Relatorio Quimica organica II

Páginas: 35 (8626 palavras) Publicado: 21 de outubro de 2014
Centro de Cincias Biolgicas e da Sade - CCBS Escola de Cincias Biolgicas - ECB Departamento de Cincias Naturais DCN Disciplina de Qumica Orgnica Professor Edwin Gonzalo Azero Rojas Curso Biomedicina Aluno xxxxxxxxxxx Turma 01 N. da prtica 02 Prtica realizada em 15/09/2009 Sntese do cido acetil saliclico (AAS) Rio de Janeiro I) Objetivos O experimento teve como objetivos a sntese do cidoacetil saliclico (AAS) e o clculo do rendimento de tal procedimento. II) Introduo Fundamentos Tericos A aspirina o remdio (analgsico) mais consumido em todo mundo. Antes de sua descoberta as propriedades antipirticas e analgsicas eram conseguidas com ch de casca do salgueiro _ Salix SP_ ou com um ch das flores de um arbusto (Spiria sp). Tempos depois, isolou-se da casca de Salix, o glicosdio docido saliclico, o qual responde pela ao antipirtica do ch. A aspirina possui propriedades analgsicas, antitrmicas e antiinflamatrias. Sua sntese possvel atravs de uma reao de acetilao do cido saliclico, um composto aromtico bifuncional. Ele um fenol (hidroxibenzeno) e um cido carboxlico e, na presena de anidrido actico, forma-se cido acetilsaliclico (aspirina). Apesar de possuir propriedadesmedicinais similares ao do AAS, o emprego do cido saliclico como um frmaco severamente limitado por seus efeitos colaterais, ocasionando severa irritao na mucosa da boca, garganta, e estmago. A reao de acetilao do cido saliclico ocorre atravs do ataque nucleoflico do grupo -OH fenlico sobre o carbono carbonlico do anidrido actico, seguido de eliminao de cido actico, formado como um subproduto dareao. importante notar a utilizao de cido sulfrico como um catalisador desta reao de esterificao, tornando-a mais rpida e prtica do ponto de vista comercial. Grandes partes das reaes qumicas realizadas em laboratrio necessitam de uma etapa posterior para a separao e purificao adequadas do produto sintetizado. A purificao de compostos cristalinos impuros geralmente feita por cristalizao a partirde um solvente ou de misturas de solventes. Reao de obteno do cido acetilsaliclico EMBED OutPlace Object Legenda 1- cido Saliclico, 2 Anidrido actico, 3 cido actico O anidrido actico um lquido muito mbil, incolor, com cheiro semelhante ao cido actico, muito irritante e penetrante. produzido pela desidratao do cido actico. solvel em gua, sendo hidrolisado para dar cido actico.Aplicaes - Fabricao de aspirina na indstria farmacutica. - Fabricao de fibras e plsticos a base de acetato de celulose. - Agente de acetilao e desidratao na sntese de produtos orgnicos para a indstria qumica e farmacutica. - Na obteno de acetato de vinil. - Sntese de colorantes, perfumes e explosivos. - Agente de esterificao do amido. - Reativo para filmes de cinema no inflamveis. - Naindstria txtil, para a obteno de acetato raiom. - Reativo para a fabricao de vernizes, lubrificantes e lacas para aeronaves. O cido saliclico um slido inodoro, em forma de p ou cristais brancos, com baixa solubilidade em gua e solvel em vrios solventes orgnicos. obtido a partir do fenol, sendo um produto estvel em condies normais de manipulao e armazenamento. Aplicaes - Fabricao de aspirinana indstria medicinal. - Produo de salicilatos na indstria qumica. - Iniciador e agente solubilizante na manufatura de colorantes e pastas de impresso na indstria txtil. - Preservante na indstria alimentar. - Ingrediente em numerosas preparaes medicinais e cosmticas. O pH refere-se a uma medida que indica se uma soluo lquida cida (pH 7), neutra (pH 7), ou bsica/alcalina (pH 7). Uma soluoneutra s tem o valor de pH 7 a 25 C, o que implica variaes do valor medido conforme a temperatura. Uma maneira muito comum, mas menos precisa, de determinar o pH de uma soluo mediante o uso de indicadores, que so substncias que mudam de cor em funo da H e da OH- , ou seja, de acordo com o pH. Existem vrios indicadores cido-base muitos deles so naturais. Os indicadores mais comumente...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Relatório de aulas praticas
  • Relatório das aulas experimentais de química orgânica ii
  • Química Orgânica II
  • Quimica organica ii
  • Química orgânica ii
  • Relatório de Organica II
  • Relatório Química Orgânica
  • RELATORIO QUIMICA ORGÂNICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!