, logo depois a sala de jantar com um vitrô biombo inglês que dava para a sala de visitas. Havia uma sala de música, com piano e violino o qual Sra. Carmem tinha aulas com um professor particular. A sala de almoço tinha um piso em mármore branco, um lavabo em ladrilho branco, metade das paredes pintadas e louças brancas.
No segundo pavimento acozinha ampla, com mesa para os empregados (que eram três) geladeira, fogão elétrico, liquidificador, batedeira e filtro de cerâmica, já faziam parte da história. Todos os acessos eram pelas escadas.
A área construída era de aproximadamente 500m2, Pé Direito 3m para cada pavimento com exceção do porão que devia ter 2.60m. Não houve grandes reformas durante a permanência da família.
Naquela...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Rememorando o espaço familiar
  • MULTIFUNCIONALIDADE DA AGRICULTURA E AGRICULTURA FAMILIAR: A RECONSTRUÇÃO DOS ESPAÇOS RURAIS EM PERSPECTIVA
  • A importância da ambiência enquanto espaço para os usuários e seus familiares do CAPS Infanto-Juvenil.
  • Direito à convivência familiar e a promoção das redes primárias da criança e do adolescente abrigado: o espaço da...
  • familiar
  • familiar
  • espaço
  • ESPAÇO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!