Religiao e Politica:novo paradigma

Páginas: 19 (4711 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014
Religião e política no Brasil: o novo paradigma dos movimentos sociais. Entrevista especial com Nadir Lara Junior
"A partir da minha pesquisa, posso dizer que os movimentos sociais estão abandonando o discurso religioso, utópico, marxista-cristão e assumindo aos poucos, o discurso pragmático-capitalista neoliberal. Então, o discurso da maioria dos militantes é praticar uma política pragmática,embora muitas vezes eles nem se deem conta disso", afirma o pesquisador do PPG em Ciências Sociais da Unisinos.

Confira a entrevista. 

Num país como o Brasil, em que 92% dos brasileiros sedeclaram religiosos, é difícil desvincular a religião do debate político. Essa relação de proximidade pode ser explicada, em parte, pela religiosidade popular e pela influência que o catolicismo e asreligiões protestantes tradicionais exerceram na constituição dos movimentos sociais brasileiros a partir da década de 1980, sob influência do marxismo e da Teologia da Libertação.

Apesar da influência religiosa, na última década os movimentos sociais “estão abandonando o discurso religioso, utópico, marxista-cristão e assumiram o discurso pragmático-capitalista neoliberal”, assinala o psicólogo epesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, Nadir Lara Junior. Segundo ele, três fatores explicam a mudança na atuação dos movimentos sociais: a eleição do presidente Lula à presidência da República com a incorporação dos movimentos sociais ao Estado; as ações políticas administrativas do Papa João Paulo II, que culminaram numrecuo da Igreja em relação àsComunidades Eclesiais de Base – CEBs; e a ascensão dos evangélicos no cenário religioso. Novamente, a religião voltou a exercer influência na política, a partir do boom do movimento neopentecostal, que chegou aos movimentos sociais “com um arcabouço político, ideológico, religioso de sua matriz neopentecostal, que é extremamente pragmática”. 

Diante dessas mudançasconjunturais, a formação dos militantes dos movimentos sociais passou a ser “instrumental, ou seja, uma formação para ensinar o militante a se movimentar dentro das burocracias das políticas públicas. (...) De certa forma, os movimentos sociais se reduzem a formarem seus quadros não na oposição, na crítica, na política, mas sim numa certa subserviência travestida de participação política. A políticapública virou a participação política”, avalia. 

Na entrevista a seguir, concedida pessoalmente à IHU On-Line, o pesquisador também comenta a ascensão da bancada evangélica no Congresso e a influência da religião nas eleições municipais deste ano. “Não adianta os candidatos laicos criticarem os candidatos religiosos, ainda mais num momento em que o Estado laico está mostrando uma dimensão dedesonestidade política muito assustadora. Quando você debate com um candidato assim, não sabe se ele é de esquerda, de direita, de centro, se ele está agradando você porque ele quer seu voto ou porque quer lhe ludibriar. Então, essa diluição da fronteira política no Estado laico faz com que os candidatos religiosos cresçam, porque eles não omitem a sua ideologia”, aponta.
Nadir Lara Junior (foto) égraduado em Psicologia, mestre e doutor em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, com a tese A mística do MST como laço social. É professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos.
Confira a entrevista.

IHU On-Line – Historicamente, como as religiões e a religiosidade influenciarama formação política e constituíram o núcleo ideológico dos brasileiros? 

Nadir Lara Junior – Várias pesquisas demonstram como a questão da religiosidade marcou a formação do povo brasileiro. A professora Maria Isaura Pereira de Queirozapontou as experiências messiânicas existentes no Brasil desde os indígenas e como eles traziam esses elementos religiosos, os quais serviram de referência...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Paradigma
  • Paradigmas
  • Paradigmas
  • paradigma
  • Paradigmas
  • Paradigmas
  • PARADIGMAS
  • paradigma

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!