Relatório de aulas práticas: escala das contrações, comprimento x tensão, inclusão das contrações e eletromiografia

Páginas: 6 (1473 palavras) Publicado: 21 de fevereiro de 2013
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA E FISIOLOGIA
CURSO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA 60H
PROFESSOR: Dr. FRANCISCO TEXEIRA











RELATÓRIO DE AULAS PRÁTICAS: ESCALA DAS CONTRAÇÕES, COMPRIMENTO X TENSÃO, INCLUSÃO DAS CONTRAÇÕES E ELETROMIOGRAFIA.



ANDRÉIA COSTA
ISABÔO TÂNIA
MARCONES COSTA
NATHANYELRAYLSON
RYNA DELLY





TERESINA-PI
JANEIRO-2013
INTRODUÇÃO

Os órgãos efetuadores de movimento do nosso corpo são formados de células musculares geradores de tensão mecânica, portanto o músculo esquelético é um órgão especializado na transformação de energia química em energia mecânica (movimento), para aperfeiçoar esta função utiliza um conjunto bem ordenado de proteínasrelacionadas com o movimento. O músculo esquelético é constituído de feixes paralelos de fibras musculares, cada fibra contem as proteínas contráteis miosina e ctina, que compõe os filamentos grossos e finos respectivamente, que estão dispostos paralelamente nas miofibrilas, além disso as fibras musculares são envolvida por uma membrana denominada sarcolema, constituída de uma membrana citoplasmática euma camada fina de polissacarídeos e de fibrilas de colágeno. As fibras musculares afunilam-se em suas extremidades fundindo-se com os elementos fibrosos e tendinosos que se ligam aos ossos (Figura 1).
[pic]
Figura 1- Organização do músculo esquelético.


A contração das fibras musculares esqueléticas é comandada por nervos motores, que se conectam com os músculos através dasplacas motoras ou junções mioneurais. Com a chegada do impulso nervoso, ocorre liberação de acetilcolina na fenda sináptica, que através da interação com seus receptores faz o sarcolema ficar mais permeável ao sódio, o que resulta em sua despolarização. Uma fibra nervosa pode inervar uma única fibra muscular ou até 160 ou mais fibras musculares e formam uma unidade motora.
O sistema contrátildepende da freqüência com que as fibras musculares da unidade motora estão sendo estimuladas. Para cada Potencial de Ação em uma unidade motora ocorre um abalo mecânico ou uma breve contração seguida de relaxamento. O abalo começa uns 2 ms após o inicio da despolarização e sua duração varia de acordo com tipo de fibras musculares. A aplicação de estímulos cada vez mais frequente produzirácontrações musculares sustentadas e uniformes denominada tétano, a força desenvolvida num tétano perfeito é de 4 vezes maior em relação a uma contração isolada.
A frequência de estimulação da unidade motora, o desempenho mecânico do músculo como um todo depende da quantidade de unidades motoras em atividade. Para se aumentar o desempenho mecânico de um músculo isso pode ser feito recrutando-se a atividadede todas as suas unidades motoras. É por causa dessa organização morfológica e funcional é que podemos graduar precisamente a força muscular. Atualmente existem ferramentas que monitoram a atividade elétrica das membranas excitáveis, representando a medida dos potencias de ação do sarcolema, como efeito de voltagem em função do tempo, esta técnica é conhecida como eletromiografia.
Portanto aeletromiografia, trata-se de um método de registro dos potenciais elétricos gerados nas fibras musculares em ação, o que consiste na aquisição e tratamento do sinal elétrico produzido na musculatura a partir da estimulação de unidades motoras.
OBJETIVOS
• Compreender como se processa a fisiologia e a propagação do impulso nervoso nos músculos esqueléticos.
• Conhecer a relação entre ocomprimento do músculo e a tensão na transmissão do impulso nervoso.
• Entender como se processa uma contração muscular tetânica.
• Identificar a importância da técnica de eletromiografia.

PROCEDIMENTOS

As quatro atividades práticas: Escala das Contrações, Comprimento X Tensão, Inclusão das Contrações e Eletromiografia, foram desenvolvidas mediante o auxilio de um software...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Contrações e combinações
  • Contrações isocineticas
  • Relatório corrente x tensão
  • Aula prática tensão e deformação
  • Relatório de aula prática Retificador de diodo em ponte e Regulador de tensão.
  • Sobre exercícios de preposições e contrações
  • Relatório de Aula Prática de Fisioterapia
  • Relatorio de aula pratica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!